Bruno faz-me notar como, no artigo OMS a mãe amorosa, o valor gasto pela Alemanha em doses de medicamentos não utilizados não bate certo com os dados na sua posse. Pelo que fui procurar na internet dados actualizados. E encontrei de tudo um pouco.

Apesar da fonte original ter sido um jornalista alemão, no final decidi alterar o valor de 440 milhões para 330 milhões de Euros em medicamentos não utilizados e destruídos, tendo como base uma pesquisa de Transparency International Deutschland.

Não tenho a certeza absoluta que este valor seja o correcto, mas Transparency é a única fonte que apresenta uma tabela com os custos discriminados.

Lembro: a intenção é que Informação Incorrecta apresente sempre informação de qualidade. Apesar de ter cuidado na selecção das fontes utilizadas, o erro é algo que pode acontecer: pelo que a apresentação de dúvidas ou de dados discrepantes não representa uma crítica ao trabalho do autor mas uma forma activa de colaboração.

Pelo que: obrigado Bruno!

 

Ipse dixit!

One Reply to “”

  1. Primeiro de abril, dia da mentira, levando a sério, um desgraçado que vive das redes sociais, com mais de i milhão de seguidores, e que se diz biólogo, especialista, participou de um programa de imensa platéia na Roda Viva, da Globo e afirmou que 1 milhão de pessoas vão morrer no Brazil, que o único trabalho sério contra o corona virus tem sido o de Doria, governador de Sâo Paulo, que a epidemia veio para ficar, que o isolamento é a nova forma de viver, que devemos nunca mais sair do isolamento, enfim que as iniciativas mais draconianas de policiamento, encarceramento etc deverão ser definitivas no mundo inteiro.
    Socorro, pessoal, vocês não imaginam o alcance desse cretino, com teor claramente político, que ninguém vê. E o pior é que já venho observado que esse clima de continuidade está aparecendo e conquistando simpatias. Logo, se essa moda pega, e a lógica da mentira no mundo tranquilamente se aplica à continuidade, em nome da segurança os brasileiros viverão de bebida, bateção, e G5, recentemente negociado entre Bolsonaro e Xi. Morrerão, sim, aqueles cujos recursos não permitam esta vida.
    Começo a pensar que esta ocorrência de uma gripe mortífera, planejada pelos detentores do bio poder, seja mais profunda e permanente do que eu imaginava.
    Vocês podem dizer que estou delirando,, mas puxando pela memória, sempre foi assim. Lembro que os detentores do bio poder quiseram impor a margarina no mercado, popularizaram a mentira que o colesterol explode quando se come uma manteiga, gordura de porco etc. E aconteceu no Brazil. Todo mundo come margarina, um composto artificial, não é comida, nem ratos escolhem a margarina.
    Tudo é uso político, mas no Brazil passou dos limites. Um genocida de pobres, político profissional que deseja chegar à presidência, como o Doria ,é elevado à condição de herói.
    Max, erros acontecem com qualquer um. Mas esta gente oportunista pensa tirar proveito de tudo , é especialidade do brasileiro. em geral. Aqui não existe erro, mas mentira, mentira e mentira. com consequências como esta: o governador do Rio de Janeiro afirmou: “quem botar o pé na rua é preso”. ( não falta muito para em lugar de prender, o verbo será abater)A esta altura deve estar concorrendo com o Doria.

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: