Quanto custaram os lockdowns

Após um ano e meio o começo da “pandemia” de Covid-19 é altura de começar a fazer as contas. Quanto custou não a doença mas as medidas que os vários governos adoptaram para enfrentar a emergência? Antes de mais: é uma conta que faz sentido? Porque seria possível pensar que,…

Ler mais... Quanto custaram os lockdowns

Covid! Os dados do Reino Unido, o que acontece na Austrália, os mortos na Europa

No passado dia 6 de Agosto, o governo britânico publicou uma breve actualização acerca da evolução da Covid 19. Extrema síntese? Menos de um terço das mortes da variante Delta são de pessoas não vacinadas. Ou seja: dois terços das mortes da variante Delta no Reino Unido são de pessoas…

Ler mais... Covid! Os dados do Reino Unido, o que acontece na Austrália, os mortos na Europa

Líderes africanos: uma espécie em perigo

O site alemão Corona Transition notou algo e fez duas contas: os líderes africanos morrem de Covid-19 muito mais do que os cidadãos “normais”. Desde o início da “pandemia” até à data, 52/10.000 Ministros ou chefes de Estado africanos (vamos chamar-lhes genericamente “líderes”) morreram. Em contraste, apenas 3/10.000 “cidadãos comuns”…

Ler mais... Líderes africanos: uma espécie em perigo

Dados, fontes, credibilidade? E a Ponerologia? (update: com erro corrigido!)

No anterior artigo, dedicado aos dados da EMA e subsequente discussão, George assim comenta: É divertido e mesmo curioso observar a disputa para credenciar fontes de informação. Quem vocês pensam que determinam as informações difundidas pelo mundo? Sejam elas “científicas”, políticas, economicas, educacionais,etc, as comunidades editoriais (propagandisticas) tratam de formata-las…

Ler mais... Dados, fontes, credibilidade? E a Ponerologia? (update: com erro corrigido!)

Covid: a conta dos mortos

Ontem li estas linhas do comentário de PcPons em resposta a Maria: Quando você fala que “pessoas idosas que morrem de câncer são desavergonhadamente constatadas com Covid” ou “até braço quebrado com complicações muito comuns nos hospitais brasileiros conhecidas como “infecção hospitalar” que pode levar à morte são atestadas com…

Ler mais... Covid: a conta dos mortos

Covid: não há nenhum “caso Brasil”

Nas últimas semanas tivemos duas notícias constantemente repetidas acerca da Covid-19: a vacina AstraZeneca e as mortes no Brasil. Aqui falamos da carnificina epidémica no País sul-americano governado por Jair Bolsonaro. Que, obviamente, o PT acusa de “genocídio”, nada menos. Os artigos nas páginas do Partido dos Trabalhadores parecem retratar…

Ler mais... Covid: não há nenhum “caso Brasil”

Somos felizes

Uhi…. dia complicado. Então nada de Covid: hoje falamos de felicidade. No passado 20 de Março foi celebrado o Dia Internacional da Felicidade, estabelecido pela ONU em Junho de 2012. Há muitos “Dia de…”.  Há o Dia Internacional da Paz, o Dia da Memória, o Dia do Véu Islâmico, o…

Ler mais... Somos felizes

Covid-19: vacinas, o caso Oxford-AstraZeneca no Reino Unido

Hoje era suposto actualizar o artigo relativo às reacções adversas provocadas pelas vacinas segundo as estatísticas da EMA, a Agência Europeia de Medicamentos. Depois encontrei o presente artigo e fiquei curioso. A actualização fica para amanhã, por enquanto vamos ler este que parece mais um capítulo da nova guerra das…

Ler mais... Covid-19: vacinas, o caso Oxford-AstraZeneca no Reino Unido

Vacina, as reacções adversas (até 13 de Fevereiro de 2021)

Tal como fizemos há umas três semanas, vamos espreitar as reacções adversas provocadas pelas vacinas através dos dados da Eudra Vigilance, o departamento da Agência Europeias dos Medicamentos que, lembramos, limita a recolha de dados aos Velho Continente (mais precisamente: Espaço Económico Europeu, o que não é a Europa toda)…

Ler mais... Vacina, as reacções adversas (até 13 de Fevereiro de 2021)

Vacina, as reacções adversas (até 23 de Janeiro de 2021)

Podemos verificar os efeitos das vacinas? Estão disponíveis dados? Aqui na Europa temos sorte: existe a EudraVigilance, departamento da Agência Europeia dos Medicamentos, que trata mesmo disso. Fase 1: chegar aos dados É suficiente: navegar até a página do European database of suspected adverse drug reaction reports (o database europeu…

Ler mais... Vacina, as reacções adversas (até 23 de Janeiro de 2021)
%d bloggers like this: