Os tomates do cabo no leilão online – Parte II

Massa, tomates, biscoitos, sorvetes, detergentes: é suficiente entrar em qualquer cadeia de supermercado para encontrar os produtos de marca própria, as assim chamadas “marcas brancas”. Cada vez mais competitivas, o volume de negócios destas sub-marcas alcançou 9.5 bilhões de Euros o que representa cerca de 18 por cento dos bens…

Ler mais... Os tomates do cabo no leilão online – Parte II

A violência no Brasil

Uma pessoa de bom coração enviou-me o seguinte artigo que reproduzo na integra. O original foi publicado no site A Nova Democracia e é de autoria de Henrique Júdice. Gostaria de ter um comentário por parte dos Leitores brasileiros acerca das possíveis causas desta situação. Boa leitura! A cruenta implosão…

Ler mais... A violência no Brasil

O que é e como funciona a lawfare

Lawfare: os Leitores brasileiros podem já ter ouvido o termo, aqui na Europa é um pouco mais difícil. Mas a lawfare é uma arma, existe e é utilizada. Vamos ver o que é? E vamos. Diz a sábia Wikipedfia: Lawfare é uma palavra-valise (formada por law, ‘lei’, e warfare, ‘guerra’;…

Ler mais... O que é e como funciona a lawfare

Os tomates do cabo no leilão online – Parte I

A oferta é uma daquelas boas: 510 gramas de polpa de tomate em troca de 0.42 cêntimos, i litro de leite gordo 0.48 cêntimos, 500 gramas de massa tipo cotovelos 0.45 cêntimos. Entregue directamente na caixa do correio ou disponível na loja e na internet, o panfleto apresenta as promoções…

Ler mais... Os tomates do cabo no leilão online – Parte I

O futuro? Está atrás

A economia na forma do livre mercado, juntamente com toda a sua parafernália, domina totalmente a nossa sociedade e a discussão pública. O mercado livre está baseado na iniciativa privada e tem no centro a figura do empreendedor, tanto mais apreciado se for particularmente qualificado. A esse respeito, deve-se enfatizar…

Ler mais... O futuro? Está atrás

Laboratório China: os trabalhadores descobrem as greves

Enquanto o Partido Comunista Chinês actua de forma segura no cenário internacional, a classe trabalhadora chinesa começa a entender as duras leis do Capitalismo. E reage. Desde Maio, houve três greves de alto nível iniciadas por operadores de guindastes, trabalhadores de entrega de comida rápida e, mais recentemente, por motoristas…

Ler mais... Laboratório China: os trabalhadores descobrem as greves

Macron, Benalla e o elefante gay

E vamos ver um erro de comunicação que é bem evitar. Quando o Leitor tem que negar, nunca deve usar a negação porque o subconsciente tende a negligenciar o “não”. O grande linguista americano George Lakoff explicava isso de forma magistral no seu famoso livro “Não pense num elefante”. Ele…

Ler mais... Macron, Benalla e o elefante gay

O voto “ponderado”

O seu nome é Dambisa Moyo, é um economista de renome internacional: trabalha na direção do banco Barclays Bank, da Seagate Technology, da Chevron Corporation e da empresa de mineração Barrick Gold, colabora com o Wall Street Journal e o Financial Times. Já trabalhou dois anos no Banco Mundial e…

Ler mais... O voto “ponderado”

Macron: a elite “descarrega” o banqueiro dos Rothschild

O simpático Emmanuel Macron, banqueiro dos Rothschild com o hobby da Presidência francesa, encontra-se em queda. Está a sair tudo: Alexandre Benalla, o guarda-costas pessoal de Macron, tinha as chaves de Villa Toquet, propriedade muito particular de Brigitte e Emmanuel Macron. Benalla viveu “na intimidade com o casal presidencial”: tinha…

Ler mais... Macron: a elite “descarrega” o banqueiro dos Rothschild

Terceiro Mundo: cancelar a dívida? Um placebo

Enormes empréstimos de organizações financeiras internacionais, consistentes alívios das dívidas dos Estados, recursos captados pela iniciativa privada, formas organizadas de caridade com a participação de celebridades. Rios de Dólares que parecem não ter interessado o problema do subdesenvolvimento e da pobreza endémica no Terceiro Mundo. De facto, verificou-se que, desde…

Ler mais... Terceiro Mundo: cancelar a dívida? Um placebo
%d bloggers like this: