Testes? Sim, mas contaminados!

Diz o diário britânico The Telegraph do dia 30 de Março: O esforço do Governo britânico para acelerar os testes em massa do Coronavírus sofreu um golpe depois de ter descoberto que os componentes-chave encomendados no estrangeiro estavam contaminados pelo Coronavírus. Ops. Tentamos entender: o teste para verificar se o…

Ler mais... Testes? Sim, mas contaminados!

Coronavirus X: As escolhas de Boris

Boris Johnson é uma figura que podemos definir como… bah, não sei. Decida o Leitor. Todavia conduziu o seu País fora da União Europeia e agora pode enfrentar o psicodrama do CODIV-19 com mais tranquilidade, livre dos vínculos europeístas. E faz uma certa impressão observar as medidas adoptadas, tendo em…

Ler mais... Coronavirus X: As escolhas de Boris

Coronavirus: Quanto mata uma gripe “normal”?

Para julgar a severidade duma pandemia, a coisa melhor é comparar os números oficiais. Dado que, como vimos, é impossível por enquanto obter a Taxa de Letalidade do CODIV-19, podemos raciocinar tendo como base o número de óbitos ocorridos nas vagas anteriores, as gripes ditas “normais” às quais estamos acostumados,…

Ler mais... Coronavirus: Quanto mata uma gripe “normal”?

Nova terapia para as crianças hiperactivas (TDAH)

Criança hiperactiva? E que tal acorrentá-la à cadeira? Ou seria melhor um colar elétrico? São todas soluções que merecem atenção, mas na Alemanha, por enquanto, escolheram outro caminho: coletes de 6 quilos cheios de areia. Já são populares em 200 escolas: os professores gostam, as crianças gostam, os pais gostam……

Ler mais... Nova terapia para as crianças hiperactivas (TDAH)

Geopolítica: situação e previsão para 2019

Na última parte de 2018 houve uma multiplicidade de crises aparentemente incompreensíveis: a provável “caótica” saída de Londres da União Europeia, os problemas entre Roma e Bruxelas, os protestos dos coletes amarelos na França, o regresso das tensões na zona da Crimeia, a saída dos Estados Unidos do acordo sobre…

Ler mais... Geopolítica: situação e previsão para 2019

Mas hoje temos o smartphone!

Vivemos numa época feliz. É o tempo da democracia: nada de aristocracia e classes privilegiadas. Somos todos iguais. [wiki title=”Liberté, égalité, fraternité”]Liberté, Égalité, Fraternité[/wiki], assim é. Depois vejo um velho relatório do CENSIS (Centro Studi Investimenti Sociali, um instituto de pesquisa socioeconómica italiana) com dados intrigantes: os dez italianos mais…

Ler mais... Mas hoje temos o smartphone!

Caso Novichok: a sardinha russa

Imaginem o Leitor estar num mercado e encontrar uma sardinha no chão. O que pensaria? Pensaria “Olha, deve ter caído de alguém que foi comprar na banca do peixe” ou “Olha, enquanto abasteciam o banco do peixe deixaram cair uma sardinha”. De certeza não pensaria “Alguém veio da Rússia de…

Ler mais... Caso Novichok: a sardinha russa

A questão judaica: Benjamin Freedman – Parte II

E vamos ler a restante parte do discurso de Ben Freedman: Quando a guerra terminou, e os alemães foram para Paris para a Conferência de Paz em 1919, lá estavam 117 judeus como representantes da delegação dos Estados Unidos, dirigidos por Bernard Baruch. Eu estava lá. Eu sei. Agora o…

Ler mais... A questão judaica: Benjamin Freedman – Parte II

A questão judaica: Benjamin Freedman – Parte I

Primeiro artigo dedicado à questão judaica na vertente histórica. Normal começar com as palavras de Benjamin Freedman. Benjamin Harrison Freedman era um empreendedor americano, nascido duma família hebraica, mais tarde convertido ao Catolicismo. Ficou conhecido por duas razões: o sucesso alcançado na sua actividade e as posições anti-sionistas. No âmbito…

Ler mais... A questão judaica: Benjamin Freedman – Parte I

A privatização não funciona – Parte I

Linha ferroviária Londres – Edimburgo. Gerida por privados, faliu. E pela terceira vez em dez anos, é o Estado que tem que encher os cofres do operador privado: o equivalente a dois bilhões de Euros. Quando a linha era pública, a linha rendia o equivalente a um bilhão por ano.…

Ler mais... A privatização não funciona – Parte I
%d bloggers like this: