Porque o blog deveria fechar, e que raio, não se pode continuar assim, ámen.

O tempo de leitura estimado deste artigo é de 5 minutos

…e não é que tinha intenção de acabar com este raio de blog? Pela primeira vez após tantos anos pensei de forma séria: “Basta, agora chega”. Porque pessoal, temos que ser honestos: não há nada mais que possa ser dito. Acho que no blog é possível encontrar todos os instrumentos necessários para que cada um possa formar a sua ideia. Não são instrumentos que apontam todos para uma única ideia, porque aqui não foi descoberta nenhuma “Grande Verdade”; mas é possível construir várias hipóteses entre as quais o Leitor escolhe aquela que prefere.

Então que fazemos? Repetimos até o infinito coisas que já sabemos?

Pessoalmente começo a abandonar cada vez mais a minha “neutralidade” em favor dum moderado pessimismo. Não gosto disso, nem um pouco. Mas é preciso ser realista e considerar uns factos.

Facto nº 1

Poucos meses atrás pensei fazer algo mais além do blog: dado que escrevo com uma certa rapidez e dado que conheço vários idiomas, pareceu-me boa ideia pôr tudo ao serviço duma estrutura que conseguisse alcançar um número maior de Leitores. Por isso contactei uma destas estruturas (da qual não faço o nome porque depois deveria conceder o direito de replica e não tenho paciência para desculpas), declarando-me disponível para trabalhar (de forma gratuita, óbvio) na tradução de artigos não meus, desde e para italiano, português, inglês e, com alguma ajuda, espanhol.

Poucos dias depois sou contactado, tudo bem, tudo muito simpático: recebo o primeiro artigo que traduzo e que é publicado (não aqui no blog). Passam um par de dias e eis que recebo uma nova mensagem, esta:

Primeiro de tudo, por favor, leia este documento com atenção.
Duas coisas que você deve fazer com prioridade:
1 ° – Apresente-se ao grupo e envie para xxxxxxx.org uma sua foto em formato.jpg (não é obrigatório, apenas se você quiser) para a página na Biblioteca de Tradutores no site xxxxxxxx.
2 ° – Pague a sua taxa de membro xxxxxxxx, o que ajudará a cobrir os nossos custos para o site xxxxxxxx [cerca de 1.300 € no primeiro ano e a mesma quantia para os anos 2007 e 2008, cerca de 2.000 € para 2009, cerca de 3.500 € para o ano de 2010 e cerca de 3.000 € para 2011]. O mínimo é 25 € [= 32 US $]. Você encontrará todas as informações sobre como pagar rapidamente via banco aqui abaixo

Bom, se em 2010 os custos eram de 3.500 Euros, nem quero imaginar quanto possam ser hoje… Mas eu também tenho um site pago e conheço os valores do mercado, pois antes de transferir-me do Blogger para WordPress fiz uma pesquisa. E estamos muito, mas mesmo muito longe dos tais 3.500 Euros, mesmo considerando as várias tipologias de server, a largura da banda, a qualidade da assistência, etc.

A informação alternativa continua a viver num mundo tudo seu, onde o que conta é o dinheiro, o número de Leitores, a notícia bombástica. Há excepções, claro está, mas são coisas raras. Informação Incorrecta é dirigida por um atrasado (eu) que ainda tem a ideia romântica de “fazer algo em prol de todos”, de “basear a informação em factos”. Moral: sou um fóssil.

Facto nº 2

No Brasil Bolsonaro vai ganhar as eleições. Agora, não que a alternativa seja grande coisa, mas Bolsonaro?!?

Isso demonstra um par de coisas:

  1. a maioria dos eleitores são uns atrasados mentais. Não pelo facto de não votar Haddad (o que seria perfeitamente compreensível: se eu fosse eleitor no Brasil não votaria nele), mas sim pelo facto de votar Bolsonaro.
  2. não é apenas a Esquerda europeia que tem o cérebro fundido, é toda a Esquerda global que deveria suicidar-se. Mas de verdade alguém pensava que candidatar o pau mandado dum recluso teria sido uma grande ideia? Num País como o Brasil, onde os cidadãos têm uma desesperada fome de justiça e legalidade, o PT apresenta como melhor escolha um fantoche cujos fios são mexidos a partir duma prisão?

Depois, claro, podemos choramingar e dizer que a culpa é dos média, que Lula é uma vítima, que o sistema está podre, que os cidadãos estão a ser enganados. Até pode ser tudo verdadeiro, só que isso não interessa: a Esquerda participa num jogo do qual evidentemente não consegue entender as regras e o resultado é que entrega o País a um gajo em comparação ao qual Trump é um génio. Parabéns.

Facto nº 3

O meu País, a Italia, está a ser atacado duma forma tão violenta que até é difícil descrever. Só no tempo da Grécia, há alguns anos atrás, tinha-se observado algo parecido. Isso faz parte duma guerra maior que atinge todo o mundo ocidental, que está a alcançar o seu topo e que também está a ser alegremente ignorada pela maior parte dos órgãos de informação. E quando ignoram até temos sorte, porque quando tratam dela o resultado é a quinta-essência da desinformação.

Entretanto a União Europeia está a ser gerida por pessoas como Angela Merkel (que os eleitores alemães já não podem ver), como o Presidente Macron (que passa o tempo a tirar selfie com ex-reclusos homossexuais) ou ainda como este indivíduo (o Presidente da Comissão Europeia):

Completamente bêbado. Como é possível? É possível pela simples razão que estas pessoas não contam, não têm importância nenhuma: podem fazer o tudo e mais alguma coisa tanto não têm responsabilidades, não são eles que decidem. Mas isso é ocultado. Este e outros vídeos (há mais porque o álcool é o melhor amigo de Junker) deveriam ser mostrados aos eleitores europeus, difundidos para que seja pedido o afastamento de pessoas doentes como estas.

Nada acontece e eu tenho que observar Junker, num dos raros momentos de sobriedade, que dá lições à Italia, que tenta enterrar o primeiro Orçamento de Estado que, após décadas, quer efectivamente reactivar a economia nacional e ajudar os mais desfavorecidos (com o rendimento de cidadania, por exemplo). E como se isso não fosse suficiente, tenho ainda que ver na televisão ou ler nos diários de economistas ou opinionistas que distorcem a realidade, enchendo-se a boca com termos quais “populismo” ou “fascismo”.

Estes são apenas alguns exemplos que retratam a actual situação. Poderia continuar? Claro que sim. Mas para hoje paro aqui, fartei-me. O resto amanhã. E que raio.

53 Replies to “Porque o blog deveria fechar, e que raio, não se pode continuar assim, ámen.”

  1. Efectivamente a República Federativa do Brasil é um caso flagrante de uma sociedade e política unipolar, o que não se entende num país multicultural com um sistema federalista.

    No caso destas eleições, não deixa de ser curioso que o programa político apresentado pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT), o partido fundado por Leonel Brizola, do qual fez parte Darcy Ribeiro, e que conta com um percurso e herança histórica/política bastante importante, seja completamente desconhecido por parte dos cidadãos brasileiros.

    O discurso de Ciro Gomes e do seu irmão apontam (aparentemente) uma alternativa, mas parece que é e foi difícil de entender para os eleitores do Brasil:

    – Ciro e a sentença de Lula
    https://www.viomundo.com.br/tv/ciro-e-a-sentenca-de-lula.html

    – Cid Gomes: O Lula está preso, babaca

  2. Olá Max: tu paras ou interrompes quando quiseres, é óbvio…mas os argumentos que apresentas para tal não me parecem dignos da tua inteligência. O mundo vai mal…ora, ele já ia mal quando nascemos. Andas meio pessimista, seguro que não mais do que eu. E daí? Não é um tanto divertido a gente ficar tentando encontrar formas de nos fazer entender? Explicar algumas coisinhas, rir de outras, …o prazer, ao menos para mim é assim, dizer o mundo de uma forma diferentemente original? Quanto aos assuntos..lol, como vocês em Portugal dizem, que a criatividade dos homenzinhos que habitam o planeta sempre nos oferecem facetas inusitadas. Tu sabes disso. Então!? Vais ficar com mais náuseas ainda se não as despejares nesse blog. Já pensei muito nisso, mas não tem jeito. Não dá para inventar outra sociedade, não dá pra buscar morada em outro planeta menos inóspito, não dá para perder a memória de tudo, e a gente não se suicida.
    Portanto o blog é o melhor paliativo, além de ótima informação num oceano de desinformação. Estou certa que o pessoal daqui pensa mais ou menos assim.

    1. Pois Maria, o blog é um paliativo à espera de tempos melhores. Não, não acho ser pessimista: no longo prazo acho que as coisas vão encontrar a maneira certa. No muito longo prazo entendo. Infelizmente nós vivemos no prazo de “agora”: e este “agora” é bastante pesado. Custa-me ver tantas pessoas que não entendem. Eu entendo? Não, não sou tão presuntuoso: mas questiono-me, isso sim, e acho ser bom. As pessoas não se questionam: vão em frente por arrasto, tomam como “normal” a nossa condição, confiam nos carrascos. Isso dói porque cada um de nós, se tomado singularmente, não é estúpido: sabe distinguir o bem do mal, deseja as coisas de todos, como um trabalho, uma família, alguns confortos, um pouco e justiça. A estupidez parece mais um fenómeno ligado aos números: junta duas pessoas inteligentes e eis que surge uma ideia estúpida.

      Bah, vamos em frente…

      Grande abraçooooooo!!!

  3. Uiiiii … Portanto, estamos numa crise existencial ? Ao ponto de alimentar o complexo medico-farmacêutico? Este é o melhor planeta que temos , e temos… o que merecemos ! A vida é breve , breve de mais para desperdiçar . Posto isto:
    Não concordo em nada com esse desespero e pessimismo ! E tinhas intenção de acabar com o Blog ? És injusto para com os leitores e comentadores do Blog e mal agradecido ! Portanto V. Ex.ª o ilustre bloguista reúne no seu blog a fina flor dos comentadores da internet , , , tens as sabias observações do Nuno , ( P.S. Nuno …depois agradeces-me ) és atormentado pelo arqui-inimigo e vilão de serviço : Chaplin ! nas suas múltiplas e desesperadas formas , contas com o apoio psicológico da Maria ( que por acaso a mim me deixou um pouco deprimido) tinhas o JF aqui de vigilância montada para te atingir com um contundente comentário mal voltasses á cena , PCPPONS… Francisco Pessanha… Sergio … e tantos outros comentadores assíduos e dedicados , não conheço nenhum outro blog que tenha tantos e de tão boa qualidade de leitores e comentadores … és injusto ! Deixa-me que te diga com toda a frontalidade : Volta para o blog e comporta-te á altura dos leitores e comentadores que tens ! Que nunca te abandonaram e a quem tu ponderaste abandonar ! Ou se tens mesmo de desistir então despede-te com frontalidade em vez de te remeteres a um simples abandono a quem há anos te apoia e durante a tua ausência não deixou de aqui vir e de comentar e se preocupou contigo,com o homem e não apenas com o nome virtual. E porquê ? Porque o blog é bom ! É muito bom ( senão eu não viria cá… ) Tem qualidade ! É uma alternativa num mar de desinformação e um farol no meio do caos de que falas acima. Não gostas do que ouves ? lamento , para afetos falta cá o Presidente Marcelo. Caso o bloguista até se sinta ofendido com o meu comentário proceda judicialmente. Convoque-se o muito nobre advogado do blog ( Ah Ah Ah Ah)

    1. P.Lopes!

      verdade: o blog reuniu comentadores de topo 🙂

      E não, não vou despedir-me porque antes disso temos que mudar o mundo. Com o blog, claro, porque afinal nasceu para isso :)))

      Grande abraçooooo!!!!

  4. Max, sê bem aparecido!
    Não é por nada, mas fazes falta no meio deste mar de desinformação. Por isso estou muito contente com este regresso moderadamente pessimista. É melhor que uma ausência nuetra ou optimista. Eu também sou moderadamente pessimista. Com dois até já dava para formar um movimento dos moderadamente pessimistas. Já estou a imaginar um slogan do tipo: MP ao poder, ou coisa que o valha. Algo assim, original.
    Quanto aos factos alegados para pendurares as botas, vamos a eles:
    Facto nº 1: Esbarrar de frente com o sistema não deve ser motivo ara baixar os braços, antes pelo contrário.
    Facto nº 2: O Bolsonaro ainda não ganhou as eleições e se calhar não ganha mesmo. Apesar da inteligência colectiva dos brasileiros ser muito baixa tudo pode ainda mudar.
    Facto nº 3: Prefiro ver o Junker com os copos que sóbrio, faz menos estragos. A Merkel também é um bom motivo para continuar e não para desistir.
    Em resumo, vamos a eles que os tempos não estão para aplausos.

    Um abraço
    Krowler

    1. Junker não era assim. Aliás, era abstémio. Depois, um dia, enquanto navegava na internet, encontrou Informação Incorrecta. Então fez-se luz. Percebeu. E desde então não consegue largar a garrafa. Sinto-me um pouco culpado por causa disso, mas ter um blog é assim, é uma vida perigosa.

      Bolsonaro, pelo contrário, não conhece o blog. Acho que vou enviar-lhe o link, é o que merece.

      Grande abraçoooooooooo!!!!

  5. Max, não sou um comentador, sendo talvez por isso a 1ª vez que aqui escrevo… dado o “susto” que me pregas-te. Sou somente mais um leitor deste teu blog, assíduo e interessado em tudo o que nele decides expor. Daí, vir aqui dizer-te para não te esqueceres de nós, os silenciosos mas fiéis. Existimos, estamos nos números dos clicks do teu blog e atentos ao que buscas divulgar. Estamos por aqui, cada qual pelas suas razões, mas sempre presentes em busca da tua perspectiva, da tua opinião, do teu conhecimento e visão. Se aqui estamos é porque aqui encontrámos algo que consideramos importante (não te esqueças deste pequeno pormenor por favor).
    Se nesta vida, nesta nossa sociedade de “macacos sem pêlo”, tiveres de desistir de algo ao longo do teu caminho, peço-te humildemente que não seja de nós. Pessoalmente, permite dizer-te que neste teu blog encontrei a diferença que busquei durante muitos anos ao longo do meu (suspiro, pois já ia nos meus quarenta e…). A diferença na informação do que somos, na exposição de quem somos, na divulgação de causas e consequências das nossas pretensões e presunções antropocêntricas.
    Se, nos tempos que correm algo te leva ferozmente a gritar … é demais, PORRA. Pára um tempo, o que for necessário, para que mente e espírito “respirem”. Quando um dia conseguires recordar com alento o saber que por aqui já nos deixaste, volta, aqui te esperamos.
    Permite por fim um “lembrete” do óbvio. São estes tempos, os que nos “revoltam” o coração, os que nos “oprimem” a consciência, que nos testam a resolução e a resiliência. Não são novos estes tempos, fazem parte da nossa história e passarão como outros, melhores e piores passaram.
    Uma vez mais às barricadas “meu bravo”… recuemos e descansemos se assim tiver de ser, certo é que voltaremos.

    Grato,
    Alfbber

  6. Sobre Jair Bolsonaro: George Soros financiou a campanha “ele não” contra ele. Isso significa que, no meio da controvérsia, alguma coisa de minimamente bom ele traz; para o maior manipulador dos bastidores da sociedade não o querer ver no poder…

  7. Max, não nos abandone. Diminua o ritmo das postagens, se quiser, mas não desista. Algo muito bom foi construído aqui e todo esse legado não pode cair no esquecimento.

    Por aqui, não está nada fácil.

    “Aquelas sombras que dormiam distantes
    Hoje acordaram sobre o meu jardim
    E o temporal arrancou o sentido
    De quase tudo que eu queria pra mim (…)

    Quantos senhores, ministros, pastores
    Mais de mil palhaços no salão
    Convenceram o pobre do seu Zé
    Que a fé substitui a razão (…)

    Fui apresentado ao novo imbecil
    Que vejam só já é celebridade
    Então todos ergueram um brinde
    A nossa própria mediocridade”

    A Raça Mansa ( Camisa de Venus )

  8. Estou como o outro, para e volta quando quiseres mas não destruas esta fonte de conhecimentos e reunião de tantos comentadores úteis … e alguns inúteis 🙂

    Nos últimos tempos também me tenho sentido cada vez mais pessimista, derrotado, sem forças para remar contra esta maré, mas depois olho para o lado e vejo que tenho alguém, família e amigos nos quais posso ir buscar mais um pouco de força para aproveitar o que interessa: o agora, os bons momentos que ainda vamos conseguindo ter!

  9. Max, agora é que provavelmente tu e o teu blog são mais necessários que nunca.
    Estas a chegar a conclusões algo precipitadas(talvez por falta de informação) em relação a um assunto.
    Em relação ao que ves ou se assiste no teu país de origem. O historial não é muito diferente(mano limpa->>> Berlusconi).
    Alem de um país maioritariamente de esquerda passar por operações brigada rossa ao serviço do capital, e a própria mafia, e nem entro na gladio…sabes melhor que isso.

    Em relação ao Brasil o que se está a passar é óbvio, o pt errou em várias coisas, mas acertou na maioria (como passaram quase a 5a potência? Explica? Foi mágica ou o desemprego abaixo dos 4%? Magia, voodoo?)

    O Bolsonaro é um embuste a bater continência á bandeira americana, e já ameaçou quem não pensa como ele (se é que pensa) ou apanha avião ou vai para a cadeia. O guru de economia dele é da escola de Chicago e vai ser estilo Chile de Pinochet.

    O Lula que saiu em 2010 tinha 87% de aprovação.
    A casa de guaruja??? Enquanto outros roubam milhões? Sem provas…aliás o vergonhoso Moro prendeu não por provas mas por evidências circunstâncias.(???)
    O objetivo foi colocar fora da corrida(até um cego vê isso).
    E pior a lava nada/jato deu cabo de empresas que empregavam milhões e agora.(quando muito como no grupo VW, não se destruia a empresa mas os prevaricadores, o que está a suceder.)

    Entretanto a midia fez dele o algoz das misérias que Dilma(sem maioria em 2014 e sempre minada foi corrida por um impeachment de x valor o Temer desde que lá está já fez não x mas xxxxxx valor). Mas isso ninguém fala…Outra pergunta as reservas de 300 biliões quem deixou? Pois os ladrões do PT.
    Discordo completamente.
    Quem quer entregar a Petrobras e electrobras a embraer etc ao capital estrangeiro agora que o preço do petróleo vai voltar a normalidade?

    Então peço te um favor vai ao world bank e ve o gráfico da economia brasileira de 1960/70 até agora, e o resumo que os próprios fazem.

    Aliás o palhaço bolsonabo teve atraves de seu filho o know how atraves de steve bannon(brexit, Eua em parte França e Itália) a costumeira campanha de difamação e fake news so que via aplicativo what’s up(o mais usado lá)

    O meu irmão esteve ontem a falar com familiares e passou os vídeos de bolsonabo e filhos….não sabiam de nada! E só assistindo ao video ficaram surpresos. A midia no Brasil não é como a daqui (vai lá e vê).

    Quanto ao Haddad se é tão mau porque ganhou 2 premios a nível internacional como o melhor perfeito? Não sabes? Informa-te.

    No Brasil é proibido empresas financiarem candidatos se 156 empresas (se não são mais 12 milhões de reais e multiplicas e da 1,8 bilhao)
    E o stf o tse nada porque estão rodeados de militares. Aliás o bolsolouco vai durar lá pouco tempo vai para lá um Mourão ou um Vilas Boas.
    E vão continuar a destruir a indústria e passam a ser um país tipo africano a vender só commodities(dai retirar direitos 13 e férias alem da terceirizacao). E os loucos já falam em invadir a Venezuela(como se não tivessem mais com que se preocupar)

    A onu já vai julgar o que se passou lá em Março.
    E por o que vi no economist(sic) e muitos outros vão passar a ser uns párias a nível internacional.

    E boas matanças e purgas.

    Agora que és mais que necessário é que estás a pensar nisso? Agora é hora de desconstrução de mentiras

    O verme ainda não foi eleito.

    Grande abraço, força e saúde.

    1. Assino embaixo, caro Nuno.
      A armação orquestrada para não deixar o Lula concorrer , foi um golpe dentro do golpe.
      Está praticamente certo que será eleito um cidadão mau caráter, racista, homofóbico, destemperado, anti-democrata e defensor da força bruta como solução dos complexos problemas brasileiros. O pior de tudo , com apoio de mais de 60 milhões de almas. Boa parte delas, alienadas. Outra parte, significativa, que comunga das mesmas ideias que ele. Estas mesmas pessoas, no mês que vem, enviarão cartões de Natal aos amigos e familiares com os dizeres: “Que a paz e o amor de Cristo esteja com vc nesse Natal”, acompanhado lindamente de um versículo biblíco.
      Triste sociedade hipócrita.

  10. O Caso Lula Justificando – Entrevista Geoffrey Robertson
    https://youtu.be/rh2N6G3-6Lo

    https://www.worldbank.org/en/country/brazil/overview

    gráfico PIB:

    https://data.worldbank.org/share/widget?end=2017&indicators=NY.GDP.PCAP.CD&locations=BR&start=1960

    anto o artigo como o gráfico confirmam o que nós defendemos (com base no liberal world bank), o Brasil estava em ascenção meteórica até ao final de 2014 (especialmente entre 2003 e 2011), quando o golpe tem inicio. A redução da desigualdade foi muito forte até 2014 a riqueza da classe mais pobre subiu 7.1%, a da população em geral 4,4%.

    O coeficiente Gini (que mede a desigualdade descia igualmente em grande ritmo, como pode ser visto no world bank (abaixo).

    https://data.worldbank.org/indicator/SI.POV.GINI?locations=BR

    a proposito do verme e filhos:

    https://youtu.be/uRj1EtZLcHU

    https://youtu.be/WqHuyaN_O-s

  11. Bem, a mim espantou-me ver uma manifestação de cristãos a apoiar Haddad, que quer legalizar coisas com que um cristão não poderia concordar nunca: aborto, prostituição, drogas, identidade de género em vez da de sexo, e ainda a abolição da idade de consentimento sexual, o que abre as portas à pedofilia, como aconteceu na França. O Haddad também ameaçou punir os evangélicos que se pusessem do lado do Bolsonaro.

    A razão pela qual o PT foi expulso foi por se ter deixado corromper, ao que dizem. Mas sobre isso não estou informado.
    As ideias esquerdistas amorais de que Haddad partilha são exatamente aquelas que a elite globalista perfilha. Querem instaurá-las em detrimento de outras ideias morais porque as amorais permitem instaurar a agenda deles, coisa que as ideias morais impediriam.

    E todos os que estão do lado dessa agenda são heroicizados por ela. É essa a explicação de muitos ganharem prémios e outros não.

    Se me insultarem por este pequeno texto, é coisa que também não espanta, e é o que se vê pela Internet fora: os amorais sentem um ódio feroz para com quem não partilha das ideias deles e não se coíbem de e de demonstrar agressividade para com estes, de modo execrável. É-lhe mais difícil serem sensatos, por não partilharem de um código moral que, entre tantas outras coisas, lhes diz para se comedirem; acham que é só conversa da treta para fazer das pessoas fantoches. Como se apelar à sensatez e ao comedimento fosse controlar as pessoas além do necessário.

  12. Acrescento ainda isto: lembro-me de, há uns tempos atrás, o Max ter escrito um artigo que era sobre a liberdade como boa e a liberdade absoluta, de se fazer tudo quanto se quer, como má. Nessa ótica, digo que Bolsonaro está do lado da liberdade, e Haddad do lado da liberdade absoluta, que vê a primeira como castradora, e a segunda como a desejável.

    Para além disto, há um dado extra: com o PT, a criminalidade violenta aumentou, sendo que a taxa de homicídios subiu para 70000 por ano no Brasil. Quem quer isto?

    E um outro facto, também desconhecido por muitos e anteriormente mencionado nos comentários, que transcrevo para aqui: «George Soros financiou a campanha “ele não” contra ele. Isso significa que, no meio da controvérsia, alguma coisa de minimamente bom ele traz; para o maior manipulador dos bastidores da sociedade não o querer ver no poder…»

    Por tudo o que expus neste comentário e no anterior, pergunto: tendo tudo isto em consideração, quem quer ficar do lado de Haddad?

    1. Anonimo escreveu:
      “Haddad, que quer legalizar coisas com que um cristão não poderia concordar nunca: aborto, prostituição, drogas, identidade de género em vez da de sexo, e ainda a abolição da idade de consentimento sexual, o que abre as portas à pedofilia, como aconteceu na França. O Haddad também ameaçou punir os evangélicos que se pusessem do lado do Bolsonaro.”

      São noticias falsas, anônino !! Pesquise !!!
      Ele só vai se eleger assim , engando pessoas como vc.
      Não deixe que te façam de idiota.

            1. O 2 vídeos acima (peço desculpa pelo erro na repetição do primeiro por 2 vezes), incluem a informação a que me refiro. E o resto dos vídeos nesse canal também são recomendáveis.

              1. Vc acha que isso é prova ? Alguém simplesmente comentando ?
                Se vc é frequentador do blog, deveria ter aprendido com o Max. Verifique o que estão falando, antes de sair por aí repassando mensagens falsas. Pegue uma destas PLs e cheque direto na fonte. Por exemplo , sorteei uma: PL 9.208/2017: Não há nada lá que promova o ateísmo.
                Essa é a forma como o Bozo e seus comparsas promoveram a campanha, baseada em mentiras e se aproveitando da ingenuidade e ignorância do eleitorado.

                Aqui vai um video com as ideias do teu candidato. Sem intermediários, sem narradores, sem fakes. Palavras diretas dele:

                1. 1-) Não é o MEU candidato porque eu não sou brasileiro nem moro no Brasil.

                  2-) Os factos comentados por quem os apresentou não foram retirados diretamente da fonte?

                  3-) O que eu quis dizer com o que expus é que é uma contradição da parte de Haddad dirigir-se a eleitores crentes para conseguir o seu apoio e simultaneamente apresentar medidas como aquelas que foram expostas nos vídeos. Tal como também acho que é uma contradição de Bolsonaro ser cristão e preferir a tortura. Mas Haddad até recebeu uma Bíblia de presente de um representante de um público evangélico, com dedicatória e tudo, deitou-a no lixo e depois disse que foram os do lado do Bolsonaro que a roubaram.

                  4-) Repito o que escrevi abaixo: “Não é que Bolsonaro seja um presidente-modelo; não é que com ele as coisas não piorem; é que com Haddad, seria bem pior. Não há mau nem bom, há o mau e o pior.” Porque piorar vão sempre.

                  1. E agora, a respeito da violência, outra grande contradição de quem diz ser cristão (como vê, eu não defendo Bolsonaro):

                    1-) Não creio que esse desejo de “guerra civil” e de “fuzilar” todos os que ele não gosta vá literalmente acontecer. O combate à criminalidade deve ser feito? Claro, mas da maneira como ele disse, não deve passar de uma ameaça aos criminosos sobre o que lhes possa acontecer, caso continuem no abuso de que se tem ouvido falar nos últimos anos: 70000 homicídios por ano? É um escândalo. Agora, criar guerra civil e fuzilar realmente quem quiser?… Julgo que a lei brasileira não tem nenhum “buraco” aberto ou “porta” aberta que deixe sequer que tal coisa aconteça…ou será que tem?…

                    2-) Sobre estar contra a homossexualidade, eu por ser cristão também estou, mas daí a dar uma surra no filho em vez de explicar porque é que, para um cristão, isso é errado, também acho que se esteja a ir longe demais. Vê? Eu não concordo com muito do que ele defende.

                    3-) Sobre qualquer cidadão ter uma arma de fogo em casa: eu também não gosto disso, mas pode não passar de uma maneira de desencorajar um criminoso a assaltar a casa de alguém. O lado mau é que nem toda a gente no Brasil vai saber como lidar com essa condição de forma correta…vai pôr-se a “brincar” com as armas, estou mesmo a ver.

                    Já sobre o território indígena, não estou a par da situação, por isso não posso comentar.

                    Eu entendo que afirmações agressivas destas venham da boca de um ex-militar; e Bolsonaro não é um verdadeiro cristão, como Haddad também não é. Mas Haddad faz parte da “agenda” que George Soros patrocina, ao financiar a campanha “ele não”. Já Bolsonaro é uma terrível alternativa à mesma, mas deixe-me fazer uma comparação: na América, também Trump disse muita coisa má sobre muita gente, dizia que ia fazer muita coisa má também, e não fez muito do que disse, logo não houve ditadura nenhuma, porque a própria lei não o deixa fazer muito do que ele quer.

                    Claro que, no Brasil, tudo isto também pode ser uma tática de tornar a luta contra essa mesma “agenda”, contra a corrupção e contra a criminalidade numa coisa tão insuportável e além do necessário (pelo menos aparantemente), que as pessoas prefiram depois mil vezes a esquerda à direita.

                    Por tudo isto, é que volto a escrever: Não é que Bolsonaro seja um presidente-modelo; não é que com ele as coisas não piorem; é que com Haddad, seria bem pior. Não há mau nem bom, há o mau e o pior. Porque piorar vão sempre. O próprio indivíduo que postou os vídeos diz isso.

                    Mas qualquer dos dois lados que ganhasse, ia resultar em grandes atritos sociais. Ambos os lados defendem medidas exageradas, e demasiado atrituosas para com o lado oposto. Guerra civil e violência? Ia acabar por acontecer sempre. Um dos lados é demasiado libertário, o outro, pelo menos aparentemente demasiado repressor.

                    1. Esqueci-me de falar sobre o controlo de natalidade:

                      Se se deve fazer planeamento familiar? Claro que sim. Especialmente para evitar que haja situações em que os membros de uma família não vão a lado nenhum na vida, não consigam emprego nem dinheiro, e depois enveredem pela criminalidade para o conseguir.

                      A questão é: como exatamente será feito esse controlo? Há meios bons e meios maus…

  13. Não é que Bolsonaro seja um presidente-modelo; não é que com ele as coisas não piorem; é que com Haddad, seria bem pior.
    Não há mau nem bom, há o mau e o pior.

  14. ahahahah e acredita que o Lula orquestrou da prisão com Soros.
    Vocês são definitivamente doidos varridos ou muito ingénuos dados a teorias da conspiração perfidas e sem pernas para andar
    Mas como isso está a virar uma comédia a nivel global ja viraliza no Facebook a nova loucura de do hitler tropical e os seus Gobbels:
    https://www1.folha.uol.com.br/poder/2018/10/bolsonaro-pede-ao-tse-para-investigar-roger-waters-por-suposto-caixa-dois-em-shows-no-brasil.shtml
    Ó doidivanas o teu país virou chacota a nível mundial. Sim e o The wall é um manual para construir muros.

    1. Eu nem sequer falei no Lula…só falei no Soros.

      Quando as elites se posicionam contra uma opção num boletim de voto, seja para eleição ou para referendo…é porque essa opção incomoda muita gente dentro do sistema.

      Eu NÃO GOSTO do Bolsonaro. E se sou contra os insultos e abusos que são costume por parte de quem apoia a esquerda, também o sou contra aqueles que, desta vez, vêm da parte do próprio Bolsonaro, que é de direita. Mas Haddad é um flagrante membro da agenda que tem a vantagem de ser simpático. E nunca vi nenhum aldrabão antipático.

  15. Caro Max ou seria Marx? Fica evidente seu posicionamento a esquerda, como o do pt, mas esse a esquerda de vocês é contra a maioria dos brasileiros que entenderam que o Brasil não pode se tornar uma Venezuela. Que por é u.a organização criminosa que vilipendiou nossas riquezas. Que aparelhou o Estado. Faça o seguinte acabe o blog, talvez seja o mais sensato mesmo.

    1. Caro Olavo Filho , fica evidente que V. Ex.ª é uma besta, não gosta? Ninguém o convidou, comparar esquerda do Brasil com qualquer outra esquerda noutro contexto geopolítico e geoestratégico é como comparar merda com filhoses. Faça o seguinte lava bem a cabeça com um laxante poderoso, talvez essas ideias passem …

    2. “…o Brasil não pode se tornar uma Venezuela…” – Olavo Filho, Outubro 27, 2018 às 11:39

      Desculpe mas você não tem o juízo todo; quando se olha para o prato dos outros é mau sinal.

      1. Olavo Filho, isso terá a ver com o tal de Olavo de Carvalho, aquele que está na Virgínia a dizer boçalidades, como é seu apanágio?
        Enquanto o tal de PT esteve no governo alguma vez emparelhou o estado? Se sim foi muito fácil destruir esse tal de emparelhamento.
        Alguma vez deixou de ser uma economia de mercado?
        Venezuela (já basta um Maduro para fazer disparates e esses sim aparelharam o estado), mas a Venezuela não tem as maiores reservas de petróleo a nível global? Algo aí bate muito mal.
        É como a surrealidade do kit gay ou sera o carro kit que era gay?(seriado).
        Provavelmente esses vão ter o que merecem como o kit gay(mentiras sem fundamento).
        E quem está nos 45% é para espezinhar?
        Olavinho na vez de mandar bitaites e escrever disparates, faz um favor e desaparece, você nem é um democrata(respeitar a democracia e saber viver em democracia e pluralidade de opiniões ) vai lá para a tua fazenda dar ordens na senzala ó coronel.
        Vai te embora e não aparecas mais parece o mais sensanto. Esta gente é só pseudo censores, moralistas de trazer por casa e fanáticos.
        Respeita para ser respeitado.
        Maldita a hora que o Cabral…shhhh

  16. “A história da humanidade é pontilhada de cavalos de Troia que nações incautas e incultas tolamente acolhem. O Brasil mereceria um capítulo à parte nas pesquisas de Barbara Tuchman, que, infelizmente, já se foi. Estamos o tempo todo renovando o nosso estoque de idiotices.

    A cilada do impeachment, em 2016, de cujo bojo saíram os Michel Temer, as Dodges, os Geddeis e Jucás, os estancieiros latifundiários, os fundamentalistas de toga e as brigadas pentecostais do atraso, não chega sequer a merecer as honras de uma epopeia homérica.

    Com o impoluto Eduardo Cunha fazendo-se de protagonista. não passou de uma opereta de arrabalde, um folhetim de quinta, uma chanchada botocuda, ainda que de efeitos devastadores para quem está alijado do banquete do poder e para a minoria que, mesmo golpeada, consegue ser lúcida e consciente.

    Os casos clássicos de estupidez suicida dissecados por Barbara Tuchman, além do disparate troiano, foram: a rendição de Montezuma às mambembes ainda que cruéis tropas de Cortés em 1520; o comportamento autista do establishment do Vaticano em face da crise da Igreja e a reforma protestante; a perda das colônias americanas pelo doidivanas rei inglês George III; o ataque japonês a Pearl Harbour em 1942, compelindo os Estados Unidos a entrarem numa guerra da qual queriam distância; os repetidos erros na dantesca aventura americana no Vietnã nas décadas de 60 e 70. Assim, o Brasil parvo e palerma de 2016/18 está, de acordo com a historiadora, em ilustre companhia.

    Ms. Tuchman escreveu um punhado de livros que nem Olavo de Carvalho haveria de classificar como literatura marxista. Eles de certa forma se completam. Publicado em 1984, A Marcha da Insensatez expande-se e se ilumina ao lado de A Torre do Orgulho, que é anterior, de 1966.

    O foco é a Europa entre 1890 e 1914, a Europa pré Primeira Guerra, a Europa da assim chamada belle époque – que ecoa na imaginação histórica como a era dourada na qual uma elite trepidante desfrutou a vida num cenário de bailes, cabarés, cancan, champanhe, sobrecasaca, cartola e polainas, vestidos vaporosos de melindrosas e de uma irresponsabilidade ultrajante. As telas de Toulouse-Lautrec exprimem o momento.

    Uma época nem um pouco belle, afirma Ms. Tuchman. Germinavam, no substrato da dissipação insensata dos bien nés, de “uma meia dúzia de privilegiados da alta-roda”, os impasses tóxicos que iriam conduzir à carnificina do conflito mundial, desencadeada por insatisfações regionais que as monarquias abstraídas e as potências coloniais teimavam em ignorar.

    A guerra resultou em 10 milhões de mortos, 20 milhões de feridos, 3 milhões de viúvas, 6 milhões de órfãos, 10 milhões de refugiados. “Um fenômeno tão maligno como a Grande Guerra não podia surgir de uma época de ouro”, observa ela.

    A enganação patriótica falou mais alto do que o sentimento internacionalista e a solidariedade de classe, no qual acreditaram em vão os socialistas, e, assim, cabeças coroadas, políticos de gabinete, a nobiliarquia ociosa e comandantes militares convenceram a fina flor da juventude a ir doar sua vida em prol dos sanguessugas da nação. Desertores de consciência eram sumariamente fuzilados. A marcha da insensatez da Primeira Guerra cobrou sangue, dor e luto.

    Os blecautes coletivos da razão e do bom senso suscitam para a historiadora americana perguntas que valem mais do que respostas.

    Por que sucessivos ministérios de Jorge III, rei da Inglaterra, preferiram coagir em vez de conciliar as colônias da Amé­rica, apesar de advertidos inúmeras vezes de que os danos advindos de tal política seriam provavelmente maiores do que eventuais vantagens a serem assim obtidas?

    Por que Carlos XII da Suécia, depois Napoleão, depois Hitler invadiram a Rússia sem considerar os desastres sofridos pelos respectivos predecessores?

    Por que Montezuma, líder de um exército feroz e disposto à luta, numa cidade de 300 mil habitantes, sucumbiu passivamente a um bando de poucas cente­nas de invasores alienígenas, mesmo depois de os intrusos se terem reve­lado criaturas obviamente humanas, e não deuses?

    Por que os militares extremistas japoneses e os politiqueiros inflamados foram provocar os Estados Unidos em Pearl Harbour, chamando-o para uma briga que o Japão sabia não ter condições de vencer?

    Por que os americanos prolongaram a sua intervenção desastrosa no Vietnã quando os governantes cínicos e os comandantes militares estavam convencidos da derrota, mas ainda assim continuavam pagando pela farsa com o sangue da juventude do país?

    Por que os capitalistas in­sistem – perguntou-se a historiadora dos palermas – na tônica do “crescimento” quando tal coisa, provadamente, vem causando o esgotamento de três elementos básicos da vida no pla­neta: terra, água, ar puro?

    Cabe atualizar o questionário: por que haveria uma nação de eleger pelo voto um celerado cuja primeira providência será a de cassar o voto de quem quer que seja, a começar pelos seus próprios eleitores? A idiotice é de fato contagiosa.

    Dúvidas não cabem no quadro da irracionalidade galopante; certezas costumam ser o atalho para a catástrofe. 7 a 1 para os cretinos tão seguros de si. O paradoxo de Barbara Tuchman inclui, agora, os sorridentes bruzundangas das ruas tingidas do canarinho-CBF, hoje no desfrute festivo do triunfo de sua própria insensatez.”

    Olá pessoal: encontrei por aí, e gostei. Abraços

    1. Cara Maria, você coloca questões interessantes, algumas das quais muito pertinentes e interessantes, outras repletas de ingenuidade para aquilo a que você já nos habituou. Eu dizer aqui as verdadeiras razões da 1ª guerra mundial, as verdadeiras razões da 2ª guerra mundial ou porque é que os japoneses “fizeram” Pearl Harbour ocuparia imenso espaço, neste espaço limitado. Portanto recomendo-lhe o seguinte livro: “The Bad War – The Truth NEVER Taught About World War II” por M. S. King. Sendo você uma pessoa com uma cultura acima daquilo a que estou habituado a ver, estimo que vai apreciar esta leitura. Eu, durante a leitura do livro, constatei o quanto eu tenho sido ludibriado por interesses que agora já não são tão obscuros. E mostra-me o quão de verdade tem a velha máxima: “A história é escrita pelos vencedores”. Cumprimentos e um bem-haja.

  17. Max, você faz referência ao miserável sr.º Junker, e veio nem a propósito pois é uma personagem bastante curiosa tendo em conta o seu percurso.

    Para além de ser um militante de extrema-direita, foi líder no seu país da organização GLADIO, que se dedicava a perseguir os cidadãos que defendiam os ideais democráticos.

    1. UUUUUIIIIIII!!!!!!!……..que quando se fala em política, em futebol e em religião, é sempre a mesma história em qualquer sítio…

  18. Max é a primeira vez que comento, porque tenho consciência socrática: “Sei que nada sei”
    Encontrei o Blog por acaso há algum tempo e leio-o religiosamente. É a água no deserto!
    No meio desta desinformação anestesiante, um oásis!
    Todos temos os nossos períodos de crise e somos submergidos por crises existenciais, mas concretamente em relação ao Blog, não tenhas dúvidas! Ele É IMPORTANTE!
    Fiz questão de escrever isto, porque sei que é IMPORTANTE! Eu a leitora socrática descobri que sei isto!
    Portanto, a minha expectativa é continuar a ler….

    1. LOLOLOLOL… gostei muito do blog como “água no deserto”, nunca tinha lido tal coisa. Mas é uma imagem deveras boa, pelo que agradeço imenso. E continuo a escrever, prometido 🙂

      Abraçoooooooo e bem-vinda entre os comentadores!

  19. Bah, que felicidade que você esta de volta! Aproveitei do seu conhecimento só dois meses antes das suas férias, me senti achando ouro na internet para me desiludir logo em seguida. Acredite no poder e no alcance de suas palavras, melhorar o mundo pode ser impossível, mas é melhor morrer iludido do que aceitar a derrota. Recomendo seu blog para todos que posso! por favor avise se for nos abandonar de novo (achei que realmente tinha morrido – podemos não estar no seu velório, mas podemos prestar homenagens)

  20. Max, nem tanto ao mar. Haddad colou em Lula para absorver, em 30 dias, seus votos. Mas descolou e foi muito bem em suas entrevistas. Teve 45% dos votos, o zapzap ilegal o prejudicou. Quanto ao Blog, esqueça! E escreva!

  21. Grande Max,

    Eu comecei a ler o blog no primeiro ano graças ao Krowler que postou um comentário numa “notícia” do jornal económico sugerindo o blog para informação que fizesse sentido. Ao vir aqui fiquei espantado em encontrar uma análise tão corajosa quanto lúcida do sistema em que vivemos. Nestes anos o blog tem sido uma verdadeira companhia que me permitiu dissipar o espectro de eu ter um grave problema com este sistema hierárquico baseado em premissas não substanciadas. Tenho agora a certeza de que não sou o único!

    Mas claro eventualmente o quadro fica completo e depois se continuamos a pintar já não vamos modificar nada, assim entendo o terminar por estar tudo dito. Mas ainda assim faltaria o epílogo; porque não publicar um livro com os artigos seminais do blog eventualmente adaptados, com grandes temas como economia e história? Uma outra hipótese seria ignorar algumas noticias menos importantes e enriquecer o blog com mais artigos de história, aí muito falta por dizer, a “história incorrecta” é praticamente desconhecida e, ao contrário das notícias de todos os dias, não basta pensar para perceber, é preciso muito estudo!

    Mas depois terminar o blog para fazer o quê? Devo dizer que estava quase convencido que o grande Max tinha entrada na política italiana e estaria agora a trabalhar no orçamento. Lembro-me de um excelente programa político proposto no blog, que parecia vindo do mundo dos sonhos. Se assim não for haverá melhor coisa do que manter esta actividade política que é blog?

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: