Strauss Kahn e as demonstrações em Washington

Tínhamos prometido um post acerca do acordo entre Brasil, Irão e Turquia.

Não está esquecido.

Mas entretanto Informazione Scorretta publicou umas notas bem interessantes:

Swissinfo informa das novas Pomposas Declarações do director do FMI Strauss-Kahn, após as declarações igualmente pomposas feitas por Jean-Claude Trichet ontem (“o euro não está sob ataque “). Aqui estão, com a glória perturbadora

A crise Grécia não está a espalhar-se

A crise grega não vai estender-se a outros países da zona Euro, disse o director-geral do Fundo Monetário Internacional, Dominique Strauss-Kahn.

A actual crise é uma crise que diz respeito apenas à Grécia […]
Espero que os europeus façam tesouro dessa crise para reformar as instituições europeias

porque

em torno da moeda única não foi criado um ambiente económico que faça funcionar o Euro durante uma crise.

Dê-me um sapato.

Mesmo ele, Strauss-Kahn, que, sem um murmúrio disponibilizou 220 bilhões de Euro (bilhões!!!) e que no outro dia declarou:

não duvido que o plano levará a Grécia fora de perigo

e também

As medidas tomadas são pesadas, ele disse, mas existe a possibilidade de que, uma vez que o plano for executado, a recuperação será mais forte.

Porque mudou de ideia?

Deve ser por isso que continuam a subir os CDS de Grécia e Portugal?

Claro que, mesmo o psicótico chefe do BCE, Jean-Claude Trichet, não está tão bem, pois na Alemanha há já alguém que quer publicamente a sua cabeça.

Protestos em Washington

Sempre melhor dos lobistas bancários em Washington, que não conseguem dormir sonhos felizes por causa de algumas animadas protestas organizadas por um grupo de manifestantes que nos últimos dois dias estão na K Street para fazer ouvir as suas vozes.

Evidentemente estes não gostaram da recuperação económica.

“K Street é onde os grandes bancos de Wall Street têm as próprias lobby que usam a riqueza para comprar e vender políticos assim como eles fazem com a mercadoria”, explica Service Employees International Union (SEIU), a associação que organizou o protesto.

Nesta altura K Street “é o ground zero na luta para matar a reforma de Wall Street. Os grandes bancos distribuem centenas de milhões de dólares através dos seus lobistas para garantir que as coisas permaneçam como estão. “

A mensagem dos manifestantes é a mesma para todos: basta de fazer lobby contra os americanos e infectar a nossa democracia com a ganância.

Hoje cerca de 75 manifestantes assumiram o controle de uma filial do Bank of America e os funcionários foram escoltados para fora.

Ontem, Gregory Baer, um alto lobista em Washington do Bank of America, deve ter passado um domingo muito, muito ruim, uma vez que os manifestantes foram festejar na frente da sua casa e disseram-lhe o que eles pensaram direito à sua porta

Este vídeo é da festa.

Baer preferiu não participar.

Meltup, documentário acerca da hiperinflação nos EUA

Por fim, realce para o interessante vídeo divulgado hoje pelo Wall Street Itália:

Meltup, The Beginning of US Currency Crisis And Hyperinflation. Ou seja: o início da crise da moeda americana e hiperinflação.

Link: Youtube (http://www.youtube.com/watch?v=eb1n1X0Oqdw)

(Somente par quem fale Inglês, um documentário de uma hora)

Alguns trechos:

Ron Paul, o parlamentar EUA:

O objectivo do governo é desvalorizar a moeda, reduzindo o valor do dinheiro. E quem sofre mais por isso? Bem, os pobres, porque os preços aumentam. E os idosos que são aposentados. Os ricos parecem ser capazes de lidar com os problemas de inflação muito melhor do que a pessoa média e as características da inflação é que pode destruir a classe média.

Peter Schiff do Senado:

Se continuarmos a proporcionar estímulos e continuamos a imprimir e continuamos a fazer salvamentos, dentro de alguns anos teremos uma crise monetária. Isso significa que o dólar vai cair e que o custo da vida (inflação) ficará fora de controle.

E os fiéis leitores que conhecem a trilogia de inflação / deflação sabem bem do que fala o documentário.

Trilogia de inflação ou deflação:

Inflação ou Deflação Parte I
Inflação ou Deflação Parte II
Inflação ou Deflação Parte III

Fontes: Informazione Scorretta, Swissinfo

Obrigado por participar na discussão!

This site uses User Verification plugin to reduce spam. See how your comment data is processed.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: