Vacinas, as reacções adversas (até 09 de Abril de 2022)

Continuam a aumentar as vítimas das vacinas anti-Covid. A base de dados EudraVigilance, verificada pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA), relata agora 43.005 mortes e 3.984.978 lesões após as injecções das vacinas experimentais. Estão presentes também as primeiras reacções adversas provocadas pelas vacina Novavax relatadas nas últimas 2 semanas:

Um total de 43.005 óbitos, amplamente subestimado como já tivemos modo de explicar. Para ter uma ideia, as Nações Unidas calculam em pouco mais de 3.000 os mortos e 9.000 os feridos da guerra no Donbass até 2021. No caso das vacinas, e só no Velho Continente, a ordem de grandeza é mais de dez vezes maior.

Repito: no caso das vacinas o total é subestimado, e em muito, porque há toda uma série de fatalidades que fogem dos parâmetros utilizados para avaliar as consequências directa das injecções experimentais.

Enfarte para todos

A este respeito, o bom Stefano Re reuniu uma interessante série de artigos destinados a encontrar uma possível explicação para doenças súbitas, ataques cardíacos e outras disfunções cardíacas que aumentaram dramaticamente ao longo do último ano e meio.

Diz Stefano:

Em termos técnicos, esta operação de modificação perceptiva de massa chama-se “normalização”. O objectivo é simples: convencer o maior número de pessoas que é perfeitamente normal que crianças e atletas morram de ataques cardíacos dia sim, dia não.

Tentam culpar tudo: do demasiado quente ao demasiado frio, do demasiado desporto ao demasiado pouco desporto, do demasiado sexo ao pouco sexo, com mirabolantes virtuosismos como culpar o pequeno-almoço.

Tentam culpar todos os factores possíveis, excepto um.

De facto a colecção, que reúne artigos dos últimos 12 meses, apresenta “virtuosismos” que obrigam a reflectir. O Michigan Health informa que a Aspirina afinal pode não prevenir o ataque cardíaco; o Daily Mail afirma que O risco de problemas cardíacos pode ser aumentado mesmo ao beber menos do que as quantidades previstas pelo sistema de saúde; Today explica que Todas as crianças deveriam ser rastreadas para a possibilidade de uma paragem cardíaca súbita, mas mesmo assim atenção porque, como diz Science Daily o calor extremo também provoca enfartes, tal como o frio do Inverno segundo The Indian Express; e mesmo que o clima esteja bom, a solidão favorece os enfartes nas mulheres maduras e sozinhas (The Times), tal como acontece com os coágulos de sangue provocados pelo pequeno-almoço (The Express). Mas atenção: não tomar o pequeno almoço provoca enfartes também (The Express).

Vida saudável com exercício físico? Sim, mas sem esquecer que mesmo os corredores (e os triatletas) contraem doenças cardíacas (Triathlon Magazine). Melhor ficar calminhos no sofá com o comando na mão? Nem pensar: o enfarte atinge também quem fica a ver a televisão (WebMD). Aliás, a coisa melhor seria desligar tudo porque a conta da luz pode provocar… adivinhem? Exacto: um enfarte (Wales Online). E tentem ficar longe de todos também porque o coração partido (metaforicamente) pode partir-se de verdade (WHNT), exactamente o que acontece ao ficar com raiva, perturbação emocional e perante um grande esforço físico (Science Daily). Ou a masturbar-se (Science Direct): doutro lado, a Igreja avisa há séculos. Mas nem o sexo com alguém é seguro, aliás, como avisa The Conversation com estudos vários (Springer, NIH): “a morte durante o sexo não é apenas algo que acontece aos homens de meia-idade”.

Vice-versa, tomar três doses duma vacina experimental não parece ter efeitos secundários indesejáveis: é toda saúde. E os mais de 40 mil mortos da Eudravigilance? Provavelmente não tinham tomado o pequeno almoço.

Segredo de Estado

Fechamos este artigo dedicado à Covid e arredores com uma notícia “curiosa”.

Lembra-se o Leitor daquelas imagens televisiva de Bergamo, na Italia, com a fila de camiões militares que transportavam os primeiros mortos de Covid em Italia e na Europa? Era o início de 2020 e a “pandemia” estourava no Velho Continente com cenas que deram a volta ao mundo.

Aos primeiro sinais de problemas sanitários, o Governo italiano tinha enviado 400 militares na zona mais atingida de Bergamo (em particular nas áreas de Alzano e Nembro), num esforço para instituir uma “zona vermelha” e conter a ameaça. Uma medida já experimentada em outras zonas da Região Lombardia (da qual Bergamo faz parte) na altura. Todavia, pouco depois de terem chegado, os militares foram afastados e nenhuma “zona vermelha” foi declarada. O resultado foram as imagens dos camiões com os cadáveres, passados poucos dias.

De acordo com algumas simulações, a medida de contenção poderia ter reduzido significativamente a mortalidade causada pela propagação do vírus numa área onde a idade média dos cidadãos era particularmente elevada: “Entre 2.000 e 4.000 vítimas poderiam ter sido evitadas se a zona vermelha tivesse sido aplicada rapidamente”, observou a microbiologista Andrea Crisanti, que tinha apresentado um relatório de peritos ao Ministério Público de Bergamo nos primeiros e decisivos meses da emergência pandémica em Itália.

Na sequência de um pedido da agência de imprensa Agi, o Ministério do Interior foi sucessivamente convidado a publicar os documentos relativos a esse período, a fim de compreender o que tinha acontecido e quais as motivações tinham justificado aquela estranha tomada de decisão. E agora, o Conselho de Estado decidiu pôr um ponto final na questão aplicando o Segredo de Estado militar aos documentos. As razões do que aconteceu em Nembro e Alzano permanecerão em segredo.

É lícito pensar que com a instituição duma zona de segurança nunca teríamos havido a coluna de camiões militares com os cadáveres, que tanto impressionou a opinião pública mundial e europeia em particular. Aquela macabra coluna foi uma excelente operação de marketing. Portanto, não é preciso muito para imaginar quais as razões que justificam o segredo militar agora. Apesar desta história ser um pouco mais complicada: lembramos que naqueles dias, enquanto a Alemanha proibia a exportação de máscaras, luvas e máquinas para a ventilação dos pacientes, tal como feito por França e Suécia, os únicos a enviar ajuda (inclusive um contingente militar) tinham sido os russos…. Mas esta é outra história, justo?

 

Ipse dixit.

49 Replies to “Vacinas, as reacções adversas (até 09 de Abril de 2022)”

  1. No rescaldo da controvérsia ao redor da exposição feita em “Watch the Water” efetuada por um tal Dr. Brian Ardis, o qual foi entrevistado no mês passado pelo Stew Peters (busquem e vejam essa entrevista), vinha a calhar, se possível, adicionar ao rol das vacinas a situação relacionada com o Remdesivir (único medicamento aprovado internacionalmente para tratamento da covid-19).

    Na entrevista, o tal Dr. começa bem e (para mim) o exposto teve a sua lógica, logo… análise imperativa.
    Essa relaciona-se com o tal medicamento XPTO, aprovado pelo vasto comité dos eugenistas homicidas.

    Após, a coisa torna-se mais “escura”. O Dr. estica-se em conclusões disparatadas (minha opinião) face aos dados não comprovados (à data). Pareceu-me também manipulação de dados ao estilo “cherry-picking”, como sempre fizeram aqueles, contra quem este Dr. se posiciona e acusa. Tal, coloca-o numa posição em que a sua credibilidade fica definitivamente em causa. O facto de o mesmo deter no mercado uma linha de produtos que “combatem” os tais efeitos venenosos das injeções eugénicas não o ajuda.

    Mas, o exposto sobre o Remdesivir, merece análise e acompanhamento, daí a minha sugestão.
    O facto de ter sido acolhido com abraços e carregado em ombros pelas diversas máfias envolvidas, enquanto todos os outros eram “demonizados” e proibidos, deve ser considerado como razão suficiente para desconfiarmos estarmos na presença de outro produto de guerra biológica (eugénico).
    Quem souber e puder ajudar à exposição e à contagem de mortos e feridos…

    1. Adenda: Sobre o Remdesivir em Portugal…
      hXXps://paginaum.pt/2022/04/27/portugal-lidera-efeitos-adversos-do-remdesivir-mas-lobby-da-gilead-mantem-farmaco-na-terapia-anti-covid/

  2. Olá Max e todos:
    Aqui no burgo a Covid saiu de moda. Prepondera a “guerra na Ucrânia por esse animal russo, o Putin” Mas o presidente ucraniano é uma pessoa heroica, e até um homem lindo” ( não sei qual o critério de beleza física em homem que esse povo tem).
    Eu continuo a observar o meu entorno, e parece que não há um(a) vacinado (a) que não tenha uma sequela, mesmo pequena.
    Devido a isso muitos não passaram da primeira dose. E outros tantos, usaram todas as doses disponíveis, além de entrarem na fila para a vacina contra a gripe “antes que o inverno chegue”. “Quem não toma vacina é burro e prejudica os outros. Deviam isolar na cadeia”
    Quanto às estatísticas, aqui o povo está acostumado a viver doente de alguma coisa, sem consultar médicos, ou ir ao posto de saúde. “Chás, benzedeira e reza forte dá conta”. “Quem vive no postinho é malandro (a)”
    E os postos de saúde nesse momento cobrem as paredes, anunciando surtos de febre hemorrágica, dengue, chicunguia ( se pronuncia assim em port, br, mas esqueci como se escreve) Até malária reapareceu.
    Mas fiquem tranquilos porque para tudo pode ter uma vacina.
    E assim a vida (e a morte) passam. Passaram as chuvas de março, abril, como sempre, a natureza festeja a vida, e viceja.

  3. Olá Todos:
    Pessoal vejam o Telegram do João Figueiredo. Está muito bom.
    E aproveitem para ler site do Resistir info. Beleza, inclusive o livro indicado em um dos últimos artigos.

    Atenção Max: dê notícias!!

  4. Maio 2022… Casa cheia.
    Anunciada a 6a vaga da pandemia de testes, a aviário anda por aí ás galinhas e eis que chega a varíola prá macacada. Tudo isto enquanto na nova igreja evangélica televisiva a palavra da guerra santa contra o demónio russo é incessantemente incutida na mente dos devotos.
    Ganda festa, carago… os comes e bebes é que tão carotes.
    E o Max desaparecido.
    Mãaaaeee…zinha.

    1. ADENDA…
      Whitney Webb on the job:
      hXXps://unlimitedhangout.com/2022/05/investigative-reports/monkeypox-fears-may-rescue-endangered-corporations/

      The PLAN???
      hXXps://rumble.com/v13kefy-must-see-the-plan-who-plans-for-10-years-of-pandemics-from-2020-to-2030.html

  5. Olá Alfbber:

    E para completar, cada vez com mais intensidade o império em decadência instiga o mundo a guerrear contra a Rússia.
    Os EUA devem pensar que são fênix e vão ressurgir das cinzas.

    Uma notícia boa, pelo menos: o Max está bem.

  6. RISUG (Reversible inhibition of sperm under guidance- Inibição induzida reversível de esperma): método contraceptivo masculino de uso interno desenvolvido pelo Indian Institute of Technology Kharagpur. O método foi patenteado na Índia, na China, em Bangladesh e nos EUA (sob nome de Vasagel). É 1 contraceptivo à base de 1 polímero (estireno-anidrido maleico); barato, eficiente e seguro, sem efeitos colaterais significativos.
    A aplicação leva ca. de 15 minutos. O gel é injetado nos vasos deferentes após anestesia local tornando o esperma infértil. É reversível, ao contrário da vasectomia; em ca. de 2 meses, a fertilidade volta ao normal.
    Utilizado desde o fim dos anos/1990 na Índia, mas ainda em fase de testes devido a 1 nº insuficiente de voluntários. É 1 método barato – a dose em si é mais barata que a própria seringa para a aplicação-, rápido, eficiente e seguro. Dos 250 voluntários, só em 1 caso o procedimento foi ineficiente – supõe-se que o medicamento não foi corretamente administrado nesse caso -, apresentando uma eficácia de quase 100%.
    Em pesquisa do governo brasileiro em todo território nacional, 3/4 dos entrevistados aprovam a distribuição de preservativos entre adolescentes acima de 13 anos, dentro do programa de educação sexual nas escolas, e 16% desaprovam a ação.

  7. Olá Chaplin: depois de convencidos que tem gente demais no planeta e isto é que produz escassez, até meninos e também meninas se “castram” por livre vontade.

    Olá Max: me parece que II é bem importante para simplesmente parar. Penso que para todos nós as tuas pesquisas e reflexões fazem muita falta.

    1. Oi Maria! Mas o problema aqui são 2 e não simplesmente uma suposta superpopulação humanoide.
      1 – a perpetuação do excedente de mão de obra como forma de embretar aqueles que são explorados.
      2 – a perpetuação de famílias desorientadas e que sirvam de ovelhas para todos os efeitos.
      Além do que, o preocupante não são os 7,4 bilhões de bípedes transitando pelo planeta, mas seus comportamentos predadores, em algum nível, cuja conta quem paga, desde o tão celebrado “humanismo”, qdo as elites colocaram o homem acima de tudo e de todos, são as outras espécies vivas e a própria natureza.

    1. Te cuida Bandido pois o Max detesta avançar na seara das tidas “conspirações”,,, vais parar na Deep Web…

  8. A MAIOR DAS CORAGENS É NÃO PRESCINDIR DA VERDADE
    O QUE É MAIS GRAVE, A PSICOPATIA DE UMA PEQUENA MINORIA DOMINANTE, OU A ASSERTIVIDADE NO CONVÍVIO COM TAL PSICOPATIA PELA GRANDE MAIORIA DOMINADA?

  9. Gaslighting: conjunto de técnicas de cunho psico comportamentais de amplo espectro utilizadas como recursos de manipulação da realidade por editoriais dos grandes grupos de meios de comunicação. Tem por finalidade modular os fatos reais e alinhá-los ao sistema e sua ideologia dominante, e dessa forma, transmiti-los aos seus consumidores finais, as populações.
    Obviamente que o próprio conceito do termo foi manipulado pelo sr. Wikipédia…

  10. Olá Chaplin: nunca foi tão perigoso viver colado (a) na verdade e nos verdadeiros (as) e não conseguir guardar a verdade para si, e os verdadeiros apenas no lugar mais secreto do coração.
    Os dominados contentam-se em apenas viver aos pés dos senhores, admirando-os cá de baixo.

    1. Oi Maria. Exatamente. Para te “distrair” faz uma busca no dr. google com: House of Loredan e terás uma mostra (mesmo pela dona wikipedia) do tamanho do poder que posa de vítima e do qto antigo ele é…

  11. Olá Chaplin e demais comentaristas : Enquanto o Max não nos oferece razões para pensar e comentar, não deixem de seguir II no Telegram. Também Rede Voltaire e Resistir info estão com artigos muito bons. nos respectivos sites.

    Olá Max: dá-te conta que o blog II, além de ter mais de 1000 leitores inscritos, tem outros mais que leem e alguns comentaristas sérios. Teu trabalho no blog atinge, afeta, influencia mais gente do que imaginas, e tal influência faz mudar modos de ler o mundo e agir nele. É muito importante, não esquece de II.

  12. Vez por outra passo para ver se tem artigo novo…
    O que ocorre com o Max?

    Maria,
    Como “seguir” o II no Telegram?

  13. https://informacaoincorrecta.com/2011/06/15/fantahistoria-parte-i/

    Será que o Max, já realizou o sonho?

    “e o fim de I.I. é construir um ponto de encontro que possa reunir pessoas que tentam entender. Um lugar onde os Leitores não têm apenas um papel passivo porque a ideia não é espalhar a “verdade” (que ninguém tem, e ainda menos eu) mas ampliar o nosso conhecimento com a troca de informações e ideias.”

    1. É precário trocar ideias e informações num mundo amplamente envolvido e dominado pelo total despreparo mental que habilite a entender e assim questionar o próprio sistema civilizatorio enquanto um super processo de dominação desenvolvido por pequenas minorias e seus mordomos ao longo dos séculos em detrimento das grandes maiorias.

  14. Para que ainda não sabe, Informação Incorrecta tem um canal no Telegram, que publica conteúdos mais adequados ao canal mas, dentro do possível, mantendo o espírito do blog.

    O Max, á semelhança do que se passa aqui no blog, tem estado ausente, mas espero que retorne o mais breve possível.

    Estão convidados a passar por lá, fazer sugestões e também propor matérias para publicação.

    Toda a ajuda é bem vinda.

  15. Mais um, de leitura obrigatória. Jornalismo de investigação xpto…
    hxxps://unlimitedhangout.com/2022/07/investigative-reports/resetting-without-schwab-russia-the-fourth-industrial-revolution/

  16. Não é intrigante que o blog se mantenha ativo por tanto tempo sem que o próprio blogueiro se manifeste?

  17. Max,

    Esta ausência é um mero “carregar de baterias”?
    Alguma informação seria bem vinda.

    Espero que não seja o fim de I.I. ….

    1. Eu espero que ele se esteja a preparar para o inverno que aí vem… e que tenha umas dicas pró pessoal.
      Ou será que já começou os preparativos para as mudanças “climáticas” com que o nosso Sol nos sobrecarregará nas próximas décadas?
      Mmmm…

      PS. Espero que esteja tudo ok com o Max.
      (Os pulhas andam por aí á caça dos “truth seekers”)

  18. Olá pessoal: a esta altura não sei se o Max está bem ou esta mal, se desistiu de II ou não, se está acompanhando algum familiar doente, se ele próprio está enfermo, se tenha se engajado em algum movimento e usado o tempo todo para isso enfim…nem sei por onde ele anda.
    Eu também gosto de saber notícias, principalmente num momento como este em que a Europa está como está. Geralmente mantenho um contato razoável com nosso blogueiro preferencial, mas sinceramente, sei que o Max não é de se manifestar quando não quer ou não pode, nem que seja para dizer: olá amigos, estou vivo. Pretendo voltar ou mudei meu campo de luta.
    Um abraço para todos.
    E, por sinal, embora sejamos bons comentaristas, entendo que a alma de II é o Max, e não existe substituição. Talvez ele não se dê conta das suas qualidades reflexivas, de pesquisa e como comunicador na internet. É uma lástima. O telegram de II faz boa pinta, sem dúvida, mas é outro tipo de comunicação, não substitui o blog.

    1. Completamente de acordo Maria. Resta-nos esperar que esteja tudo bem com o Max e que este silêncio seja temporário. Continuarei a aguardar o seu regresso. O Max é insubstituível.

  19. Relaxe, é só uma desconhecida causa de morte…
    hxxps://odysee.com/@AwakenWithJP:9/unknown-cause-of-death-our-latest:0
    (contém anúncios no fim do video… o homem tem de fazer pela vida)

    É sorrir e acenar, sorrir e acenar… e a vida continua… talvez não para todos.

  20. Início do monetarismo judaico no que seria a atual China – Parte 1
    Os comerciantes de Shanxi (Jinshang) foram 1 fenômeno histórico que durou séculos desde a dinastia Song até a dinastia Qing. Os mercadores de Shanxi iam desde a Ásia Central até a costa leste da China; sob a Dinastia Qing realizavam comércio em ambos os lados da Grande Muralha. No fim da dinastia Qing, ocorreu 1 novo desenvolvimento: a criação de piaohao, que eram essencialmente bancos que prestavam serviços como transferências e transações de dinheiro, depósitos e empréstimos. Após o estabelecimento do 1º piaohao em Pingyao, os banqueiros de Shanxi dominaram o mercado financeiro da China por séculos até o colapso da
    Dinastia Qing e a chegada nominal dos bancos britânicos.
    Comerciantes de Shanxi ou de Jin (Jìnshāng): grupo de comerciantes da província de Shanxi, na China. Jin é abreviatura de Shanxi. Mesmo que a história de comerciantes de Shanxi notáveis possa ser datada desde o Período da Primavera e Outono, há mais de 2000 anos, os comerciantes de Shanxi tornaram-se proeminentes nas dinastias Ming e Qing, e sua influência dominante no comércio chinês, dentro da nação e com os vizinhos Mongólia, Rússia e Japão, durou mais de 500 anos.
    Também operavam 1 antigo tipo chinês de banco de saque conhecido como piaohao; estes eram a forma dominante de bancos na China até a queda da dinastia Qing em 1911.
    Estavam entre os primeiros empresários chineses e sua história pode ser rastreada até o Período da Primavera e Outono e o período dos Reinos Combatentes. O sul de Shanxi ganhou destaque comercial por sua proximidade com os centros políticos e culturais da China antiga.
    Mas, foi nas dinastias Ming e Qing, que os comerciantes de Shanxi realmente se destacaram entre outros grupos de comerciantes chineses, construíram uma rede comercial forte e duradoura e acumularam enorme riqueza.
    No início da dinastia Ming, o governo recém-criado estava em constante luta com o remanescente dos exércitos mongóis expulsos, ao longo da fronteira norte. Para reduzir o custo de logística para transportar alimentos e outros suprimentos essenciais para os militares, o governo Ming concedeu licença de venda de sal para aqueles que entregavam suprimentos para os soldados da fronteira. O comércio de sal, como 1 comércio de alta margem de bens essenciais, era historicamente monopolizado pelo governo para garantir impostos suficientes, e a distribuição de licenças de venda de sal serviu como uma das principais fontes de lucro para os primeiros comerciantes de Shanxi. Shanxi está no norte da China, perto da fronteira Ming-Norte de Yuan, e a cidade de Yuncheng no sul de Shanxi tem 1 lago natural de produção de sal enorme, portanto, a proximidade geográfica foi convenientemente explorada por esses comerciantes.
    Na dinastia Qing, os comerciantes da bacia central de Shanxi, incluindo Yuci, Qixian, Taigu, Pingyao, etc, formaram o 1º sistema financeiro privado, os ditos bancos de saque ou Piaohao, em toda e até além da China. No fim do séc. 19, 32 piaohao com 475 filiais ativas cobrindo a maior parte da China, e a região central de Shanxi tornou-se o centro financeiro de fato da China Qing.

  21. Oi Chaplin: esta tendência deste povo vem de mais longe do que eu imaginava. Deve ser genético.
    Pensava que circunstâncias tinham favorecido, na Inglaterra, medievo, o desenvolvimento financeiro deles, através da usura…
    Acho que há muito por contar, então. E bem que podias fazê-lo para nós, aqui em II.

    Penso que o Max não tardará tanto para pousar por aqui. Tinha perguntado a ele se esperaria a declaração de guerra em Ucrânia para voltar, e já agora suponho que o dia, o mês, sei lá , se aproxima.

  22. O CONHECIMENTO E A PRODUÇÃO DO CONHECIMENTO
    O homem, por si só, por sua adaptação as necessidades básicas, criatividade e inventividade, sempre adquiriu e acumulou os mais diversos conhecimentos, de várias formas, ao longo do passado.
    Com o domínio primário da agricultura e a resultante mudança da vida nômade para a sedentária, surge o advento chamado de Civilização, um sistema de sociedade implantado por pequenas minorias que logo perceberam tal necessidade para que as mesmas pudessem expandir esses centros populacionais ao longo do tempo.
    Desde então, a produção de conhecimento tornou-se uma questão primordial nas relações de poder e dominância entre pequenas minorias e grandes maiorias.
    Pode-se dizer que o controle da produção de conhecimento, com repercussões globais, se divide, historicamente, em pré e pós Iluminismo (séc. 18).
    Por cerca de 5 mil anos, a produção de conhecimento dava-se, 1º na Antiguidade, no âmbito do misticismo, qdo feiticeiros e sacerdotes, inseridos nas minorias dominantes, ditavam e abonavam ou não as ações a serem seguidas pela população em geral.
    O misticismo deu margem e a base para a criação das religiões primitivas, propriamente ditas, que deram início aos processos históricos de sistematização em tudo aquilo que podia ser considerado uma interferência divina na vida terrena e todos seus desdobramentos. Esses processos sempre foram conduzidos por pequenas minorias, e, portanto, formatados, prioritariamente, pelos interesses/objetivos das mesmas.
    Formou-se uma simbiose de viés teocrático monárquico militarizado entre os segmentos dominantes que se chamaria de nobreza, que abrangia tanto a realeza (igual entre iguais, no Patriciado ou Pariato) como a classe religiosa.
    Esse status quo perdurou por dezenas de séculos, até iniciar um processo de reversão e transferência no séc. 18, com a ascensão da alta burguesia (“nova nobreza”) ao poder maior através de sua imposição eminentemente econômica-monetária mercantilista, e que resultou na expansão considerável dos centros urbanos, baseados na revolução industrial e do próprio comércio.
    Nesse processo de deslocamento do poder, um dos fatores principais foi a cooptação dos controles sobre a produção de conhecimento, cujo monopólio, de caráter eminentemente religioso, passa a ser monopolizado pela intelectualidade secular, cuja visão de mundo deixa de ser o do princípio divino e passa a ser o do princípio da razão, ou seja, o humanismo e o naturalismo, onde o homem torna-se autônomo da interferência divina.
    Assim, surge a Ciência enquanto processo, baseada na lógica das Guildas existentes desde o séc. 12, e que seria sistematizada e institucionalizada ao longo do tempo.
    Desde então, toda criatividade e inventividade importante, tiveram que passar pelo crivo das cúpulas da comunidade científica, e só assim, receberem o caráter de oficialidade e serem difundidas, caso contrário, passaram a serem tidas experiências meramente empíricas.
    A sutileza que envolve esse processo histórico, é a de que essas cúpulas científicas, assim como as antigas classes religiosas, sempre estiveram sob o controle e patrocínio do poder das pequenas minorias dominantes.
    Ou seja, a produção de conhecimento foi deslocada, mas manteve-se controlado por interesses de minorias.
    Portanto, o padrão mental e seu resultante comportamento humano civilizatório, afora seus instintos enquanto animal, sempre foi moldado amplamente por essas minorias controladoras da produção de conhecimento.
    Em paralelo, esses controles se desdobraram em exploração material, subjugação, fanatismos e a perpetuação da servidão das grandes maiorias sob as pequenas minorias ocultadas por suas propagandas travestidas de tudo, menos de propagandas. E o melhor exemplo disso, é a globalização econômica, acelerada pela tecnologia desde o fim da 2ª Guerra Mundial, num mundo onde cujas culturas nativas tendem ao desaparecimento gradual.
    Deve ficar claro que a origem dos desequilíbrios e desigualdades não se deve simplesmente aos controles do sistema estar nas mãos das minorias, mas sim ao tratamento que essas dispensaram nas relações de poder com as maiorias.
    E o que fazer com esse estado de coisas? Antes, pergunte-se: Quero ser honesto existencialmente comigo mesmo e enxergar e conviver com a verdade ou quero me manter numa zona de conforto mental por se sentir como um privilegiado ou beneficiário do sistema? Romper o padrão mental acumulado, cujo tamanho nível de condicionamento embreta qualquer entendimento que viabilize sua própria crítica.
    Entendido minimamente o funcionamento mundo, nossas avaliações passam naturalmente a serem outras, e consequentemente, nosso comportamento tenderá a mudar.
    Mas, lembre-se, trata-se de uma espécie de “revolução” única, intransferível, de responsabilidade de um homem só, você, mas que só assim poderá lhe fazer uma pessoa melhor. Não há outro caminho

  23. Em Portugal, na localidade de Fatima…
    hxxps://conf-gestao-pandemia.com/streaming/
    Começou na sexta, termina na segunda… notícias sobre no PaginaUM.

    1. Na ONU, oficializado o pedido de investigação formal…
      hxxps://russiaun.ru/en/news/271022_nb

    2. Adenda… entrevista com a organização:
      hxxps://theblindspot.pt/2022/11/09/marta-gameiro-ha-uma-certa-vergonha-em-se-assumir-que-se-pode-estar-em-duvida/

      Também no BlindSpot se encontram umas pérolas…
      hxxps://theblindspot.pt/2022/11/11/entrevista-ao-isto-e-o-povo-a-falar/

  24. A maior surpresa desde o inicio de 2022 foi a morte de Informação Incorrecta.

    Exactamente nesta altura alucinante é que o I.I. colapsa…

    É pena.

  25. Olá todos.
    Realmente é lamentável que o Max não se dê conta que seu hábito de ler muito e sua criatividade interpretativa produzam uma narrativa original inesgotável e que não se encontra na Internet. Daí que produzir o blog é quase uma necessidade de dar continuidade a um trabalho ímpar que tem ajudado muita gente.

    1. O repouso do guerreiro?… Tempo para meditar?
      Ele lá saberá. Temos de respeitar e aguardar.
      (acaso, espero que a neoPIDE não o tenha silenciado)
      … cruzes canhoto.

        1. Neo -> nova.
          PIDE foi a polícia repressiva do regime fascista em Portugal.
          Agentes que perseguiam, capturavam, torturavam e matavam os dissidentes e os resistentes ao fascismo.

          Esse tipo de “criaturas” já está bem instalada no atual regime.

  26. China Investment Corporation: 1 fundo soberano da China. Fundado em 2007, tornou-se o maior acionista individual do Citibank, atraiu a atenção do mundo ao adquirir participações no Blackstone Group e no Morgan Stanley por, respectivamente, US$ 3 e 5 bilhões. E ainda tem gente que China e EUA são inimigos de morte…

Obrigado por participar na discussão!

This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: