Os 10 Países mais pobres do mundo

O tempo de leitura estimado deste artigo é de 3 minutos

Quais são os Países mais pobres do mundo?

De acordo com os últimos dados disponíveis, publicados pelo site da CIA, das primeiras dez posições bem nove são ocupadas por Países africanos.

Em particular, por aqueles Países que podem ser encontrados na África subsaariana. Uma área enorme, de 24 milhões de quilómetros quadrado: 2.5 vezes a Europa, superior ao tamanho da América do Sul. Aí mora cerca de um bilhão de pessoas e 42.7% deles sobrevivem com menos de 2 Dólares por dia.

Eis a lista, começando pelo rendimento médio per capita (é o rendimento anual de um indivíduo) mais baixo.

1. Somália: 400 Dólares (325 Euros, 1.312 Reais)
A Somália é o País mais pobre do mundo, considerado um Estado falido, uma terra “perdida”. Os “senhores da guerra” levaram ao colapso as estruturas políticas e administrativas da Somália. Dos nove milhões de habitantes, estima-se que hoje quase um terço (2.6 milhões) necessite urgentemente de assistência humanitária.

2. República Centro-Africana: 700 Dólares (570 €, 2.297 R$)
Se existe um “Estado frágil” que precisa de ajuda e de investimento, esta é a República Centro-Africana, afligida há anos por corrupção, governos fracos, pobreza extrema e violência. Um País conhecido pelas suas riquezas minerais, mas entre os mais pobres do planeta.

3. República Democrática do Congo: 800 Dólares (716 €, 2.625 R$)
O Congo está à beira do caos. Os infinitos conflitos continuam a impedir o desenvolvimento económico e a estabilidade política num País rico em matérias-primas (diamantes, ouro, estanho, gás, petróleo, urânio…), florestas (madeira preciosa) e recursos hídricos.

3. Burúndi: 800 Dólares (716 €, 2.625 R$)
O Burúndi está actualmente no meio duma crise política e lutas, com baixos níveis de desenvolvimento, pobreza generalizada e taxas de corrupção muito altas. A comida é escassa, os preços são altos e as pessoas tentam sobreviver no meio do caos. 65% da população vive abaixo do limiar da pobreza e mais de 4 milhões sofrem de insegurança alimentar.

5. Libéria: 900 Dólares (806 €, 2.953 R$)
A Libéria ainda sofre as consequências duma guerra civil que matou 200 mil pessoas. Agora está devastada pela pobreza e pela corrupção. Apesar da melhoria geral, tangível após o fim dos combates, a maioria da população (cerca de 54%) ainda vive na pobreza.

6. Tokelau: 1.000 Dólares (895 €, 3.281 R$)
É um território semi-desconhecido com cerca de 10 quilómetros quadrados no meio do Oceano Pacífico, composto por três atóis, com um PIB inferior a 2 milhões de Dólares. É um dos Estados menos populosos do mundo e consegue também ser um dos mais miseráveis. Tecnicamente é uma monarquia constitucional, um domínio autónomo administrado pela Nova Zelândia: mas está à beira de ter a sua primeira Constituição.

7. Níger: 1.100 Dólares (985 €, 3.610 R$)
O Níger é o maior País de trânsito de emigrantes. Uma imensa terra de ninguém nas mãos de jihadistas e traficantes de drogas. Cerca de 60% da população vive abaixo da linha de pobreza.

7. Malawi: 1.100 Dólares (985 €, 3.610 R$)
A alta taxa de analfabetismo, a pobreza endémica, a incerteza do futuro e a corrupção política condenam o Malawi a uma situação desesperada.

9. Moçambique: 1.200 Dólares (1.074 €, 3.928 R$)
Moçambique está entre os Países mais pobres do mundo, apesar do vasto território ser potencialmente muito rico em recursos e oportunidades económicas: grandes reservas de carvão, mas sobretudo gás natural e provavelmente petróleo, bem como ouro e diamantes. O governo denunciou recentemente a presença de um milhão e 400 mil crianças trabalhadoras por causa da pobreza.

10. Guiné: 1.300 Dólares (1.164 €, 4.266 R$)
O surto Ebola foi o golpe da misericórdia num País que já antes apresentava enormes dificuldades. São 9.056 (8.7% da população) os homens e as mulheres que já fugiram da Guiné, País onde a epidemia há três anos provocou 2.346 óbitos.

Feitas as contas: na Somália sobrevive-se com 1.09 Dólares por dia (0.88 Euros ou 3.58 Reais). No menos pobres dos Países listados, a Guiné, sobrevive-se com 3.56 Dólares por dia (2.88 Euros ou 11.68 Reais).

Ipse dixit.

26 Replies to “Os 10 Países mais pobres do mundo”

  1. Em que conclusão chegamos ? A colonização africana foi ainda mais desastrosa do que a sul-americana ? A escravidão da população negra foi o fator diferencial, já que os nossos índios, não eram bons escravos ? Ou devemos analisar a incrível coincidência dos países mais pobres com o mapa do QI mundial do Max ?

  2. Os nativos americanos e africanos tiveram os mesmo tempo, se não mais, para colonizar os Europeus! Não o fizeram porque eram intelectualmente atrasados…

    Por isso é que os judeus, sendo o grupo com o QI mais elevado, dominam o mundo…

    O resto é treta…

    1. Nem toda a gente em todo o mundo tem a tara de andar a dizimar e explorar o proximo.
      Isso prova é nada.
      As civilizações principais nasceram desde Oriente, Pérsia Crescente Fértil (Sumeria/ actual Iraque e Siria ), norte de África(Cartago Egito até ao Sudão) e no Mediterrâneo(Grécia, Império Romano, Fenicios)
      Logo esse mapa é mais uma criação baseada em estudos altamente duvidosos.
      Aliás o maior império da historia o Mongol que só não tomaram a Europa toda porque faleceu 1 pessoa.

      Os judeus com o seu QI elevado? uns sim outros não, como em todo o lado nessa altura deambulavam pela europa e foram expulsos de quase toda a europa.
      O maior poder foi dado pelos UK(criação de Israel) e principalmente EUA(o 51° estado não declarado, até os de Porto Rico que fazem parte de facto, quem lhes dera receber uma décima parte que Israel recebe de ajuda de todos os tipos, aliás só uma pequeníssima parte.
      Isso não é QI elevado tem outro nome.

      nuno

    1. Isso depende do ponto de vista de cada um. Eu não gosto de me misturar com pessoas que se acham melhores que as outras, devido a sua ilustre linhagem(sic) até porque vendo bem consanguinidade dá problemas e taras, e até explica muita coisa.

      nuno

    2. Quando não existem argumentos parte-se para o insulto, geralmente o troll dado não aportar factos, evidências, algo para consubstanvializar os pensamentos "profundos"… ou tentar através de diálogo construtivo suportar os seus pontos de vista de uma forma inteligente ou inteligível faz o oposto, parte para o insulto (um pouco básico não?).
      Resultado é impossível estabelecer um diálogo suportado em factos ou exemplos, logo o caminho mais fácil é escrever pérolas profundas e que aportam muito pouco para o blog. Cara não te conheço e nem vou entrar no seu raciocínio ou falta dele, não é chamar "nomes" a quem não conhece que vai fazer você ser superior, isso é fraqueza e até submissão(nem vou perder tempo a explicar). E não vem com religião organizada e amigos imaginários.
      Vou te fazer uma pergunta simples, imagina que sou parte judeu e não gosto da hipocrisia praticada por muitos dessa parte herdada?
      Pois, e por acaso até é verdade.
      Falta de argumentos, ou é preto e/ou branco, seja feliz na rotulagem básica e seja servil com esses iluminados, já agora engraxar lhes o calçado.
      Fim de transmissão.

      nuno

    3. Antes de despejar verborreia repare que os " factos, evidências, algo para consubstanvializar os pensamentos "profundos" já estão descritos no artigo do blogueiro.

    4. Quem despeja veborreia, insultos, diz disparates do maior calibre e ainda por cima é falso e mentiroso es tu.
      Sim, sei quem tu es.

      Alerta ao Max:.
      Nao penses que este palhaço que por aqui anda a tempo demais vai desistir.
      A vida dele resume-se a problemas do foro psicologico e talvez mesmo psiquiatrico e como escape pula durante o dia em varios blogs para fazer aquilo a que temos assistido. Ja assisti a varios episodios dessa criatura ao longo de 4 anos e nem com a "porrada " que tem levado (e tem sido muita) aprende alguma coisa.

    5. Pá tou com um telemóvel/cel. Android e por vezes embora saiba perfeitamente o que é a palavra, isto faz uma auto-correcção, errada. Aliás voltou a fazer, outra coisa simples, a grafia do português europeu antes do acordo ortográfico.
      Mas é preciso explicar tudo?
      Sentes-te bem a chatear o próximo, mas não consegues 8)
      Mais escreves, mais te enterras e cumprimentos para a Trolândia :))

      n

  3. Atraso para os afetados pela propaganda (ou beneficiários do sistema) significa em se limitar habitar seus territórios de origem e não ambicionar dominar/escravizar o próximo… Por isso sempre digo, o maior problema civilizatório é conceitual…

  4. Judeus estão na raiz da violência no mundo. David era um guerreiro mercenário que moldou o espírito hebraico, que serviria, por sua vez, como referência/base do judeu internacionalista…

  5. A raíz dos problemas na África foi a colonização e posterormente a divisão. Nunca se respeitou os territórios das tribos autóctones. Criaram se Estados sem nunca levar em conta as populações. Povos ficaram divididos por fronteiras que não respeitavam os locais que habitavam. Exemplos estão na lista acima, por. ex: Ruanda/Burundi os Tutsis e Hutus.
    A Somália é só um dos caixotes de lixo onde tudo despejam:

    http://www.vermelho.org.br/noticia/171484-1

    Níger/urânio e paramilitares franceses e americanos
    Libéria/Guiné/Serra Leoa diamantes de sangue
    https://es.m.wikipedia.org/wiki/Diamantes_de_sangre

    Tokelau tk.
    https://www.helionet.org/index/topic/10478-list-of-free-domain-providers/page-3

    e a lista continua.

    1. Em parte.
      Mesmo antes da colonizacao andavam a cacetada e a matarem-se uns aos outros.
      Por isso a colonização nao e (para mim) a raiz dos problemas deles.

    2. Concordo.

      O problema é de alguns europeus, que criaram o mito do bom selvagem.

      Essas tribos eram as mesmas que arrancavam o coração de pessoas vivas para prestar culto aos seus deuses. A circuncisão feminina também ainda vigora entre os africanos autóctones…

    3. A conclusão mais óbvia a que chego, é que como os europeus ( e asiáticos) eram intelectualmente superiores, essa superioridade manifestava-se em aprimoramento cientifico e tecnológico, o que levou à criação de tecnologia naval e outras que permitiram a realização dos descobrimentos.

  6. Culturas totalmente diferentes, aquelas das Américas e da África, da cultura européia na época das invasões das Américas e da África. Os denominados pelos europeus denominados como selvagens e primitivos mantinham concepções sobre a terra e as coisas da terra, de posse, mas não de propriedade. E com a terra mantinham relações de reciprocidade, enquanto com os seus de solidariedade. Religiosidade pagã, crente em entes da natureza e na força dos seus ancestrais. Esses povos simplesmente não entenderam o europeu antropocêntrico em todas as suas manifestações do pensamento e sentimentos, autoritário, soberbo e conquistador. Depois que perceberam, se revoltaram e lutaram tanto que encheriam livros de história se a história oficial não fosse escrita pelos dominadores, aos olhos de quem americanos e povos africanos primitivos sempre foram e são coisa, gentios, sem alma (declarado em bom tom pela igreja católica), objetos de uso e abuso ao longo dos séculos. Todas as tecnologias físicas ocidentais vem sendo utilizadas para extração das suas riquezas naturais. Todas as tecnologias políticas vem sendo utilizadas para separá-los, inventar e fomentar divergências raciais, étnicas e políticas, fomentar a corrupção e a guerra. Seus corpos vem sendo material de teste para as indústrias farmacêuticas, farmacológicas,e de "defesa" e depois descartados como massa de manobra nos contingentes de guerra que os ocidentais inventam para manter suas economias e suas finanças. Suas almas vem sendo trabalhadas pela propaganda humanitária do Ocidente que em troca de migalhas faz seus governos endividarem-se de forma a perderem totalmente a soberania nacional. No meio dessa desgraça toda surgem líderes como um Rafael Corrêa que faz a auditoria da dívida externa e a reformula, mostrando ao seu povo equatoriano que a dívida externa nada mais é que um roubo. Um Hugo Chaves que prepara seu país para negociar as maiores reservas de petróleo do planeta em outra moeda com os chineses. Surge militares da força naval e nuclear brasileira e pesquisadores da Petrobrás que, com o apoio da governança brasileira de Lula da Silva descortinam a imensa riqueza do pré-sal, riqueza esta tornada estatal no Brasil, na época. Não posso deixar de mencionar que na África surge um Coronel Kadafi, capaz de unificar o continente africano com a moeda dinar com lastro em ouro e um banco africano, além de praticamente estar terminada uma das maiores obras de engenharia do mundo, o duto que levaria subterraneamente água potável da Líbia até os confins da África subsariana.Que acontece com esses países e esses líderes?! Todo esse discurso, para alguns inútil talvez, é para lhes dizer que não existe povos mais pobres do mundo. Existe sim povos cujos territórios espoliados ad infinitum primeiro pelos invasores , depois pelo colonialismo e finalmente pela rapina das corporações. Existe povos agredidos em seu cultos, tradições e culturas bem mais antigas que a dos "civilizados". Existe povos, espécies animais e vegetais exterminados, ou gentes em migração forçada. Não existe povos ou Estados pobres,mas de riquíssimos que eram, tornados empobrecidos e verdadeiras latas de lixo da sucata planetária.,Existe a mentalidade pobre, muito podre dos dominadores brancos, ocidentais, judeus e cristãos.

  7. Realmente Max, você tem razão, é de ficar pasmado com alguns comentários que começaram a surgir recentemente no blogue Informação Incorrecta.

    1. Olá JF!

      Ainda não estou convencido de que este blog seja alvo duma campanha de trolls. Informação Incorrecta é um blog "de nicho": é verdade que alguns dos artigos que por aqui aparecem são retomados e, por vezes, alcançam um número de Leitores bem superior ao que seria possível imaginar (pensamos em todos os artigos republicados pelo GGN de Luís Nassif), mas sempre dum blog de dimensões reduzidas se trata.

      Por isso custa-me imaginar que alguém perca o seu tempo com uma actividade de trollagem aqui. Acho ser mais um indivíduo com características limitadas, provavelmente um colega blogueiro com tempo de sobra.

      O melhor dos remédios é ignorar.
      Caso a situação não melhorasse vou introduzir por alguns tempos a moderação dos comentários. Isso costuma ser suficiente.

      Grande abraçoooooooooooooo!!!!!

  8. Os EUA não bombardearam os três primeiros da lista? Kissinger não disse que o plano para África era o despovoamento? Qual é o país mais pobre da Europa? è o Kosovo, que só por coincidência também foi bombardeado. Ainda assim é optimo viver no Kosovo dizem os nossos jornais de referência pagos pela sra. Kkinton…

Obrigado por participar na discussão!

%d bloggers like this: