…e é só Segunda.

Abro as páginas internet do costume e… epá, tudo junto? Duma vez só? Há semanas em que nada acontece, outras em que o Mundo parece acordar. Calma, o pobre blogueiro não consegue seguir tudo! Para já vamos fazer um resumo.

Papa Francisco

Papa Francisco ao telejornal italiano TG5:

A vacina deve ser feita. É uma opção ética porque estás a jogar com a tua saúde, a tua vida, mas também estás a jogar com a vida dos outros.[…] Não sei porque é que alguém diz que a vacina é perigosa, mas se são os médicos que a apresentam como algo que não tem perigos especiais, porque não toma-la? Há um negacionismo suicida que não consigo explicar.

Pessoal, este não é um Zé qualquer, é o Papa, o Vigário da OMS, o Sumo Farmacêutico, o Servo dos Servos da Finança. Basta de discussões, façam a vacina. E já agora peçam perdão também, que nunca faz mal. Obrigado Francisco, agora sim que consigo ver a luz. Vou desliga-la só porque custa e no final do mês chega a conta, mas a mensagem fica, tranquilo.

Deutsche Bank

O mega-banco alemão Deutsche Bank sobre o projecto europeu Green Deal, adoptado pela União Europeia, que impõe neutralidade climática até 2050 (zero emissões de CO2): o “debate não é honesto”. Como assim?

Diz que o Green Dial ensombra uma super-crise que traria “uma significativa perda de bem-estar e de postos de trabalho”. E, finalmente, a agenda verde da UE “não funcionará sem uma certa dose de eco-ditadura”.

Voltaremos a tratar do assunto, possivelmente já amanhã. No entanto, por qual razão um mega-banco deveria falar desta forma? As razões são várias. Em primeiro lugar é uma opinião que não muda dum milímetro o caminho escolhido; mas alguém, amanhã, poderá sempre dizer “nós tínhamos avisado!”. Depois, o Estado alemão deve preparar-se: a passagem para a tracção automobilística eléctrica implicará a perda de várias centenas de milhares de lugares de trabalhos: “Não foi escolha nossa, foi Bruxelas! Nós tínhamos avisado!” será o álibi. Agora aqui está a prova. Em terceiro lugar, e talvez o aspecto mais importante: a coisa não vai ficar por aqui, no sentido que o mega-banco prevê empobrecimento, manifestações, desordem social. “Não foi escolha nossa, foi Bruxelas! Nós tínhamos avisado! Querem a Europa Unida? Aguentem-se!”. E o círculo está fechado.

Espanha

Um saltito até a vizinha Espanha. Debaixo da calma aparente (e da neve), o fogo. Oficiais superiores reformados das forças armadas espanholas enviaram duas cartas directamente ao Rei Felipe VI expressando preocupação acerca do governo “social-comunista” de Madrid e da ameaça que este representa para a unidade da Pátria. Uma das cartas é assinada por 73 antigos oficiais do exército de alta patente, a outra por 39 oficiais reformados da força aérea: pedem que o monarca defenda a “coesão nacional”, enfraquecida pelo governo minoritário liderado pelo Primeiro Ministro Pedro Sánchez.

“Tá bom, são só duas cartas…”. E não, não são: já em Dezembro de 2020, o website “Infolibre” tinha publicado uma série de mensagens de um grupo privado de WhatsApp, formado por oficiais superiores da Força Aérea Espanhola que discutiam a situação política. O grupo de conversação apelou abertamente a um golpe contra o actual governo espanhol. Três soldados foram presos mais tarde.

Acção – reacção. A globalização não pode não implicar o ressurgimento de pulsões nacionalistas, alimentadas não apenas por nostálgicos como também pelos que com a “pandemia” da Covid estão a perder tudo. Proximamente, neste mesmo canal.

Várias e eventuais

Depois o que temos? Nada, apenas pormenores: ao que parece, Turmp deseja desclassificar todos os arquivos de Assange e Snowden, vamos seguir os desenvolvimentos, é capaz de ser divertido. E depois outros detalhes, como as 270 milhões de pessoas que estão agora a marchar para a fome como consequência dos efeitos económicos da pandemia.

E mais: o Aquecimento Global não pára, nem durante a Grande Batalha contra a Coronavirus. Neve em Portugal, em locais onde não caiam flocos há décadas. Um frio desgraçado: pela primeira vez em anos liguei o aquecimento ao longo do dia. Voltando para Espanha: Madrid paralisada pelo nevão, o maior das últimas 5 décadas. Mas o Global Warming é assim, é diabólico: Invernos frios e Verões quentes, uma loucura total…

Como começo da semana não é mal. Vamos desenvolver.

 

Ipse dixit.

Na imagem: Madrid.

4 Replies to “…e é só Segunda.”

  1. A Organização das Nações Unidas (ONU) lembrou-se agora da prisão de Guantánamo e que a mesma deve ser fechada imediatamente, devido aos maus-tratos e torturas infligidos aos presos e às violações dos Direitos Humanos e do Estado de Direito ocorridas nesse estabelecimento prisional:

    – ‘Disgraceful’ Guantánamo Bay detention facility must be closed now, say UN experts

    https://www.ohchr.org/EN/NewsEvents/Pages/DisplayNews.aspx?NewsID=26649

    Isto pode significar que o Presidente Trump poderá efectivamente vir a desclassificar os documentos relacionados com os cidadãos Edward Snowden e Julian Assange, onde os crimes de Guantánamo e não só serão revelados, daí a súbita presa da Organização das Nações Unidas (ONU) em mandar fechar esse presídio.

  2. Olá Max: começo a semana convencida de várias coisas:

    Vossa Eminência é o servo do Senhor e o pai do povo. Pois não é que o povo daqui me dá a mesma justificativa, (incrível, com as mesmas palavras ) ditas pelo sumo pontífice! E eles não leram nada, nem assistiram o telejornal italiano. Estou convencida: o santo homem é a expressão do povo de deus.

    Europa enterrada na neve no inverno e escaldando no verão. É provável que eu tenha razão que eu esteja certa. Não se trata de emissões de carbono ou de aquecimento global. São desregulagens do clima e da temperatura que se intensificam com o péssimo uso humano e com os movimentos naturais. Afinal o planeta é vivo, tem seus ciclos e reage aos golpes.
    Aqui são 9h da manhã: o sol arde, as cigarras enlouquecem. Sentada da frente do computador, ar condicionado ligado, ventilador na cara, e o suor escorrendo da cabeça. Etê e Rajy espichados na tijoleta, ao meu lado, de língua para fora e tomando água. As tormentas fortíssimas que varrem todos os cantos do Brazil, só muda de lugar, conforme o verão avança.
    Acompanho dois sites meteorológicos, e chove torrencialmente no deserto da Arábia Saudita e outros.
    Ah, Max, no teu resumo, esquecestes dos apagões pelo mundo.

    De um modo geral, a comunidade europeia aperta o cinto do povo (não os deles, de Bruxelas e outros confins) para prepará-los para a era ditatorial que se avizinha em função do grande reinício.
    Meu correspondente na Bavária (ih ih ih) grita contra medidas estúpidas de fechamento que leva os pequenos empreendedores à falência, a perder empregos, colhe informações da vizinha Áustria, porque o que está acontecendo é ocultado dos alemães. Por lá a neve está uma beleza para quem tem tempo de fugir das multas policiais e esquiar.

    Segundo meu correspondente em Washington (rs,rs,rs) certas coisas que se suspeita que vão acontecer, já estão acontecendo por parte de Trump, e sua equipe. E os terroristas a soldo todos vestidinhos a moda romana, com escudo de proteção, andam a caça de trumpistas para dar umas lições.
    Falar bem do presidente só dentro de casa e bem baixo. Pessoal embarcando em avião ousou manifestar-se a favor de Trump e foi forçado a descer do avião. Coisas deste naipe estão acontecendo, tipo faz umas poucas décadas no início do triunfo do partido nacional socialista na Alemanha.
    Parece que o presidente finalmente decide-se a usar a lei marcial. Não acho nada boa esta decisão, se de fato ocorrer. Parece haver um joguinho calculado na equipe de Trump : um diz que sim, outro diz que não e o presidente não diz coisa nenhuma definitiva.
    Eu não sei se acho graça ou se choro, ou se faço coisa nenhuma.

    E la nave va.

  3. Ainda hoje li a opinião de um “perito” em climatologia – é isso mesmo, não passa de uma opinião que tenta vender como se fosse um dado concreto – que este tempo frio é consequência do “aquecimento global”. Se faz calor é “aquecimento global”, se faz frio também o é! Não sei como ainda se dá crédito a estes “especialistas” que só tentam fazer mais uns patacos, como qualquer um de nós. O clima nunca foi imutável, prova disso é que hoje em dia a Islândia não consegue produzir cereais e no ano 1000 (+-) fazia-o. A Gronelândia já foi considerada a terra verde e hoje é a terra branca (deveria mudar o nome para Uaitelândia) Claro que a acção humana traz consequências ao nível do clima. Até que ponto não sei, mas já considerei se este outono muito chuvoso e agora o inverno frio, não será consequência de uma menor acção humana na atmosfera devido à restrições causada pela gripe? Aqueles rastos que os aviões deixam na nossa alta atmosfera diminuiram e bastante. Será esta umas das causas para a normalização do clima que vejo este inverno? Ainda é cedo para responder, por isso vou esperar pelo próximo verão e inverno, de preferência com as restrições causadas pela gripe e tirar mais algumas conclusões. É bom saber que os “ecologistas” neste momento não estão a contribuir para a poluição mundial com as suas viagens aérias para fazer turismo.

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: