Os melhores motores de pesquisa contra a censura

Google é o motor de pesquisa por excelência no universo internet: ao nível global, quase 80% das pesquisas são efectuadas com este instrumento. Ao excluir os concorrentes do Leste (Yandex, Baidu, etc.), a percentagem sobe para atingir valores de monopólio absoluto, sempre acima de 90%. Nos Países de língua anglo-saxónica até foi criado o verbo to google para indicar o acto de procurar um termo na internet.

Existem motores de pesquisa alternativos? Sim, existem, e a a ideia original deste artigo era submeter um determinado número de motores a uma série de testes, introduzindo termos “sensíveis” para depois analisar os resultados. Mas teria sido uma perda de tempo, pois a maior parte dos search engine utilizam apenas uma mão cheia de motores de pesquisas: Google, Bing, Yahoo.

Um exemplo para esclarecer: Ecosia, um motor de pesquisa “alternativo”, utiliza para as suas pesquisa o database (podemos chama-lo assim) de Bing. Pelo que, os resultados de Ecosia são os resultados de Bing, só com uma “cara” diferente.

Por causa disso, o número de motores realmente alternativos caí de forma drástica. Os que sobram são poucos. Eis a lista em ordem alfabética:

Bing
Duck Duck Go
Gibiru
Gigablast
iStella 
IxQuick/StartPage
MetaGer 
Search Encrypt
Swisscows
Unbubble
Yacy
Yandex

Bing

Bing
é o motor de pesquisa da Microsoft: e, por incrível que pareça, é menos
“censurado” de Google. A razão? Simples: ninguém utiliza Bing. E, de
facto, não faria muito sentido utiliza-lo: é um motor “institucional” e
no entanto não oferece os mesmos resultados de Google por amplitude e profundidade. Por isso: melhor
ignorar. Exemplo rápido com o termo “casa”: Bing 19 milhões de resultados, Google 742 milhões.

Duck Duck Go

Duck Duck Go é “o” motor de pesquisa alternativo: em primeiro lugar não grava nenhuma informação acerca do usuário; depois, utiliza um sistema de pesquisa baseado no crowdsourcing (tal como acontece com Wikipedia), no mashup (utilizando várias fontes ao mesmo tempo: Yahoo, Wikipedia, Bing e Yandex entre outros) e num rastreador de propriedade (DuckDuckBot).

DuckDuckGo é perfeito? Não. Em primeiro lugar tem um nome idiota (literalmente: “Pato Pato Vai”). Depois incluir Wikipedia e Bing entre as fontes não é o máximo de certeza. E tem que melhorar  quanto as importações das preferências e na imediatez do conceito. Mas DuckDuckGo, além de não recolher os dados dos utilizadores, não censura. A utilização é simples (intuitiva, tal como com Google), a velocidade é assinalável, os resultados óptimos e é oferecido um bom número de opções. Portanto, pode ser tranquilamente utilizado como motor de pesquisa principal. Decididamente aconselhado.

Gibiru

Gibiru
é totalmente desconhecido. Apesar disso, oferece pesquisa encriptadas
(maior segurança), não recolhe os dados do usuário, é simples e tem um
funcionamento intuitivo.

F unciona? Mais ou menos. Apesar da velocidade
poder ser considerada normal, a gráfica é primitiva, as opções
inexistentes e o leque dos resultados não está particularmente amplo: ao
procurar o termo “socialist”, Gibiru devolve pouco mais de 9 milhões e
meio de resultados, enquanto Google oferece quase 89 milhões… No entanto, com um termo simples como “casa” devolveu 367 milhões de resultados em 0.20 segundos, muito acima de Bing. Ponto negativo: está disponível só em inglês.

Gigablast

Projecto open source, é sem dúvida o pior motor de pesquisa aqui analisado. Nada intuitivo, com uma interface que parece ter uns 20 anos, até oferece várias opções: mas numa altura em que dominam a simplicidade e a rapidez, Gigablast fica muito atrás. E está disponível apenas em língua inglesa. Pena, porque tem o seu próprio database. Esperemos que no futuro possa melhorar.  

iStella

Trata-se
dum motor de pesquisa italiano com uma particularidade: nasce com a
intenção de fornecer ao usuário um novo meio de pesquisa, apresentando o
que não é indexado pelos outros mecanismos de pesquisa. Para isso,
iStella beneficia da associação com inúmeros arquivos públicos e
privados. iStella é obra da Tiscali, uma empresa privada de
telecomunicações, entre cujos acionistas destaca-se a Otkritie Holding,
uma empresa russa.

Funciona? Não sei. Tudo bem do ponto de vista
gráfico, mas as opções são quase ausentes e o número de resultado é
limitado. Isso por si não é significativo, pois iStella não quer pôr-se
em competição com os grandes motores de pesquisa, a intenção é oferecer
resultados “diferentes”: e, de facto, entre os resultados de “Informação
Incorrecta” encontrei links que não são disponibilizadas com Google;
além disso, é evidente que os resultado oferecidos são diferentes
daqueles de Google ou Bing. Mas para dizer uma palavra definitiva acho
ser preciso utilizar este motor ao longo de mais tempo: coisa que vou
fazer.

Também neste caso, nada de idioma português.

Ixquick/StartPage

IxQuick
e Startpage pertencem à mesma empresa sediada na Holanda, no entanto
apresentam algumas diferenças.

Startpage oferece os mesmos resultados de
Google, só que afirma não recolher os dados do usuário. Ixquick é um
metamotor, isso é, oferece os resultados de outros motores de pesquisas,
nomeadamente de All the Web, Exalead, Open Directory, AltaVista,
Gigablast, Virgilio, Ask/Teoma, Google, Wikipedia, EntireWeb, MSN e
Yahoo!

Entre os dois, sem dúvida o melhor é Ixquick, apesar deste ser o primeiro e único motor de pesquisa aprovado pela União Europeia (o que não é um grande mérito…). Por isso Ixquick já não pode ser alcançado (pelo menos a partir de Portugal), sendo que o usuário é redirecionado para StartPage…

MetaGer

MetaGer é um metamotor (utiliza os resultados de vários outros motores) focado no respecto da privacidade (não recolhe dados pessoais). Baseado na Alemanha, nasce da cooperação entre a Associação para o Livre Acesso ao Conhecimento e a Universidade de Hannover: o sistema está baseado em 24 pequenos rastreadores sob o controlo de MetaGer. As opções de pesquisas são muitas, até é possível incluir ou excluir os resultados de determinados motores de pesquisa. E é open source.

Aconselhado? Sim, sem dúvida, apesar de ter um problema: está disponível só em alemão, inglês e espanhol.

Search Encrypt

Search Encrypt é uma empresa sediada em Chipre que faz da proteção da privacidade a sua razão de ser. Mais do que um motor de pesquisa, Search Encrypt parece filtrar os pedidos de dados pessoais de outros motores, como Google, Bing ou Yahoo. Ao procurar “socialist”, entre os (poucos) resultados não aparecia WSWS.

Swisscows

Swisscows é um motor de pesquisa inteiramente suíço que impressiona bastante. Da apresentação da empresa:

Os seus temas, os endereços IP e os seus dados pessoais não são armazenados ou reutilizados para outras atividades comerciais. Os servidores estão todos na Suíça, os dados não acabam nas mãos de agências dos EUA ou de outros curiosos. […] Google
armazena as suas pesquisas e mostra a publicidade relacionada. É assim
que você compra em sites escolhidos por Google e come em restaurantes
que Google escolheu para você. Google afeta a sua vida e toma decisões
por você. Você é uma marioneta de aparência humana. O seu comportamento é
monitorizado, memorizado e finalmente analisado. É assim que você
recebe listas de links ou resultados de pesquisa que são manipulados e
conformados”.

Promete bem. Mas como funciona?

Graficamente
é sem dúvida o melhor, até bate Google neste aspecto. A velocidade é
óptima, as opções numerosas mas… mas o partner é Bing e no site não
fica esclarecido até a que ponto o motor de pesquisa da Microsoft influi
nos resultados: apesar dos servers da empresa estarem todos localizados
na Suíça, não é claro se Swisscows utiliza um seu motor de pesquisa
também ou se os resultados são unicamente aqueles de Bing. Após efectuar
algumas pesquisas (utilizando como termo as páginas de Informação
Incorrecta “escondidas” por Google), parece que os resultados sejam
exactamente os mesmos (até são apresentados na mesma ordem), o que faz
duvidar e não pouco…

Unbubble

Unbubble é um metamotor interessante. Não recolhe dados do usuário, usa conexões SSL, não apresenta widget ou publicidade de terceiros, sobrevive só com doações e, coisa não indiferente, admite que oferecer neutralidade nas pesquisas não é simples apesar de todos os cuidados. Atrás de Unbubble fica Sasse, uma empresa de software especializada em segurança.

Os problemas de Unbubble? O número de resultados está longe de ser espantoso, assim como a “profundidade” dos mesmos; oferece vários idiomas mas não o português. E para acabar: Informação Incorrecta nem existe entre os resultados da pesquisa feita utilizando o termo “Informação Incorrecta”.   

Yacy

Yacy é um motor de pesquisa muito particular: não é disponível como página intenet mas tem que ser instalado no computador. Isso porque Yaci funciona com uma rede peer to peer, exactamente como acontece com o navegador Tor. Não é único search engine deste tipo (há também o Searx, por exemplo), mas não é de utilização imediata: é preciso antes descarregar o programa, instala-lo, abrir o endereço localhost 89/90… neste artigo estamos à procura de algo mais simples e imediato.

Yandex

É um motor de pesquisa russo, sem dúvida o melhor entre as opções daquele País. Muitas as opções, não falta nada; rápido, muitos os resultados. Oferece espaço cloud para armazenamento, serviço de posta electrónica, mapas, tradutor… tudo. Muitos os resultados de “Informção Incorrecta”.

Problema? Sim, um: é russo. Isso é: se Google censura resultados no Ocidente, é verosímil que o mesmo aconteça no Leste com Yandex, tal como Baidu faz na China. No entanto, Yandex é um super-motor que utiliza a inteligência artificial nas suas pesquisas. É uma valiosíssima alternativa a Google, ao qual provavelmente é superior. Pode ser utilizado para obter um ponto de vista diferente do ocidental, sem esquecer a sua origem.

Conclusões

O panorama não é animador. Na internet podem ser encontrados muitos motores de pesquisa que nascem e morrem passado pouco tempo enquanto o monopólio de Google é quase total e as alternativas realmente independentes são poucas: excluindo os motores especializados ou aqueles que preveem uma instalação para serem utilizados a partir do desktop, a maior parte dos motores de pesquisa online utilizam os databases de Google, Bing ou Yahoo.

Duck Duck Go permanece como a melhor alternativa: é realmente válido e sem dúvida aconselhado. A seguir: Yandex, tendo em conta que recolhe dados pessoais, e MetaGer que, como o motor de pesquisa russo, não disponibiliza versões em português. A espreitar: iStella e Gibiru, apesar de serem motores de nicho.

Ipse dixit.

One Reply to “Os melhores motores de pesquisa contra a censura”

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: