Contra a Covid: Daily Pass

O distrito escolar de Los Angeles (Los Angeles Unified School District, LAUSD) está a lançar uma aplicação de monitorização Covid desenvolvida pela Microsoft e destinadas aos estudantes: a app permite agendar e visualizar os resultados dos testes Covid, publicar os resultados dos testes Covid também fora da instituição e agendar imunizações.

De acordo com o vídeo promocional “a verdadeira magia é no teu controle sanitário diário”, no qual os estudantes respondem a um questionário sobre o facto de ter sintomas; após o questionário, o aplicativo Daily Pass emitirá um código QR que será utilizado por um membro do pessoal escolar para identificar, medir e gravar a temperatura do aluno.

De notar que todos os dados serão comunicados às autoridades sanitárias, de acordo com o Los Angeles Times. Como escreve o diário:

O software associado ao aplicativo já está a ser utilizado para programar e monitorizar os testes e as vacinações conduzidas no distrito que lançou um esforço piloto de vacinação na semana passada.

No anúncio de Segunda-feira, o superintendente Austin Beutner realçou a capacidade do aplicativo de gerar um código QR único para cada estudante e membro do pessoal que autoriza a entrada num específico local da LAUSD para esse dia.

A pessoa receberá esse código com base num teste negativo para o Coronavírus ou auto-certidão segundo a qual está livre de sintomas. Quando essas pessoas chegarem a um campus, o seu código QR, um tipo de código de barras, é digitalizado por um membro do pessoal, que também toma nota a temperatura do indivíduo. Para além de ajudar a manter as pessoas seguras, o objectivo é evitar os engarrafamentos à entrada da escola no início do dia.

“Como o bilhete dourado em “Willy Wonka”, qualquer pessoa com este passe pode facilmente entrar num edifício escolar” disse Beutner. […] “Conheceremos a situação de todas as pessoas no edifício”.

Duas observações.

A primeira é que, como observa o mesmo Los Angeles Times, este processo “não irá apanhar as pessoas que são portadoras assintomáticas da infecção”, o que significa 16% das crianças que contraem Covid. Pelo que, esta app não elimina o risco do contagio.

A segunda observação é relativa à taxa de transmissão nas escolas, algo incrivelmente baixo. Por exemplo: a transmissão interessou até agora apenas 0.08% entre os mais de 90.000 estudantes nos distritos escolares da Carolina do Norte, de acordo com o Centro de Investigação e Política de Doenças Infecciosas da Universidade de Minnesota.

Pelo que surge a dúvida: a aplicação da Microsoft serve para quê? Para combater a “pandemia” ou apenas para recolher dados e habituar as crianças a serem seguidas? Não teria feito mais sentido uma app desenvolvida nos lares, isso é, entre a faixa etária de maior risco? Por exemplo: uma app para analisar o pessoal sanitário, da limpeza, os fornecedores e os parentes dos hospedes?

 

Ipse dixit.

6 Replies to “Contra a Covid: Daily Pass”

  1. Para mim está claro que o objectivo desta App está integrado num outro mais amplo sobre o controle total das pessoas até se chegar a um ponto sem retorno.
    É a tal história: Queres segurança? então abdica da liberdade.

    1. Max e Krowler

      Vcs não acham que as crianças já tem seus dados , costumes e atividades reveladas quando os pais lhes dão um telefone celular?

      1. Sergio,

        O que me parece é que neste ponto já não estamos no domínio do controle das pessoas, porque isso já existe, apesar de poder evoluir muito mais, mas na fase de reeducação para uma nova realidade.

      2. Sim, de facto há uma diferença entre ter um telemóvel, objecto de desejo e controlador oculto, e aceitar voluntariamente um controle imposto e explícito.

        “não acham que as crianças já tem seus dados , costumes e atividades reveladas quando os pais lhes dão um telefone celular?”

        Com certeza, aliás, as crianças são alvos ainda mais fáceis neste sentido dada a ingenuidade típica da idade. Mas aqui, sintetizando o que diz Krowler, é puro treino.

  2. A propaganda chegou a tal ponto que molda a realidade e conduz a vida do indivíduo comum, sem que haja qualquer indicativo que este processo possa retroceder mas sim avançar.

  3. Bem dito Kroler e Max: A escola, aquela pública ou privada do bairro, serve para isso mesmo: treinar crianças e adolescentes a viver tranquilamente na normalidade do sistema da época e do lugar.
    As coisas estão mudando, os controles se acirrando, uma nova normalidade deve ser empurrada goela abaixo dos alunos.
    Os pais devem ser convencidos da funcionalidade dos novos controles, e aderirem aos mesmos. Aí às vezes fica difícil, os pais não tão ingênuos desconfiam que algo não encaixa bem ( a estatística mostrado no artigo aponta). Enquanto o psicólogo da criança preconiza a liberdade, a privacidade do filho cliente, na escola o filho vira aluno, e aí a tal liberdade é outra coisa.

Obrigado por participar na discussão!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: