As minas destroem as florestas

Na Colômbia, duas empresas de mineração norte-americanas querem impor a extração de ouro num parque nacional da região amazónica. Não satisfeitas, pedem uma compensação de biliões de Dólares ao Estado colombiano num tribunal de arbitragem do…Texas. Do Texas? Podem? Sim, do ponto de vista legal podem: as empresas Cosigo Ressources…

Ler mais... As minas destroem as florestas

E agora: a Alianza

Na indiferença geral dos media, Colômbia, Chile, México e Peru nas últimas semanas assinaram um acordo que elimina, com acção imediata, as taxas aduaneiras sobre 92% dos produtos comerciais, com a intenção de aumentar o comércio e conquistar os mercados da região da Ásia- Pacífico, atraindo também o investimento estrangeiro.…

Ler mais... E agora: a Alianza

Colômbia: o lado escuro da América do Sul

A Colômbia , de acordo com os dados divulgados pelo Ministério do Tesouro e relativos ao orçamento de 2014, destina para a Defesa e a Polícia uns colossais 27.740 milhões de Pesos, o equivalente a 14.717 mil Dólares: 13.555 para o funcionamento, 1.166 para as operações em curso e os…

Ler mais... Colômbia: o lado escuro da América do Sul

América: as muitas estradas entre Atlântico e Pacífico

Nem todos sabem que já há algum tempo existe um protejo para escavar um canal na Nicarágua, algo que ponha em comunicação o Oceano Pacífico com o Atlântico, tal como já faz o Canal do Panamá. Enquanto este historicamente sempre esteve sob o controle dos Estados Unidos, o novo projecto…

Ler mais... América: as muitas estradas entre Atlântico e Pacífico

Nos moldes da legalidade

Um Leitor Anónimo (“Anónimo” pois não pedi a autorização para publicar o nome) pergunta: Quando se quer deitar mão a poços de petróleo estrangeiros, envia-se o exército com uma desculpa. Mas que eu saiba, não é o exército que aponta as armas aos trabalhadores e diz “agora trabalhem só para…

Ler mais... Nos moldes da legalidade

O Canal de Pequim

Uma notícia que bem demonstra a diferença quase “filosófica” entre os Estados Unidos e a China. Enquanto os primeiros continuam a apostar tudo na opção militar (ver os acontecimentos da África do Norte), Pequim continua com o seu silencioso mas ininterrupto trabalho feito de relacionamentos comerciais e investimentos. Até no…

Ler mais... O Canal de Pequim
%d bloggers like this: