Sri Lanka: a verdade, só a verdade

O tempo de leitura estimado deste artigo é de 4 minutos

Agora sabemos tudo. Fomos informados de que o “cérebro” dos massacres no Sri Lanka também morreu nos ataques. Como todos os outros islâmicos. Foi o único do qual o Isis deu uma imagem, difundida através da sua agência Amaq.

Sim, porque o Isis tem a sua própria agência de notícias, a Amaq News International. Pormenor curioso: é uma agência clandestina e secreta, pelo não pode ser alcançada. Pergunta: mas para que serve uma agência de notícias que não pode ser alcançada? Em teoria nada mas, sorte nossa, há uma outra agência, única no mundo, que consegue encontrar os comunicados da Amaq: é a agência SITE de Rita Katz. E o SITE que explica tudo: o nome do cérebro terrorista era Zahran Hashim. Que não explodiu com um cinto embutido de dinamite: morreu, sem qualquer necessidade, acompanhando um outro kamikaze.

Também desta vez o SITE fez o seu excelente trabalho e agora temos todos os rostos dos homens-bomba, que estão mortos, por isso é inútil procurá-los.

Zahran Hashim com os alegres camaradas.

Pena que os kamikazes islâmicos tivessem decidido cobrir os rostos com o kefiah. A propósito: por qual razão um suicida deveria ter vontade de esconder a cara? Medo das consequências? Quais consequências? Algo difícil de entender.

Uma pessoa desconfiada poderia pensar que tudo não passa duma ignóbil mascarada. Mas nós não. Mesmo sob os panos para secar os pratos com os quais cobriram os seus rostos, vemos que são eles os terroristas islâmicos, disso não há dúvidas. É por isso que têm facas nas mãos. Como não há dúvidas de que é um terrorista aquele indivíduo que, num outro vídeo “oficial”, caminha em direção à igreja onde vai explodir-se. Claro que não podemos vê-lo explodir, o vídeo termina antes. Mas é ele, realmente ele. Vê-se que tem uma mochila explosiva. Todas os órgãos de informação do Ocidente publicaram aquele vídeo: isso significa que é tudo verdade.

Um dos kamikazes, com mochila.

E a polícia e as forças especiais do Sri Lanka? Estão a descobrir, prender, matar dezenas de terroristas muçulmanos e os seus afiliados. Uma rede enorme para uma pequena minoria. O minúsculo grupo jihadista teve apoio internacional, mas nada é especificado sobre esses apoios: qual é a necessidade? Era o Isis. Doutro lado é o mesmo Isis que afirma isso através duma agência israelita. Faz todo o sentido.

Permanece apenas um mistério: o ataque em Batticaloa contra os cristãos, mas protestantes. Batticaloa fica muito longe da capital Colombo, no lado oposto da ilha. Uma zona de guerrilha tâmil, com forte presença da polícia. Aí o homem-bomba atingiu uma igreja com um nome curioso: Igreja de Sion. Muito curioso.

Zahran Hashim (antes da explosão)

O enviado do Daily Mirror reuniu informações no local e descobriu que o kamikaze islâmico pretendia atingir a local Igreja Católica: o suspeito foi até a igreja de St. Mary e começou a fazer perguntas. Dado que tinha sido visto também no dia anterior, o padre católico ficou com algums suspeitas e decidiu antecipar a liturgia da Páscoa, às 7de manhã em vez das 7h30. Assim, às 8h30, a maioria da congregação tinha já deixado o local. Eram quase 1.000 pessoas.

Quando o suspeito ficou a saber que a missa católica tinha acabado, mudou de alvo e dirigiu-se até a igreja mais próxima, a pequena Igreja de Sião, uns meros 50 metros de distância. Explodiu matando os fieis, incluindo muitas crianças.

O que é a Igreja de Sião? É uma congregação que se define como “carismática”, uma derivação pentecostal de um grupo metodista americano. O seu fundador, em 1972, foi um tal reverendo Impam Moses que, de acordo com as informações, encontra-se actualmente no Canadá. Mas lá, em Batticaloa, trabalhou muito, com curas impossíveis e milagres vários. Entre os quais um merece menção especial: tornou todos os seus seguidores fanáticos pelo Estado de israel. Criou uma colónia neocon nas margens do Oceano Índico. Até organizou desfiles, como aquele de 2015, com uma grande quantidade de bandeiras:

Assim, o kamikaze islâmico queria atingir a igreja católica e acabou devastando a paróquia mais pró-israelita da ilha. Saiu-lhe o tiro pela culatra. Acontece.

 

Ipse dixit.

Relacionados:

Fontes: Daily Mirror, Maurizio Blondet, SITE,

2 Replies to “Sri Lanka: a verdade, só a verdade”

  1. Olá Max: a burla da verdade na comunicação sempre existiu. Desde que as informações percorriam florestas e desertos no lombo de uma mula, dependendo dos interesses de quem conduzia ou mandava conduzir, a informação virava fakenews. Só naqueles tempos longínquos os povos preferiam comunicar-se em seus idiomas nativos. (outros dirão que é a globalização).
    Mas a mentira tornou-se tão eficaz, que virou estratégia política, econômica e social, talvez a mais importante para a gestão das ilusões das massas e consequente governabilidade delas, a decisiva para a aprovação das guerras e para manter distanciados uns dos outros os humanos.
    No caso que descreves, tive de voltar à página que falas sobre o SITE para entender a extensão da calamidade,tanto para valorizar devidamente a importância da investigação digital que praticas porque a mentira via internet é a que mais se propaga, rapidamente, e em volume extremamente maior que a verdade pesquisada para desfazê-la. Entende-se, porque os autores das informações mentirosas são blindados em função dos interesses dos poderosos. Já os que tentam esclarecer as suspeitas são ignorados ou perseguidos.
    Às vezes me perguntava o porque da revolta de muitos que tinham sido beneficiados pelos avanços da inclusão social promovida na era Lula. Eu sei. Os que governavam acreditavam na sua permanência no poder por várias décadas, mas seus inimigos universais perceberam que não convinha e tiraram seus protagonistas de cena, retirando tudo e ainda aprofundando mais o contrário. Mas tinha sido dito ao povo brasileiro que vivíamos numa democracia devido à consolidação das suas instituições. Era mentira e ficou impossível negar pelos acontecimentos que se seguiram. Disseram que eles tinham o direito de consumir, de tomar dinheiro emprestado. Hoje temos 63 milhões de brasileiros inadimplentes, e mais de um terço com dívidas assombrosas no cheque ouro, fazendo crédito rotativo e pagando juros de mais de 300% ao ano (ao povo europeu, eu juro que é verdade). Sempre aliaram trabalho com dignidade, e hoje temos 13 milhões de desempregados e outros milhões de subempregados. Só em S. Paulo 4 milhões de entregadores de qualquer coisa. Quanto aos apoiadores da governança anterior, entre os quais eu me incluo, muitos se queixam da apatia da maioria. Se explica pelas mesmas razões somadas ao medo, ao constrangimento constante. Se existia democracia, como é que ela se evaporou assim de repente?! Não sabem que essa foi uma democracia silenciosa que nunca reparou os crimes da ditadura anterior, que nunca informou a história real para o seu povo, que nunca os blindou contra as mentiras.
    O que me deixa “apática” é que os bem intencionados de sempre continuam a jogar na esperança, ao invés de desmanchar todas as mentiras, as de hoje, de ontem e de anteontem e partir para a sabotagem no hoje para resistir ao amanhã. Sabotar não é apenas se explodir no meio de inimigos. Sabotar é também, explodir a mentira, como faz II.

  2. É assustador o trabalho que o poder dominante faz para desconstruir e desmoralizar os instrumentos de informação da verdade. Seja pelo controle das mídias convencionais ou mais recentemente, pela disseminação de noticias falsas pelas redes sociais.

    O que mais me impressiona é a facilidade com que as pessoas se deixam ser enganadas. Estou excluindo aqui, os mais ignorantes. Falo de amigos com alto grau de escolaridade ( para os padrões brasileiros) , que ocupam cargos importantes em empresas, pessoas de bom caráter, respeitados na sociedade. Não sei como elas conseguiram acreditar num video (com uma montagem grosseira ) onde o Lula diz ser a favor da ditadura. Que o PT distribuiu mamadeiras em formato de piroca para os bebês. Acreditaram, baseados somente com uma foto da capa , que o candidato Fernando Haddad escreveu um livro defendendo o sexo entre membros da mesma família. E etc etc…

    Como disse a Maria : “Sabotar é também, explodir a mentira, como faz II.”
    Lembro do caso do “espião morto pelo malvado Putin”. Quando tomei conhecimento pela mídia brasileira, fiquei pensando: “porque o governo Putin ( um dos caras mais poderosos do mundo ) estaria preocupado em se vingar de um espião duplo, aposentado , vivendo no outro lado do mundo e usando armas químicas feitas na Russia ? Quanta logística.
    O bom Max, nos ajudou a desmascarar a farsa. Mas quantos acreditaram na estória, sem ao menos se questionar: “Será que não haviam holofotes demais apontados para a Russia devido a Copa do Mundo, e isso não desagradaria a alguém, a ponto de tentarem difamar o anfitrião dos jogos?”

    Fico com o pensamento de Erasto ( roubei dos espíritas, mas serve aqui também )
    “É preciso tudo fazer passar pelo crivo da razão”.

    Abraço

    PS: Bozo News:

    https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2019/04/presidente-do-bb-atende-bolsonaro-demite-diretor-e-tira-do-ar-comercial-com-jovens-descolados.shtml

    Se vc é loirinho, olhos azuis, abra uma conta no Banco do brasil e ganhe uma “curtida” do presidente Bozo.

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: