Vacina, as reacções adversas (até 13 de Fevereiro de 2021)

Tal como fizemos há umas três semanas, vamos espreitar as reacções adversas provocadas pelas vacinas através dos dados da Eudra Vigilance, o departamento da Agência Europeias dos Medicamentos que, lembramos, limita a recolha de dados aos Velho Continente (mais precisamente: Espaço Económico Europeu, o que não é a Europa toda)…

Ler mais... Vacina, as reacções adversas (até 13 de Fevereiro de 2021)

Vacina, as reacções adversas (até 23 de Janeiro de 2021)

Podemos verificar os efeitos das vacinas? Estão disponíveis dados? Aqui na Europa temos sorte: existe a EudraVigilance, departamento da Agência Europeia dos Medicamentos, que trata mesmo disso. Fase 1: chegar aos dados É suficiente: navegar até a página do European database of suspected adverse drug reaction reports (o database europeu…

Ler mais... Vacina, as reacções adversas (até 23 de Janeiro de 2021)

Não há aumento de mortos por causa da Covid-19: os dados

Interessante artigo científico publicado pela newsletter (uma espécie de noticiário) do John Hopkins Institute. Mais interessante ainda por ter sido retirado após apenas quatro dias da publicação. Na verdade não mostra nada de novo aos Leitores de Informação Incorrecta: trata-se apenas duma confirmação. Só que é uma confirmação dum certo…

Ler mais... Não há aumento de mortos por causa da Covid-19: os dados

Derivativos: tudo sob controle. Ou nem por isso.

Uma breve actualização dos dados. No geral, os artigos de Economia ou Finança estão cheios de gráficos ou números, pelo que requerem maior atenção ou uma boa capacidade de análise; raramente os grandes números conseguem transmitir a imensidade que escondem. Por exemplo: segundo o Banco de Compensações Internacionais (Bank for…

Ler mais... Derivativos: tudo sob controle. Ou nem por isso.

O tempo e o trabalho

É crise. Tá bom, esta não é uma novidade. Mas qual a solução? Trabalhar mais? Trabalhar todos? Trabalhar todos mais? Será que um trabalhador empenhado 14 horas por dia representa um beneficio para o País? Ou não? No final do ano passado, o primeiro ministro de Portugal, Passas e Coelhos,…

Ler mais... O tempo e o trabalho

Os números de Obama

Até algumas semanas atrás, sobretudo quando considerado o fraco desempenho da economia europeia, era realçada a contida mas “prometedora” recuperação dos Estados Unidos e já falava-se dum provável crescimento de 3 % do Produto Interno Bruto, o PIB. Nesta perspectiva os novos 180.000 lugares de trabalho eram considerados como um…

Ler mais... Os números de Obama

Entre gnomos e dragões

Economia. Pois. Também a Economia sofre dos mesmos males que afligem a informação mainstream? Sim, sem dúvida. Pior: como a informação mainstream descreve o mundo “real”, é obrigada a manter uma certa ligação com aquilo que os leitores podem observar. No caso da economia não há este tipo de limite,…

Ler mais... Entre gnomos e dragões

Desemprego: 200 milhões em 2012

A Organização Internacional do Trabalho (OIT), no seu relatório anual sobre a situação do mercado do trabalho no mundo, divulgado na Segunda-feira, afirma que haverá mais de 200 milhões de desempregados em 2012. A agência da ONU estima que 50 milhões de empregos foram eliminados pela crise financeira de 2008,…

Ler mais... Desemprego: 200 milhões em 2012

O gráfico estúpido

Se existisse o concurso “O gráfico mais inútil do Século”, o seguinte teria grandes possibilidades de aniquilar a concorrência. Todavia, na Zona NEuro este é um gráfico desconhecido e misterioso, algo que causa mau humor entre a classe política. Vamos observar o gráfico: Clicar para ampliar! O gráfico é simples:…

Ler mais... O gráfico estúpido

E diziam…

E diziam: “Tranquilos, é crise, mas não tão grave, nada comparável à mãe de todas as crises, a Grande Depressão”. Assim falavam economistas, banqueiros, especialistas, políticos, jornalistas. E diziam a verdade: esta crise é bem pior. Observem a imagem:   É o andamento histórico do mercado do crédito nos Estados…

Ler mais... E diziam…
%d bloggers like this: