Mas hoje temos o smartphone!

Vivemos numa época feliz. É o tempo da democracia: nada de aristocracia e classes privilegiadas. Somos todos iguais. , assim é. Depois vejo um velho relatório do CENSIS (Centro Studi Investimenti Sociali, um instituto de pesquisa socioeconómica italiana) com dados intrigantes: os dez italianos mais ricos têm activos na ordem…

Ler mais... Mas hoje temos o smartphone!
http://2.bp.blogspot.com/-0PWN0sT9qCo/T-USik7P_9I/AAAAAAAAACs/sfFNyXapNdM/s1600/impressionismo.jpg

Breve história do Neoliberalismo – Parte II

O Neoliberalismo não atingiu apenas o mundo ocidental: longe disso. Foi imposto no resto do mundo, como efeitos devastadores nos Países em desenvolvimento. O Neoliberalismo de exportação Não apenas alguns Países ocidentais, como Estados Unidos e Grã-Bretanha, têm experimentado o Neoliberalismo nas suas economias e de forma agressiva, mas muitas…

Ler mais... Breve história do Neoliberalismo – Parte II
https://cdn-images-1.medium.com/max/1000/1*f8uQm25yvJ1kmYVYZkfJCg.png

Breve história do Neoliberalismo – Parte I

Vivemos numa sociedade capitalista ou liberalista? Vivemos nas duas. Mas então qual a diferença? Bom, simplificando podemos dizer que o Capitalismo é uma sociedade onde domina a propriedade privada, enquanto o Liberalismo é algo um pouco mais específico, é uma teoria económica. O Capitalismo não é uma teoria económica? Na…

Ler mais... Breve história do Neoliberalismo – Parte I

Prós e contras da moeda hegemónica (o Dólar)

Quais são as vantagens em ter uma moeda hegemónica? O Dólar, por exemplo, é a moeda hegemónica: é a moeda com a qual são realizadas a maior parte das trocas comercias, especialmente as relativas ao petróleo, e financeiras; é utilizada como reserva pelos bancos centrais e nos tesouros dos grandes…

Ler mais... Prós e contras da moeda hegemónica (o Dólar)

Gesell, o Copérnico da Economia – Parte II

…dizia-se: por qual motivo a economia da nossa sociedade tem sempre que crescer? Porque estamos condenados ao eterno crescimento? Pensando bem, árvores, crianças e galinhas crescem também. Mas há uma diferença: árvores, crianças e galinhas não crescem indefinidamente, há um limite. Os processos de crescimento natural são normalmente marcados por…

Ler mais... Gesell, o Copérnico da Economia – Parte II

Gesell, o Copérnico da Economia – Parte I

Silvio Gesell foi um dos grandes génios da história. De toda a história. E provavelmente poderia ter sido o maior benfeitor da humanidade. Mas não é, porque ninguém conhece Silvio Gesell. E isso não é um acaso. Vamos ver quem ele era e começamos com a vida, que mais parece…

Ler mais... Gesell, o Copérnico da Economia – Parte I

Economia: Nove Leis

No meio de tantos proclamas, promessas, previsões, isso é: no meio de muitos erros económicos, voluntários e não, vale a pena lembrar algumas das leis mais básicas da nossa economia. “Nossa” porque estas leis são aquelas válidas e utilizadas no nosso actual sistema económico, leis estigmatizadas na assim chamada Escola…

Ler mais... Economia: Nove Leis

A história da Globalização

Nesta época em que a História é rescrita para que as pessoas nada possam entender da realidade, um caso interessante é aquele da Globalização. Wikipedia versão portuguesa: A globalização é um dos processos de aprofundamento internacional da integração econômica, social, cultural, política, que teria sido impulsionado pelo barateamento dos meios…

Ler mais... A história da Globalização

O Glass-Steagall Act – Parte II

Bill Clinton Em Novembro de 1999, o então Presidente dos EUA Bill Clinton assinou o Gramm–Leach–Bliley Act (também conhecido como  Financial Services Modernization Act of 1999: “Lei de 1999 para a Modernização dos Serviços Financeiros”) que, de facto, aboliu o Glass-Stealgall Act ou, pelo menos, eliminou aquela que era a…

Ler mais... O Glass-Steagall Act – Parte II

O Glass-Steagall Act – Parte I

É impossível falar da crise de 2008 (aquela ainda não ultrapassada) sem citar o Glass-Steagall Act. A Lei Bancária de 1933, conhecida como a Lei Glass-Steagall (em homenagem aos seus patrocinadores, o senador Carter Glass e o deputado Henry B. Steagall) criou a Federal Deposit Insurance Corporation (FDIC) dos Estados…

Ler mais... O Glass-Steagall Act – Parte I
%d bloggers like this: