Após o Coronavirus Parte II: Entre Dívida e bail-in

Pergunta Teresa: O que quer dizer com prestar atenção às contas bancarias? Acha que vão usar a desculpa do vírus para sacar dinheiros das nossas contas? Como fizeram no Brasil. Calma Teresa, calma. Antes vamos ver qual será a nossa situação após o fim do psicodrama. Inútil gastar tempo em…

Ler mais... Após o Coronavirus Parte II: Entre Dívida e bail-in

Coronavirus IV – A crise dos mercados

Os mercados sofrem. E muito. ZeroHedge publica uma entrevista: o jornalista Christoph Gisiger do portal suíço The Market NZZ faz o ponto da situação com Jim Bianco. Quem é este? Jim Bianco, membro da Market Technicians Association (MTA) e com um MBA na Fordham University, é Presidente e macroestrategista da…

Ler mais... Coronavirus IV – A crise dos mercados

Ambiente: o trilho do dinheiro

[podcastplayer feed_url =’http://rss.castbox.fm/everest/37abea0fd77c4638888640f9faeb31d5.xml’ number=’10’ podcast_menu=” cover_image_url=” hide_cover=’false’ hide_description=’false’ hide_subscribe=’false’ hide_search=’false’ hide_loadmore=’false’ hide_download=’true’ accent_color=’#334fff’]Short Description [/podcastplayer] Ambiente: o trilho do dinheiro Hoje falamos de dinheiro e ambiente. Tudo junto? Sim, tudo junto, porque as duas coisas, como será possível ver, vão de mão dada. Vou repetir algo que já escrevi nas…

Ler mais... Ambiente: o trilho do dinheiro

Bancos suíços: o dinheiro saudita fica

Mohammad Bin Salman Notícia extremamente interessante da Suíça: vários bancos helvéticos recusaram o pedido da Arábia Saudita para confiscar e transferir a riqueza dos príncipes sauditas detidos após a purga “real” dos últimos meses, uma purga que tinha sido conduzida sob a direção do Príncipe Herdeiro Mohammad Bin Salman. Lembramos…

Ler mais... Bancos suíços: o dinheiro saudita fica

Juros: a dívida divinal

…e falemos de Dívida. Com um curto exemplo. Estamos no Médio Oriente, ano zero. A Virgem Maria tem que enfrentar a longa viagem até o Egipto para escapar do massacre dos inocentes ordenado por Herodes. Uma chatice. Então, para enfrentar as pequenas despesas, pede emprestada 1 (uma) moeda de ouro…

Ler mais... Juros: a dívida divinal

Anselmo, a ilha e o banco

Imaginem um navio de cruzeiro no qual o bom Anselmo, que nada tem que fazer na vida, decide descansar ao longo de alguns dias. O navio afunda, mas com outras mil pessoas Anselmo consegue alcançar uma ilha deserta. Um boa ilha, onde há de tudo um pouco. Após uns tempos,…

Ler mais... Anselmo, a ilha e o banco

A Moeda Inteira

Na Suíça surgiu uma grupo de cidadãos apresentou um projecto de reforma monetária baptizado “Moeda Inteira”. O elenco do conselho científico da organização, tal como os apoiantes oriundos dos sectores bancário, político, académico ou dos negócios, é assinalável. Mas afinal falamos de quê? Está bem explicado na primeira pagina online…

Ler mais... A Moeda Inteira

Deutsche Bank: reciclagem & terrorismo

Nos últimos anos, quando há algo podre no mundo da Finança, eis que aparece ela: a Deutsche Bank. Antes havia Goldman Sachs e/ou JPMorgan e, de facto, estes aí continuam mas já não estão sozinhos: o banco alemão parece estar decidido a roubar o protagonismo na novela “Os mais podres…

Ler mais... Deutsche Bank: reciclagem & terrorismo

Ouro: o preço manipulado

Tudo bem, hoje é Quinta-feira e está o sol, mas afinal quem é que decide o preço do ouro ou da prata? Ora bem, eis uma boa pergunta. A resposta? A mais natural seria: as leis do mercado, como a procura e a oferta. Demasiado natural, não acham? Pois. A…

Ler mais... Ouro: o preço manipulado

Derivativos: tudo sob controle. Ou nem por isso.

Uma breve actualização dos dados. No geral, os artigos de Economia ou Finança estão cheios de gráficos ou números, pelo que requerem maior atenção ou uma boa capacidade de análise; raramente os grandes números conseguem transmitir a imensidade que escondem. Por exemplo: segundo o Banco de Compensações Internacionais (Bank for…

Ler mais... Derivativos: tudo sob controle. Ou nem por isso.
%d bloggers like this: