Informaçaõ Incorrecta muda: Blogger é morto, viva WordPress!

Espreitei Google Console, uma ferramenta ao dispor dos donos de blogues. E encontrei o que já tinha imaginado considerados os desempenhos do blog nos últimos meses: desde Fevereiro deste ano, a visibilidade de Informação Incorrecta no principal motor de pesquisa caiu à pique.

Google passou de 3.684 url’s indexados (isso é, exibidos pelo motor de pesquisa) para 134. Significa que 3.550 url’s (na prática, cada url é um artigo publicado) foram atirados para o lixo, não sendo visíveis pelo motor de pesquisa mais utilizado no mundo. Nem um aviso, nada.

Perdi uma hora abundante para tentar perceber qual o/s problema/s, utilizando os instrumentos disponibilizados por Google. Encontrei este relatório:

Não detectámos quaisquer problemas de conteúdos no seu site. Ao
efectuarmos o rastreamento do seu site, verificamos a existência de
potenciais problemas nos conteúdos das páginas, incluindo a duplicação,
ausência ou existência de tags de títulos ou descrições dos metadados.
Esses problemas não impedem que o site seja apresentado nos resultados
de pesquisa do Google, mas deve procurar resolvê-los a fim de fornecer
mais informações ao Google e mesmo ajudar a direccionar tráfego para o
seu site. Por exemplo, o texto do título e da descrição dos metadados
pode ser apresentado em resultados de pesquisa e um texto descritivo e
útil é mais apelativo para os utilizadores.

Ou seja: faltam tags e metadados (descrições não visíveis aos Leitores), coisa que já sabia (sempre descuidei deste aspecto, não é uma novidade). O que chateia é a primeira frase: não foram detetados problemas de conteúdo e mesmo assim Google “cortou” 3.550 páginas. Só culpa dos tags e metadados? Impossível: estes são elementos que podem ajudar a melhor posicionar um site aos olhos dum motor de pesquisa, mas não “apagam” milhares de páginas.
Testei o robot.txt (um instrumento que permite uma melhor comunicação entre blog e motor de pesquisa), e o resultado é que tudo está em ordem. Já agora, eis o resultado do teste.
Eliminei um comentário suspeito (pois, os comentários podem ser utilizados para criar problemas: não com as palavras mas com os códigos), pedi para Google indexar tudo outra vez, agora. Há um único erro soft 404 (que poderia resolver mas já não tenho paciência) e os parâmetros de URL não têm problemas:

De momento, o Googlebot não tem problemas com a cobertura do seu Web
site, por isso não precisa de configurar os parâmetros do URL. (A
configuração incorreta de parâmetros pode levar a que páginas do seu Web
site sejam retiradas do nosso índice, por isso recomendamos que use
esta ferramenta apenas se for necessário.)

Também do ponto de vista do HTML nenhum problema. Resumindo: blog com discreta saúde, no qual não mudei uma virgula nos últimos tempos no nível estrutural (o que não é a mesma coisa que dizer “mudar de aspecto”: mas isso, a não ser que haja erros macroscópicos, não influi nos arquivo já publicados do ponto de vista estrutural), apenas assunto que poderiam ser resolvido sem muitas dificuldades.

Mas neste altura da temporada estou farto: não entendo como um motor de pesquisa e uma plataforma que hospeda blogues possam atirar para o lixo (tornando-o invisível) mais de 96% do material publicado sem nem um pio. Porque foi isso que se passou: nem um aviso.

Pelo que, mudança: Informação Incorrecta vai mudar-se para WordPress.
A ideia não é nova, pois WordPress é um host de categoria superior que oferece instrumentos também superiores. E é um projecto open source, mais em linha com as minhas ideias (e, suponho, com aquelas da maioria dos Leitores).

Vantagens? Como afirmado: WordPress oferece muito mais, tanto do ponto de vista do autor quanto daquele do Leitor, pois há mais instrumentos para participar na vida do blog.

Desvantagens? Bastantes. Todo o processo de mudança implica a revisão de muito o que hoje é Informação Incorrecta na internet: pensamos só nas ligações com os outros blogs (os links), nos feeds, etc… Coisas que deverão ser mudadas.
Depois há os problemas de quem (eu) viveu ao longo de anos num determinado ambiente de trabalho (Blogger) e de repente tem que aprender a utilizar outro (WordPress). Para acabar, os problemas com o motor de pesquisa Google permanecem, a mudança provavelmente não vai resolve-los.

Todavia, as vantagens são a parte preponderante: uma plataforma mais completa e a possibilidade de abandonar Google para abraçar um projecto open source.

Vou começar a reunir informações para reduzir ao máximo os erros na transição, depois vou mudar o blog. Obviamente, os Leitores ficarão avisado antecipadamente e estarão actualizados acerca de todas as mudanças do caso.

Obrigado pela atenção.

Ipse dixit.

8 Replies to “Informaçaõ Incorrecta muda: Blogger é morto, viva WordPress!”

    1. Sim, verdade. Alternet dedicou um artigo ao assunto no passado mês de Setembro e o gráfico publicado é idêntico ao que pode ser encontrado aqui: mudam os tempos (Alternet foi em Setembro, Informação Incorrecta em Fevereiro), mas o resultado é o mesmo.

      Pouca mal, como escrevi: "…os problemas com o motor de pesquisa Google permanecem, a mudança provavelmente não vai resolve-los.", pois não espero melhorias. Mas vou mudar na mesma, aproveito para "refrescar" o blog, adopto um domínio personalizado, desfruto os muitos plugins disponibilizados por WordPress. De vez em quando, mudar ar faz bem 🙂

      Abraçoooooo!!!

    1. Ok Azulnauta, vou mudar as regras do feed (se percebo onde raio está o feed…. acho estar ligado ao Feedburner, vou ver). Obrigado pro ter avisado! 🙂

    2. Pois, fui ver e já não é o Feedburner. O problema é que com o novo sistema não dá para publicar todo o artigo: ou sou eu que não entendo, bem pode ser. Se até amanhã não resolver o assunto, mudo de serviço feed para que seja publicado um feed completo por cada artigo. Obrigado pela paciência!

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: