Saudações & Fim

Então, o Leitor está de férias, deitado na praia, debaixo dum chapéu de sol, com os pés na areia, uma bebida gelada ao lado enquanto lê no seu tablet o Testamento? Então eis a boa notícia antes que o filho do vizinho atinja o tablet com a bola: o Testamento acabou e com ele a actividade do blog.

E acho simpático acabar no dia 15 de Agosto: o blog tinha nascido num dia de festa (25 Abril: festa da Libertação em Italia e da Revolução dos Cravos em Portugal), acaba num outro dia de festa (que nada tem a ver com a Assunção da Virgem Maria: o 15 de Agosto era a festa da Deusa Astrea, personificação da Justiça). Após 10 anos, Informação Incorrecta fecha e acho bem alguns agradecimentos porque esta aventura não teria sido possível sem a contribuição de muitos.

Em primeiro lugar: um agradecimento aos Leitores. Todos eles: os que seguiram o blog durante anos, os que foram só de passagem, os que partilharam as suas ideias, os que concordaram e os que discordaram, os que comentaram e os que não comentaram.

Posso permitir-me um conselho? Se gostam duma página Internet, então comentem, mesmo que seja para escrever duas palavras e contrariar quanto publicado, porque o que conta não é alimentar o ego do autor, mas fazer o autor entender que do “outro lado” está alguém, que não está a trabalhar para o boneco. Podem não acreditar, mas uma linha como “Olá, sou João, queria dizer que não concordo com boa parte do que escreves, saudações” significa algo. As estatísticas que os blogueiros podem consultar acerca do tráfego não dizem tudo.

Nos agradecimentos finais não é correcto fazer nomes (doutro lado quem está a ler estas linhas saberá reconhecer-se nelas), mas um deve ser feito: o nome de Maria, porque na verdade ela não foi “apenas” uma Leitora mas uma colaboradora que, embora nunca oficialmente assumida como tal, com os seus comentários criou um blog no interior do blog. De facto, foi uma co-autora, daí a menção.

Mas admito: os nomes que deveriam ser lembrados são vários.

Um agradecimento a todos os que partilharam os artigos publicados pelo blog: dos Leitores às páginas amigas na internet.

Um agradecimento também para todas as páginas que serviram como guias durante este tempo todo. Muitas delas desapareceram (a começar pela Informazione Scorretta que esteve na génese de I.I.), outras estão à beira do fecho (Voltaire.net é um exemplo), outras ainda continuam.

Um agradecimento especial para Wikipédia, nos vários idiomas: a quantidade impressionante de erros, falsidades, manipulações e omissões sempre foram um forte incentivo para eu continuar.

Um agradecimento especial para Leonardo também. Vocês nem imaginam quantas vezes fiquei a olhar para o Leo perguntado “Então, o que vamos escrever hoje?”. Dito entre nós: ainda estou à espera duma resposta.

Enfim, um agradecimento para todos e espero não ter esquecido ninguém. Peço imensa desculpa caso tenha omitido involuntariamente alguém, assim como peço desculpa também pelos erros e por todos os pedidos que não consegui satisfazer.

Agora vou de férias (até o final do Agosto), logo vou aproveitar para pôr ordem no blog (o arquivo está aí mas consulta-lo pode não ser simples), a seguir vou reunir o melhor material e realizar um velho sonho, publicando algo (provavelmente um e-book). Em qualquer caso, todos os artigos vão permanecer online pelo menos até o próximo mês de Maio, pois até lá está pago este espaço internet.

Depois, com calma, vou ver o que fazer. Há ainda muito para perceber, a minha pesquisa pessoal não acabou (e duvido que um dia acabe). Como gosto de partilhar, terei que encontrar uma nova fórmula, apesar de não saber ainda qual. De certeza, não desejo continuar como o actual formato, pelo que terei que inventar algo (como sempre: todas as sugestões são bem vindas).

Em qualquer caso, todas as novidades serão anunciadas nestas páginas, pelo que podem passar para espreitar de vez em quando. Stay tuned!

 

Ipse dixit!

 

22 Replies to “Saudações & Fim”

  1. Ola, Max!

    Descobri o seu blog tem 2 dias. Fico muito triste, pois você escreve coisas que a maioria das pessoas não sabem e estava a fazer um favor a humanidade ao revelar informações que eram ocultas. Eu estou “acordada tem 2 anos” e cada dia entro mais “rabbit hole” e fico super desanimada ao ver que a maioria das pessoas não sabem o que realmente se passa por detrás dos atuais acontecimentos e ao descobrir o seu blog me senti mais animada ao saber que eu não sou a única, mas fico extremamente triste de saber que vai deixar de blogar. Tem como mudar de ideia? Ou pelo menos continuar em outro lado? Desejo tudo de bom para si, com esperança de poder voltar a ler o seu blog.

    1. Olá Teresa!

      E bem vinda no blog, apesar deste fechar hoje 🙂
      Obrigado pelas boas palavras, apesar de duvidar que a humanidade ganhe algo com quanto eu escrevo…

      Em qualquer caso: como já lembrado, o blog fecha, isso é, não quero continuar com este formato, mas não tenciono abandonar tudo. Só não sei como ir em frente e é mesmo acerca disso que vou pensar durante as férias (que começam amanhã). Seja o que for, desde Setembro Informação Incorrecta volta, apesar de não saber como. Nem sei se ainda vou estar em Portugal. A ver vamos.

      Agora: férias!

      Fui!

  2. Concordo com vc, a Maria é nota 10.

    Obrigado por tudo , Max. Principalmente por nos ajudar a pensar fora da manada.

    Temos algo em comum: somos estrangeiros. A unica diferença é que me sinto estrangeiro dentro do meu próprio país.
    No II, conheci pessoas que pensavam como eu, ao acessar seus artigos, me senti “repatriado”.

    Forte abraço e até a próxima.

    O Estrangeiro
    (…)
    É chegada a hora da reeducação de alguém
    Do Pai, do Filho, do Espírito Santo, amém
    O certo é louco tomar eletrochoque
    O certo é saber que o certo é certo
    O macho adulto branco sempre no comando
    E o resto ao resto, o sexo é o corte, o sexo
    Reconhecer o valor necessário do ato hipócrita
    Riscar os índios, nada esperar dos pretos.
    (…)
    Caetano Veloso

  3. Sou leitor de anos, porém tenho estado calado nos comentários. Estou de férias, perto de você, no litoral de Mafra, Sintra e Torres Vedras… Boas férias e planos futuros.

  4. Este espaço onde o “Max” e o “Leonardo”, sejam eles quem forem, dedicaram largo tempo da vida ficará marcado como mais um dos poucos lugares onde alguém ainda pode (podia) obter uma visão realmente alternativa da realidade formatada por todos.
    Um trabalho humano de louvar, e presto aqui o meu OBRIGADO! Aprendi por aqui muito mais que a educação me deu.
    Li todos os artigos desde o 25 Abril, que logo chamou a atenção para outra visão da realidade, tudo escrito em liguagem simples e de fácil compreenção.
    Respeita-se a vontade, mas certamente que o “buraco” ficará.
    Assim como ficará o “buraco” aqui no II de não ter cumprido as promessas (alguma 😀 ), como muitas vezes dito:

    “Mas disso vamos falar no próximo episódio.
    Prometido?
    Prometido.

    Ipse dixit.”

    Vá max, um incentivo para continuar, nem que seja para acabar o assunto, que até parece ma 😀 :
    http://informacaoincorrecta.com/2011/03/03/os-segredos-das-piramides-mais-ou-menos/

    OBRIGADO!

  5. Olá todos (as):também tenho agradecimentos a fazer para os comentaristas que, acreditem ou não, fizeram parte importante da minha vida. Acompanhei os que entraram e ficaram, os que brigaram e saíram, os que brigaram e ficaram e até um ou outro que nunca comentou. Acompanhei-me, aprendendo, em especial com o Max, mas principalmente conversando porque detesto escrever adoro conversar, até comigo mesma. Daí que todos vocês me ajudaram muito.

    Olá Sergio: gostaria muito de continuar conversando contigo, já que estamos geograficamente próximos. Não me importo de deixar meu mail porque o domínio dos dados é onde reside o que me parece o atual poder, e portanto, tudo que eu deixar aqui ou não deixar será obtido, se houver interesse. molypey@gmail.com.
    Sou mais ou menos eremita hoje, mas conversar com iguais ou mesmo diferentes me faz bem. Já com antagônicos, não tenho mais paciência. Um forte abraço para todos (as) e o melhor dos meus abraços para o Max e o Leonardo.

    1. Pena Max,considero seu blog doo melhor de todos. Mas decisões e desejos devem ser respeitados e tu tens meu respeito.
      Falando nisso, existe algum blog ou coisa parecida que a Maria e o Chaplin, os dois melhores colaboradores do blog, possam ser acompanhados por nós, mortais?

  6. Max, disse:

    ‘não desejo continuar como o actual formato, pelo que terei que inventar algo (como sempre: todas as sugestões são bem vindas).’

    Por isso, em vez das despedidas como se o mundo tivesse acabado, o melhor é pensarmos em sugestões para um novo modelo de intervenção ou troca de conhecimentos e experiências.

    Por mim falo, e repito o que disse antes, sem os textos que li no II eu seria certamente uma pessoa diferente, menos avisada e preparada para lidar com tudo aquilo que nos aparece à frente dos olhos. E isso sempre agradecerei ao Max por todo o trabalho que teve ao longo destes anos.
    Muitos comentaristas ao longo destes anos também desempenharam um papel fundamental, pois a riqueza de conhecimentos reside sobretudo na troca.
    Apesar de hoje não estar tão preso às desgraças do mundo, talvez porque já não vou para novo e não me apetece deixar de aproveitar aquilo que de bom existe, também não me apetece deixar de ter contacto com o Max e com este grupo.

    Lembro-me de há uns anos, o Max ter estado ausente por um período relativamente longo, e o que se fez na altura foi transformar o blog num polo de discussão interessante.

    Portanto, vamos pensar em sugestões porque o mundo não pára, e a greve dos camionistas parece que também não.

    Um abraço
    Krowler

  7. Obrigado pelo seu esforço.

    Peço-lhe somente que encontre uma forma de deixar disponíveis na Internet os artigos que escreveu, o tal arquivo como refere, por forma a que os cidadãos tenham acesso ao seu trabalho que é deveras importante nos campos da informação, cultura, História, e política.

    Nesta recta final, poderia referir vários artigos por si escritos que merecem destaque (principalmente do ponto de vista geopolítico), que são de extrema importância, porém não posso deixar de fazer referência e lhe agradecer pelo facto de ter mencionado numa das suas publicações o nome de Fabrizio De André.

    Não conhecia esse cantor e poeta Italiano, o que me levou a conhecer a sua obra, que é extraordinária e me fascinou desde o primeiro momento em que comecei a escutar as suas músicas.

    Cumprimentos, e tudo de bom para si e para os seus.

    1. JF : sim, temos no II artigos que são verdadeiras pérolas, que devemos por gratidão ao Max, continuar repassando para que outros também possam tomar conhecimento, até porque, a grande maioria dos assuntos são atemporais e jamais ficarão desatualizados.

      Krowler: Vc mencionou deixar sugestões: aqui vai a minha ( para todos, inclusive o Max ): Conhecer a obra de Pietro Ubaldi . Nascido na Itália, onde viveu a maior parte de sua vida, vindo a morar nos seus últimos anos aqui no brasil, onde conheceu Chico Xavier, proferiu palestras e foi o local de seu falecimento.
      Com uma vasta obra ( onde a mais conhecida é ” A Grande Síntese” ) traçou como ninguém um paralelo entre ciência e religião. Devido ao fato de seus escritos apresentarem um certo grau de complexidade, existem grupos de discussão sobre toda a sua obra. Quem sabe não criamos um grupo nosso ?
      Tenho um amigo que é Phd em Pietro Ubaldi e ele poderia até nos ajudar , porque não ? Fica a sugestão.

      Abraços. Agora me silencio, por que já escrevi demais.

  8. Eu é que agradeço. Tu iluminou, dentro do possível, meu entendimento da vida e pôs sentido nesse mundo maluco no qual vivemos. Apesar de tu não ter idéias muito progressistas acerca da sociedade, vide os comentários escritos acerca dos gays e o neo feminismo, eu admiro bastante seu trabalho, principalmente pelo fato de conseguir situar históricamente os pontos de viragem do poder. Abraços e boas férias.

  9. Olá: alguém solicita que eu indique blogs. É a primeira vez que eu me vejo diante dessa pergunta e…é incrível!! Praticamente, apesar de passar os olhos por quase tudo que sai por aqui, pouco, muito pouco a dizer, e assim mesmo muito parcialmente. No caso de II, eu indicaria sem restrições.
    Enfim, lá vai:
    IELA (instituto de estudos latino americanos), sediado na UFSC e dirigido pelo Nildo Ouriques.
    COB (causa operária brasileira) encabeçada pelo Luis Costa Pimenta, que se apresenta como partido político.
    O problema que eu vejo é que este pessoal é marxista de carteirinha, daí certas compreensões presas à uma espécie de regulamento marxista que acaba amarrando as ideias. Mas é gente culta, inteligente e que conhece história
    Acompanho os artigos da Tlaxcala, Naval Brasil, RT internacional, entre outros, de cunho geopolítico nacional e internacional, e jornais da grande mídia nacional e internacional para verificar “o estado da arte” no contexto oficial.
    Sei que não é grande coisa, mas na internet não é fácil. Ainda tem muito livro bom em sebos e estantes virtuais, além daqueles em pdf sobre forma de e-book.

    1. Eheheh… de férias mas com o computador pequeno!

      Só para o seguinte: Tlaxcala? Eu evitaria. Se tenho mesmo que escolher, melhor um marxista honesto de que alguém que pede dinheiro para ser voluntário.

      Férias!

  10. Caro Max:

    Costumo publicar de forma anónima mas não hoje. Você sabe quem eu sou; enviei-lhe muitos links, alguns textos que você publicou, e deixe-me dizer-lhe que, apesar de não concordar com parte dos seus pontos de vista, o seu trabalho foi revelador em muita coisa que as pessoas ignoravam, o qual só se pode agradecer.

    Uma dica para os restantes leitores, já que chega ao fim: existe uma aplicação (pelo menos portátil), chamada HTTRACK, que permite gravar sites inteiros. Não faço ideia de quanto espaço iria ocupar o seu, mas não posso deixar de recomendar a quem estiver interessado.

    Eu enviava os meus textos para o mail do site. A partir de agora, não sei para onde lhe poderei enviar alguma eventual informação importante, nem sei o que você fará com ela, mas penso que você tem o meu contacto.

    “Thank you for being there!”

    jlbraga

  11. Ola´Max, faço parte dos leitores que não comentam, raras vezes não concordei contigo mas acho que estamos do mesmo lado e com os mesmos desejos, que este mundo tome jeito, se tiver que ter dono que tenha, mas que seres humanos não sofram tanto, tanta tragedia, miseria e sofrimento; eu sei que sofrimento ja se ve toda hora em qualquer lugar mas o desaparecimento de seu blog vai fazer que muitos tenham menos conhecimento e contato com esta realidade e os motivos por que isso esta ocorrendo, com isso o sonho de mudar tambem pode desaparecer, espero que não; Vida que segue…

  12. Meu querido e desconhecido Max, não fazes ideia do desalento q fico ao perde-lo de vista. Agora está provado q a escuridão se precipitará a meio ao silêncio dos herois … ‘imaginarios’… Nunca pude imaginar q minha invisibilidade pudesse entristece-lo, ao contrário, minha quase total cegueira (nos 7 graus de miopia risos) acorvadava-me a qq embate mais acalorado – apareci apenas uma vez qdo foi ofendido por um habitué..não me lembro do nome. Agradeço sua energia determinação e doce generosidade de se ater as questiculas mundanas e nos engrandecer c variáveis factíveis justas e honestas – estendidas aos seus seguidores sempre dispostos ao debate: personas finas e sinceras… Adorei sentir um poquim de Portugal aqui nas minas gerais. Tudibom proce!! Dê seu jeito e mantenha aberto o canal p q seus textos estejam sempre disponiveis – temos trevas suficientes!! Forte abraço bom descanso. Adriana/bh

  13. Max, que pena ! Indico seu blog para todos que eu conheço que parecem ter neurônios ( na fase atual do Brasil , estas pessoas são raras. Desejo a vc tudo de bom, muita saúde e fico na esperança que um dia vc volte.

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: