O cobre e a Índia

O diário é El Mercurio de Santiago do Chile, secção “Economia”.

India planea ingreso a la minería chilena con joint ventures de explotación

Primeiro a China, agora a Índia. O gigante asiatico tem interesse em desenvolver negócios na industria mineira chilena, assim como já fez Pequim.Por isso uma comitiva público-privada, liderada pela vice-ministra dos Recursos Minerais, Santha Sheela Nair, reuniu-se hoje com a homologa chilena, Verónica Baraona, representante de Codelco, Cochilo, Sernageomin e Enami para discutir acordos de cooperação em matéria de exploração mineira, como também para promover joint-ventures no mesmo sector.para a exploração de minas no Chile e na Índia. 

Segundo a ministra chilena, “este encontro permitirá reforçar os relacionamentos com uma das economias com maior dinamismo e crescimento a nível mundial, em que espera-se que la procura de cobre e de outros bens aumente de forma considerável nos próximos anos”.

Actualmente não há registo de capitais chilenos em empresas indianas, enquanto la equação contrária parece promissora: a empresa indiana JSW Steel (grupo Jindal), por exemplo, já em 2005 assinou uma joint venture com a Mineira Santa Fe.

Acabam aqui as noticias do Chile. E fica reforçada a ideia que, enquanto no Ocidente fala-se duma retoma que nunca aparece, no Oriente falam menos e avançam com ideias claras e factos.
 

Ipse dixit.

Obrigado por participar na discussão!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: