Quatro

Eia quatro notícias fresquinhas fresquinhas que dificilmente podem ser encontradas nos diários. Não pensem mal: é simples distracção. Qatar: Síria? Uma nossa invenção, modestamente… Sheikh Hamad bin Jassim Al Thani O Sheikh Hamad bin Jassim Al Thani, o ex Primeiro-Ministro do Qatar, disse que a “revolução” da Síria (aquela que…

Ler mais... Quatro

Londres: reciclagem e criminalidade

Como relatado no documento recentemente publicado pelo Banco da Inglaterra, metade das notas inglesas são utilizadas para a lavagem do “dinheiro sujo” das organizações criminosas ou circulam no estrangeiro. A economia paralela inglesa trata principalmente de actividades criminosas que incluem, para além do tráfico de drogas e prostituição, pagamentos consideráveis…

Ler mais... Londres: reciclagem e criminalidade

Ensaios de guerra

Diz o simpático Obama em Paris: Deixe-me ser claro: a Turquia é membro da NATO e nossa aliada. Moscovo acaba de apresentar as provas de quanto todos já sabem: a Turquia faz negócios com o Isis, o primeiro ministro Erdogan e família compram o petróleo do Califado. Como reage Washington?…

Ler mais... Ensaios de guerra

Falcões e pombas

O simpático Brzezinski No mesmo dia em que todos os mais altos cargos de Washington relatam sobre o enredo iraniano, isso é, a alegada conspiração terrorista para assassinar o Embaixador da Arábia Saudita nos Estados Unidos, enquanto os media repetem em coro as mesmas acusações, a carnificina em Bagdad não…

Ler mais... Falcões e pombas

A queda de casa Murdoch e o controle mediático

Rupert Murdoch O caso Murdoch. O magnate da informação, o simpático australiano Rupert Murdoch, dono dum império com bem poucos limites, está em crise. Não económica. O problema é que um dos seus jornais, o News of the World, fez tudo o que é vivamente desaconselhado fazer: escutas ilegais, chantagens,…

Ler mais... A queda de casa Murdoch e o controle mediático

God save the Bankers

Muito barulho por nada.  Depois de ter falado claro e forte contra os excessos dos banqueiros e dos bónus excessivos, o governo liberal-conservador liderados por David Cameron bate em retirada e deixa que os bancos façam o desejado. Quase 48 horas depois de ter criticado, mais uma vez, o nível…

Ler mais... God save the Bankers

Populista e popular. E brutos.

Um termo que sempre me irritou profundamente: populista. O governo de David Cameron, Primeiro Ministro do Reino Unido, tem uma ideia: lançar petições na internet, de modo que os cidadãos possam escolher alguns temas a ser tratados no Parlamento. Uma primeira tentativa de democracia directa. Só uma tentativa, mas mesmo…

Ler mais... Populista e popular. E brutos.
%d bloggers like this: