A Pseudo-Democracia representativa e o mal das eleições

É possível morrer de demasiadas eleições? Sim, é possível. Pelo menos pode morrer a democracia representativa, que está a sofrer deste mal. Ao mesmo tempo, uma das críticas contra a democracia directa é constituída pelo excessivo número de consultas populares que implicaria. Será verdade? Não necessariamente. Aqui, na Velha Europa,…

Ler mais... A Pseudo-Democracia representativa e o mal das eleições

“Morte aos bilionários!”

“Abolir os bilionários” diz o New York Times. Nada menos de que o New York Times. Títulos como estes não existiam quando como Presidente era o simpático Obama. Mas agora, com um magnate do imobiliário na Casa Branca, os ventos mudam e atrapalham até as páginas do conceituado diário “liberal”…

Ler mais... “Morte aos bilionários!”

Trump: Make Globalism Great Again

O Sempre Muy Nobre Coringa (que agradeço) realça um texto publicado por Tyler Durden em Zero Hedge, cujo autor é C.J. Hopkins (premiado dramaturgo, romancista e satírico político americano) e que originalmente viu a luz há um par de dias nas páginas de The Unz Review. Um texto que analisa as…

Ler mais... Trump: Make Globalism Great Again

O mercado não se auto-regulamenta. Nunca.

É o super-endividamento dos produtores agrícolas. Mas o Capitalismo não gosta desta expressão, prefere “superprodução”: é melhor, dá a ideia dum sistema que funciona à grande, produz muito. A bem ver, “superprodução” parece culpar os produtores: por qual razão produzem demais? Não entendem o mecanismo do mercado ou são simplesmente…

Ler mais... O mercado não se auto-regulamenta. Nunca.

A melhor cerveja

A melhor cerveja? Bulldog Strong Ale de pressão, cerveja escocesa produzida pela Scottish & Newcastle’s de Edimburgo. Cor âmbar vermelho, 6.3% graus, aroma intenso de malte e lúpulo, com espuma cremosa. Uma delícia, muito difícil de encontrar. Aliás, impossível agora, pois desapareceu por causa das lógicas de mercado: para cortar…

Ler mais... A melhor cerveja

Alain De Benoist e a Nova Direita

Uma das particularidades das ideologias é a alegada “eternidade” delas. Tudo muda com o passar do tempo, mas as ideologias parecem não sofrer do mal que abrange tudo e todos: a velhice. Um marxista ou um fascista acreditam piamente que o -ismo deles é perfeitamente capaz de contar o passado…

Ler mais... Alain De Benoist e a Nova Direita

Decifrar Trump

“Uma grande nação não deveria fazer guerras intermináveis”: esta é a passagem mais significativa do Discurso da União de Donald Trump. Trump é assim: alterna coisas inteligentes a emeritos disparates. No caso concreto, estamos perante uma coisa “quase” inteligente (“uma grande nação nunca deveria fazer guerras” seria a versão correcta),…

Ler mais... Decifrar Trump

Infantilidades em molho europeísta

Juro, não é uma piada. As imagens a seguir fazem parte da propaganda pró-europeista da organização Pulse of Europe, uma instituição privada oficialmente sem nenhuma ligação com a União Europeia. Fundada em Alemanha, na cidade de Frankfurt (a menos de dois quilómetros da sede do Banco Central Europeu, na mesma…

Ler mais... Infantilidades em molho europeísta

Armas: a Nova Guerra Fria

Dmitry Orlov é um engenheiro russo-americano e um escritor sobre temas relacionados com o declínio económico, ecológico e político dos Estados Unidos, algo que ele define como “crise permanente”. Orlov acredita que o colapso será o inevitável resultado de enormes orçamentos militares, deficits do governo, um sistema político sem respostas…

Ler mais... Armas: a Nova Guerra Fria

Geopolítica: situação e previsão para 2019

Na última parte de 2018 houve uma multiplicidade de crises aparentemente incompreensíveis: a provável “caótica” saída de Londres da União Europeia, os problemas entre Roma e Bruxelas, os protestos dos coletes amarelos na França, o regresso das tensões na zona da Crimeia, a saída dos Estados Unidos do acordo sobre…

Ler mais... Geopolítica: situação e previsão para 2019
%d bloggers like this: