Do atentado “quase antissemita” na Alemanha e da agricultura chinesa

Primeiro assunto: falamos de ficção. Ontem na Alemanha houve a estreia da nova temporada da série “Os Atentados Improváveis”. Depois da saga do Estado Islâmico e do sucesso de audiência sobretudo na França, eis que começa a segunda temporada. O juízo acerca deste primeiro episódio é globalmente positivo mas temos…

Ler mais... Do atentado “quase antissemita” na Alemanha e da agricultura chinesa

A guerra no Yemen e na Somália

Em África tudo tranquilo. Pelo menos esta é a impressão ao ler os diários aqui do burgo: as notícias são escassas, quando é que há notícias. Mas a realidade é um pouco diferente, então é tarefa do blogueiro relatar o que os media não dizem, porque aqui não estamos duma…

Ler mais... A guerra no Yemen e na Somália

O camelo, a pá e o jornalista

O Estado Islâmico acaba de colapsar e por cima das ruínas ainda fumegantes eis que a máquina do regime já começa a revisão histórica. Prestamos homenagem à rapidez. O The New York Time publica um artigo volumoso, bem polido e vergonhoso, que tenciona demonstrar como o Isis conseguiu existir e…

Ler mais... O camelo, a pá e o jornalista

Atentado de Carcassonne: a sombra da Maçonaria

No passado dia 23 de Março, Redouane Lakdim, um francês-marroquino de 25 anos, disparou contra os dois ocupantes de um carro em Carcassonne, na região de Languedoc-Roussillon (França), matando o passageiro. A seguir abriu o fogo contra quatro policiais, ferindo gravemente um deles. Lakdim foi de carro até a aldeia…

Ler mais... Atentado de Carcassonne: a sombra da Maçonaria

Parkland & Fort Meade: coincidências, óbvio

Um dia antes do massacre na escola da Florida, outro facto enigmático aconteceu na sede da Agência Nacional de Segurança, a famosa NSA, em Fort Meade, Maryland. Três homens não identificados lançaram um SUV preto contra a entrada; os guardas dispararam. Algumas pessoas foram levadas para o hospital por lesões,…

Ler mais... Parkland & Fort Meade: coincidências, óbvio

Atentado em Paris: a “ajudinha”

Ontem atentado em França. O costume. Um polícia morto, dois feridos. E adivinhem? As autoridades conheciam bem o atentador (entretanto abatido). 20 – 15 = 5 O nome é Karim, 39 anos, obviamente muçulmano. Em 2003 tinha sido condenado a 20 anos de cadeia por ter disparado contra dois polícias…

Ler mais... Atentado em Paris: a “ajudinha”

Suécia: onde é que já vimos isso?

Atendado em Estocolmo. Pessoal, o que pode ser dito? Vamos fazer um copia/cola, pescando num dos atentados anteriores? Berlim? Nice? O esquema é sempre o mesmo: camião roubado atirado contra as pessoas. O Presidente da câmara já fala de atentado. Nas próximas horas? O homem é de origem medio-oriental, entre…

Ler mais... Suécia: onde é que já vimos isso?

O terrorismo ajuda as companhias aéreas (mas só algumas…)

Fevereiro de 2017: Os CEOs da Delta, United e American Airlines esperam que Trump bloqueie a concorrência árabe As três principais companhias aéreas dos EUA queixam-se que a Emirates, Etihad Airways e Qatar Airways – financiadas pelos governos de Qatar e Emirados Árabes Unidos – são subsidiadas injustamente e que…

Ler mais... O terrorismo ajuda as companhias aéreas (mas só algumas…)

Atentado em Londres (mais Orly & Louvre)

Foto Reuters Caramba, aqui uma pessoa nem acaba de escrever dum massacre que logo aparece outro… A notícia última notícia é aquela de Londres, onde um homem com uma faca feriu 12 pessoas e tentou invadir o Parlamento britânico. Mas tudo tinha começado na ponte de Westminster, com um outro…

Ler mais... Atentado em Londres (mais Orly & Louvre)

A origem do Isis

Cada vez que houver um atentado, os diários ocidentais difundem logo a teoria do ataque islâmico, as vezes mesmo antes da polícia fazer qualquer declaração ou bloquear um suspeito. Foi o caso de Berlim, onde houve 12 mortos no mercado de Natal; foi o mesmo em Nice, onde outro camião…

Ler mais... A origem do Isis
%d bloggers like this: