Afeganistão: antes e depois

No semanário Sette, do Corriere della Sera, foi publicado um relato de Kabul que até nem é tão mau. Assinado pelo jornalista Lorenzo Cremonesi, fornece elementos para entender a situação não apenas do Afeganistão de hoje, mas também de ontem e de amanhã. E o Afeganistão é importante: alem de…

Ler mais... Afeganistão: antes e depois

Decifrar Trump

“Uma grande nação não deveria fazer guerras intermináveis”: esta é a passagem mais significativa do Discurso da União de Donald Trump. Trump é assim: alterna coisas inteligentes a emeritos disparates. No caso concreto, estamos perante uma coisa “quase” inteligente (“uma grande nação nunca deveria fazer guerras” seria a versão correcta),…

Ler mais... Decifrar Trump

Afeganistão: novos máximos de produção de ópio

Os dados contidos no novo relatório das Nações Unidas confirmam quanto já sabido em precedência: o controle dos Estados Unidos sobre o Afeganistão coincide com o aumento da produção de opio e esta tendência encontra-se em franco crescimento. Não há novidades: como afirmado, os dados confirmam quanto já observado nos…

Ler mais... Afeganistão: novos máximos de produção de ópio

O Isis no Afeganistão

A notícia circula na internet há alguns dias: os Estados Unidos estão a transferir o Isis para a Ásia Central. Os terroristas viajam por mar até o Paquistão, depois para o norte até a fronteira do Afeganistão, atravessando a seguir a zona com o maior controle americano. O objectivo é…

Ler mais... O Isis no Afeganistão

A mãe de todas as estupidezes

Confesso que ao ler a notícia dos EUA terem lançado a “mãe de todas as bombas não nucleares” sorri. É algo tipicamente norte-americano, é tipicamente trumpiano. Algo tanto espectacular quanto inútil, que denota uma total falta de entendimento da realidade. Muita Hollywood e pouco cérebro. O lançamento da Gbu-43 tem…

Ler mais... A mãe de todas as estupidezes

Afeganistão: a “conclusão responsável”

A cerimónia de hoje em Kabul representa um marco para o nosso País. Por mais de 13 anos, desde que quase 3.000 vidas inocentes foram tiradas em 11 de Setembro, a nossa nação esteve em guerra no Afeganistão. Agora, graças aos sacrifícios extraordinários dos nossos homens e mulheres em uniforme,…

Ler mais... Afeganistão: a “conclusão responsável”

Mulheres do Islão

Uma boa parte do choque de civilizações entre Ocidente e mundo islâmico é jogado no âmbito diferente papel que as mulheres têm nas duas culturas. Se o Ocidente conseguir convencer a mulher muçulmana a homologar-se aos direitos das mulheres ocidentais, o Ocidente ganha o jogo sem disparar um único tiro,…

Ler mais... Mulheres do Islão

Afeganistão: ópio e crianças

O Afeganistão é desde 1992 o principal produtor mundial de ópio, ultrapassando Myanmar, o Triângulo Dourado (Myanmar, Laos e Tailândia) e a América Latina. Única exepção foi o ano de 2001, quando o poder pertencia aos Talibans. Mas desde a ocupação dos EUA, a produção voltou a crescer, aumentando progressivamente…

Ler mais... Afeganistão: ópio e crianças

A morte de Bin Laden: a outra versão

A morte de Bin Laden carrega duas perguntas. Como morreu Bin Laden? Quando morreu Bin Laden? Responder ao “como” não é difícil: basicamente deixou de respirar, algo bastante comum entre as pessoas que decidem abandonar este mundo. Já o “quando” é mais complicado. O assunto não é novo: aliás, um…

Ler mais... A morte de Bin Laden: a outra versão

A CIA e a droga – Parte II

Não é possível falar de CIA e das substâncias estupefacientes sem falar do Afeganistão. A operação “anti-terror” lançada imediatamente após a tragédia do 11 de Setembro terminou naquele País, 11 anos mais tarde. Washington trata a questão como um sucesso (e já isso é amplamente discutível), mas evita citar os…

Ler mais... A CIA e a droga – Parte II
%d bloggers like this: