Fukushima: as consequências

Quais as verdadeiras consequências do desastre nuclear de Fukushima? Muito difícil responder. A versão oficial, como sempre, pode ser encontrada na Wikipedia, versão inglesa. A página Fukushima Daiichi nuclear disaster casualties (“Vítimas do desastre nuclear Fukushima Daiichi”) começa com um tom tranquilizador: Não houve mortes causadas pela síndrome de radiação…

Ler mais... Fukushima: as consequências

Fukushima: o presente e o futuro

Quando, em 11 de Março de 2011, o desastre encerrou o fornecimento de eletricidade externa e interna na central nuclear de Fukushima, três dos sistemas de refrigeração das quatro unidades do reactor foram desativados. Isso causou o superaquecimento do combustível nuclear, resultando numa fusão e explosão de hidrogénio, com consequentes…

Ler mais... Fukushima: o presente e o futuro

Fukushima: 4 anos, 10 pontos

Passados quatro anos, qual o ponto da situação em Fukushima? No artigo Fukushima: 7.000% vimos um dos problemas que afligem as operações de bonificação, mas qual a situação no geral? Para já: continua a ser muito difícil reduzir a contaminação. Será um processo que vai durar por muitos anos. As…

Ler mais... Fukushima: 4 anos, 10 pontos

Fukushima: 7.000%

E Fukushima, como está? Tinham-se esquecido dela, não é? Mau. Pois Fukushima ainda lá está, com todos os seus problemas sem solução. No final de Fevereiro, as equipas de limpeza tentaram mitigar uma imprevista crise na emissão de radioactividade: os sensores de monitorização relevaram um enorme aumento dos níveis de…

Ler mais... Fukushima: 7.000%

Fukushima: o muro de gelo. EUA: a explosão do WIIP.

O Leitor mais aficionado sabe que, de vez em quando, por aqui vamos espreitar o que se passa em Fukushima, no Japão, onde no ano de 2011 um terramoto e um consequente tsunami provocaram um desastre ambiental de enormes proporções, muito por causa da central nuclear envolvida. Passa o tempo…

Ler mais... Fukushima: o muro de gelo. EUA: a explosão do WIIP.

O vapor de Fukushima

Não há hipótese: Fukushima desapareceu mesmo do mundo das notícias. A ideia deve ser “se ninguém fala do assunto, este morre”. E não seria mal se os problemas pudessem ser resolvidos desta forma. Mas não funciona. Este vazio de informação provoca também a dificuldade em encontrar fontes de confiança: não…

Ler mais... O vapor de Fukushima

Fukushima: mortos em 20 minutos

O nível da radiação próximo da estrutura Fukushima-1, em que estão localizados os reactores, é letal para os seres humanos. Após dois anos e meio do acidente, um comunicado da sociedade Tokyo Electric Power Company (TEPCO) confirma os temores: há radiação letal e não apenas no interior dos edifícios. Um…

Ler mais... Fukushima: mortos em 20 minutos

Fukushima: ajudas, acidentes, contaminação

É como uma meia rendição a frase do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, que numa conferência internacional sobre a energia e o meio ambiente, em Quioto, afirma: Precisamos do vosso conhecimento e da vossa experiência. Depois ter sido revelada uma nova fuga de água contaminada dos tanques de armazenamento de Fukushima,…

Ler mais... Fukushima: ajudas, acidentes, contaminação

Fukushima: os novos (enormes) perigos

Nos últimos tempos, os media dedicam pouco espaço aos acontecimentos de Fukushima. Isso pode fazer supor que a maior parte dos problemas esteja resolvida, sobrando apenas a “limpeza” e a recuperação da área interessada ao desastre. Mas assim não é. As notícias acerca da perda de água contaminada e dos…

Ler mais... Fukushima: os novos (enormes) perigos

Fukushima: o inferno e as mentiras

Novidades em Fukushima. E não são boas. A Tepco finalmente admitiu ter fornecido dados falsos sobre a radiação saída da usina nuclear. “Quantos” falsos? Quase vinte vezes menores do que os dados reais. De acordo com um comunicado de imprensa retomado pela Bloomberg Japan: a Tepco disse que ter detectado…

Ler mais... Fukushima: o inferno e as mentiras
%d bloggers like this: