Coronavirus: a Espanha e o Polisorbato 80

Existe uma relação entre a vacina contra a gripe e a morte do Coronavírus? A ideia não é nova, já no caso das cidades de Bergamo e Brescia tinha sido notada a elevada percentagem de vacinados entre os óbitos com Covid-19. E a ideia encontra-se agora num relatório das autoridades sanitárias da direcção do hospital de Huesca-Barbastro, Espanha, que serve uma zona rural com 100 mil habitantes. É possível ler:

Dos 20 pacientes que morreram no nosso sector, todos com mais de 65 anos de idade, 18 tinham recebido a vacinação (certificada) contra a gripe, enquanto os outros 2 não é sabido. Os pacientes vacinados representavam, portanto, 90% das vítimas. O número é superior ao esperado de acordo com a taxa de vacinação no sector da saúde de Barbastro que, de acordo com o boletim epidemiológico semanal, era de 63% para este grupo etário.

Pelo que, aparentemente, a vacinação anti-gripal não só não tinha melhorado o prognóstico dos idosos afectados pela Covid-19, como o tinha agravado.

A inconsistência dos dados sobre a eficácia da vacinação antigripal na prevenção de complicações tais como pneumonia, hospitalização e mortalidade geral de pessoas idosas com comorbilidades foi relatada por estudos anteriores sobre um número muito mais elevado de casos.

Aqui é feita referência ao estudo A Systematic Review of the Evidence on the Effectiveness and Risks of Inactivated Influenza Vaccines in Different Target Groups (“Uma revisão sistemática das provas sobre a eficácia e os riscos das vacinas inactivadas contra a gripe em diferentes grupos-alvo”), publicado pela National Library of Medicine. É importante realçar como este estudo tenha sido publicado em 2011, portanto nada de quanto afirmado aqui é novidade absoluta.

Os dados levaram os médicos do Hospital de Huesca a levantar a hipótese de que a campanha de vacinação contra a gripe de 2019-2020 poderia estar associada a um aumento do risco de morte dos Covid-19 com mais de 65 anos de idade.

A fim de verificar esta hipótese, os médicos examinaram as mortes de um lar de idosos, que tinha 94 hóspedes, dos quais 25 morreram com Covid-19: em comparação com o sector de residência (onde foram registrados 20 mortos por 100 mil habitantes), os óbitos do lar foram presentes numa proporção mil vezes superior.

O resultado foi o seguinte: verificou-se que dos 94 hóspedes no lar de idosos, 80 tinham recebido a vacina contra a gripe. Destes oitenta, 24 (30%) morreram. Dos 14 não vacinados, 13 ainda estão vivos, e 1 (7%) está morto.

Por conseguinte, a taxa de mortalidade em pessoas vacinadas é quatro vezes superior à de pessoas não vacinadas, num grupo já importante de 94 indivíduos. Isto confirma a suspeita inicial […].

Mas qual a razão dos óbitos entre os vacinados? O estudo assume como causa uma “Interferência Imunológica” devida ao Polisorbato 80 presente na vacina antigripal. O que é o Polisorbato 80? É um emulsionante presente na cosmética, na industria alimentar e… nos detergentes. Nas vacinas da Glaxo e da Novartis é utilizado para fazer com que os medicamentos ultrapassassem a barreira hemato-encefálica. O problema é que já foram relatados “efeitos secundários graves” provocados pelo Polisorbato 80: será que pôr um detergente nas vacinas não é tão saudável assim?

O Polisorbato 80

O Polisorbato 80, também conhecido como Tween80, é um detergente tensioactivo utilizado para passar certos medicamentos ou produtos químicos através da barreira hemato-encefálica, como já lembrado.

As vacinas contra a gripe Fluarix (GlaxoSmithKline) e Agriflu (Novartis), tal como a vacina Gardasil (contra o Papiloma) e várias outras vacinas infantis contêm uma série de substâncias, incluindo o Polisorbato 80, com efeitos secundários potencialmente graves. Também pode-se encontrar este ingrediente em qualquer vacina como adjuvante MF59, que contém tanto o Polisorbato 80 quanto o Esqualeno (um hidrocarboneto originariamente presente no fígado dos tubarões), outro ingrediente perigoso. O Esqualeno é um adjuvante utilizado nas vacinas comercializadas na Europa e noutros Países, não tendo sido ainda aprovado pela americana FDA (Food and Drug Administration) como ingrediente para as vacinas distribuídas nos Estados Unidos.

Os estudos contra o Polisorbato 80 são esmagadores. Os investigadores injectaram ratos fêmeas com Tween80 (em solução aquosa de 1.5 ou 10 por cento) desde o quarto até ao sétimo dia após o nascimento. Descobriram que o Tween80 acelera a maturação dos ratos, prolonga o ciclo menstrual, diminui o peso do útero e dos ovários, causa danos no revestimento do útero indicativo de estimulação estrogénica crónica. Os ovários dos ratos também foram danificados com folículos degenerados e sem corpus luteum, malformações graves que podem levar à infertilidade.

A questão é se estes efeitos também podem ser encontrados nos seres humanos. Infelizmente, há uma clara falta de investigação nesta área. Em vez de avaliar exaustivamente os perigos dos ingredientes utilizados nas vacinas, parece que os fabricantes de vacinas querem tirar o máximo partido da sua imunidade sancionada pelo Governo dos EUA contra a responsabilidade por quaisquer danos. No folheto informativo de todas as vacinas contra a gripe só pudemos ler que “não foram avaliadas quanto ao seu potencial carcinogénico ou mutagénico, ou quanto à sua fertilidade reduzida”.
Fim da história.

Polisorbato ou não, não é a primeira vez que é realçada a equação “Mais vacina da gripe = mais mortos com Covid-19”. Mas ainda não vi nada nos órgãos de comunicação social. Deve ter sido simples esquecimento, só pode…

 

Ipse dixit.

2 Replies to “Coronavirus: a Espanha e o Polisorbato 80”

  1. Olá Max: com o tempo, agora que pairam algumas dúvidas sobre a eficácia das vacinas, artigos como este vão aparecer. Pena que eles só atingem aqueles que têm já o costume de duvidar das obviedades aparentes.
    Aqui no Brazil essas coisas não aparecem, muito menos uma pesquisa séria para vincular os óbitos por Corona vírus com o estúpido uso pelos idosos de vacinar-se contra a gripe todos os anos. Aposto que a relação seria bem significativa.

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: