O que é isso?

Antes de olhar para a convulsa jornada bolsistica (e tentar perceber o que se passou), um post dedicado aos termos que com frequência utilizamos no blog, sobretudo nestas últimas semanas.

A propósito: estamos a trabalhar num glossário, uma espécie de dicionário dos termos utilizados no mundo da economia e da finança.

O resultado será uma serie de definições simples, feitas para quem não vive nas Bolsas mas mesmo assim gostaria de perceber algo na selva de CDS, short selling, fundos, Swap, etc.

Para já alguns termos que podemos ouvir nos noticiários mais recentes:

Bond: palavra Inglesa que indica as obrigações. Os títulos podem ser emitidos tanto por um Estado soberano e falar assim de bond do governo, quanto por uma empresa privada e é chamado corporate bond.

Credit Default Swaps (CDS): a swap é uma troca, permuta, e neste caso é o seguinte: A paga periodicamente uma soma a B e B compromete-se em voltar a pagar o valor nominal do título C se o devedor C for à falência. Em suma, A comprou os títulos, emitidos por C, mas quer ter a certeza de que C irá reembolsar o capital. A Finança criou esta ferramenta para a cobertura de risco e os credit default swap são, de facto, uma apólice de seguro. Se, por exemplo, o valor dos títulos comprados é de 100 mil euros (facial) e o CDS é de 120 pontos-base significa que A tem de pagar 1200 € por ano para ter certeza do reembolso. Estes CDS são negociados nos mercados over the counter, e se o custo voasse, digamos, até 800 pontos-base significa que o mercado teme que C terá problemas para cumprir os seus compromissos.

Dívida pública: é a soma dos empréstimos (líquidos de reembolsos) que as instituições do Estado e outros pertencentes ao sector público contratam periodicamente para responder ao saldo orçamental negativo (deficit).

Deficit: não deve ser confundido com a dívida. O deficit, por exemplo do balanço público, é a diferença entre as receitas (impostos e outras receitas) e as despesas do Estado, em relação a um determinado exercício (ano civil em geral). Em sistemas económicos, onde há um elevado stock de dívida é regra geral distinguir entre o deficit (ou superavit, o contrário do deficit) e deficit (ou superavit) primário. Este último não inclui gastos com juros que o Estado corresponde aos subscritores da dívida pública. Um indicador do bom estado das finanças públicas é a presença de um superavit primário. Ou seja, as receitas são maiores do que as despesas (excluindo juros da dívida).

Dívida pública e PIB: a relação entre estas duas quantidades é um dos parâmetros económicos fundamentais do Tratado de Maastricht. O ratio não deve exceder 60 por cento.

Deficit público e PIB: a relação entre estas duas quantidades é um dos parâmetros económicos fundamentais do Tratado de Maastricht. O ratio, neste caso, não deve exceder 3 por cento.

Short selling: com estas palavras Inglesas costuma indicar-se uma operação muito simples, feita nas Bolsas. A pessoa A pede em empréstimo títulos do sujeito B, envolvendo um montante para o empréstimo, por exemplo, 2. A vende os títulos, por exemplo com preço de 10, e a sua aposta é que o preço da acção caia nas sessões seguintes. Atingindo, por exemplo, o valor 5. Quando recompra os títulos terá ganho a diferença entre o preço de venda e de re-compra. Neste caso: 10 menos 5, ou seja, 5. A este último valor, então, terá que subtrair a comissão para o empréstimo, ou seja, 2. O valor obtido, sem dedução do imposto, é de 3. Obviamente, se o título em vez de ir para cima baixa, então quem for short sofrerá perdas.

Short selling nuked: é a mesma actividade descrita acima, mas feita sem entrar na posse dos títulos que são vendidos no mercado. Como é possível entender muito bem, esta é uma estratégia especulativa “pura” que em tempos de mercado normal pode proporcionar “espessura” às operações; mas quando há momentos difíceis, como o actual, pode criar fortes distorções do mercado.

Fonte: Il Sole 24 Ore

Obrigado por participar na discussão!

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: